NOSSAS REDES

MUNDO

Fotos: Saída de time tailandês de caverna por mergulho ‘não é aconselhável’

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Situação de risco preocupa socorristas, principalmente após a morte de um mergulhador tailandês.

Na foto de capa, Soldados tailandeses carregam cordas para ajudar no resgate dos 12 jovens jogadores de futebol e seu treinador, presos dentro de uma caverna inundada no complexo de Tham Luang, província de Chiang Rai, na Tailândia – 05/07/2018 (Krit Phromsakla Na Sakolnakorn/ Thai News Pix/AFP).

A saída por mergulho dos 12 meninos e seu treinador de uma caverna inundada na Tailândia “não é aconselhável”, anunciaram nesta sexta-feira (6) as autoridades após a morte de um ex-membro da Marinha tailandesa que trabalhava na operação de resgate.

“As crianças não podem mergulhar por enquanto”, explicou Narongsak Osottanakorn, governador da província de Chiang Rai e que também atua como chefe da célula de crise.

“O problema agora é quando estarão prontos para mergulhar”, acrescentou.

As autoridades reconhecem que o tempo para o resgate do grupo preso na caverna de Thuam Lang, localizada no norte da Tailândia, na fronteira com Mianmar, é limitado. Além disso, a morte do socorrista mostra a dificuldade de um resgate sem colocar em perigo a vida dos meninos e de seu treinador de futebol, presos há 13 dias na caverna.

“A princípio, pensávamos que as crianças poderiam ficar durante muito tempo. Mas a situação mudou, e agora nos resta um tempo limitado”, declarou o comandante da Marinha, Apakorn Yookongkaew, um dos coordenadores da célula de crise.

Yookongkaew também explicou que cilindros de oxigênio foram espalhados ao longo da caverna para tentar abastecer as crianças e seus acompanhantes, incluindo o treinador do time de futebol. Mas ele não citou uma tentativa de resgate nesta sexta-feira, quando a meteorologia prevê o retorno das chuvas de monção nesta região montanhosa da Tailândia.

A informação foi divulgada poucas horas depois da morte do mergulhador tailandês. “Após ter entregue uma reserva de oxigênio, ficou sem ar em seu retorno”, declarou o vice-governador da província de Chiang Rai, Passakorn Boonyaluck.

“Perdeu a consciência no caminho de volta, seu companheiro de mergulho tentou ajudá-lo e carregá-lo”, revelou o oficial da Marinha Apakorn Yookongkaew.

A tragédia recorda a dificuldade do caminho que precisa ser percorrido, debaixo d’água, para chegar aos 12 meninos e seu treinador, bloqueados na caverna inundada.

As equipes de emergência tentavam avançar o máximo em seus preparativos de resgate, antes do retorno da chuva.

Os socorristas esperam conseguir, com a ajuda de máquinas, reduzir o nível da água de modo suficiente para que os meninos consigam sair da caverna sem a necessidade de mergulhar, ou com mergulhos apenas em pontos específicos.

5 horas de mergulho

No momento, um mergulhador experiente precisa de 11 horas para fazer uma viagem de ida e volta até o local em que estão os jovens: seis de ida e cinco para volta, graças à ajuda da corrente.

O trajeto tem vários quilômetros e inclui passagens estreitas e trechos sob a água. Mas os socorristas evitam se pronunciar a favor de um resgate dos meninos através do mergulho.

“Seguimos considerando várias opções”, declarou o general Chalongchai Caiyakam.

Tempo de percurso com mergulho em caverna na Tailândia onde equipe de futebol está presa.

Tempo de percurso com mergulho em caverna na Tailândia onde equipe de futebol está presa. (Arte/VEJA)

No momento, os socorristas dizem que preferem esperar a água baixar e manter o grupo na caverna até que possa ser retirado caminhando, com uma parte mínima de trechos submersos, que seriam percorridos com máscaras.

Esta é a opção privilegiada pelas autoridades, que instalaram um amplo sistema de bombeamento da água, com a ajuda de engenheiros japoneses, e já retiraram da caverna um volume equivalente a mais de 50 piscinas olímpicas.

As tempestades de monção provocaram o bloqueio dos meninos na caverna no dia 23 de junho, quando o grupo decidiu, por um motivo que ainda não está claro, entrar no local depois do treino de futebol.

Ao mesmo tempo, a equipe de resgate procura uma via de entrada a partir do topo da montanha que esteja conectada, ou que seja fácil de conectar com um trabalho de perfuração à parte da caverna em que estão as crianças.

Corte transversal de cavernas na Tailândia onde um time de futebol está preso. Corte transversal de cavernas na Tailândia onde um time de futebol está preso.

Corte transversal de cavernas na Tailândia onde um time de futebol está preso. (Arte/VEJA)

(Com AFP)

Adolescentes da Tailândia presos em caverna são encontrados vivos

Adolescentes da Tailândia presos em caverna são encontrados vivos (EKATOL/Facebook/Reprodução)

Soldados tailandeses carregam cabos para auxiliar no resgate dos 12 jovens jogadores de futebol e seu treinador, presos dentro de uma caverna inundada no complexo de Tham Luang, província de Chiang Rai, na Tailândia - 05/07/2018

Soldados tailandeses carregam cabos para auxiliar no resgate dos 12 jovens jogadores de futebol e seu treinador, presos dentro de uma caverna inundada no complexo de Tham Luang, província de Chiang Rai, na Tailândia – 05/07/2018 (Athit Perawongmetha/Reuters)

Captura de vídeo mostra as crianças desaparecidas dentro da caverna Tham Luang, na província de Chiang Rai, na Tailândia - 02/07/2018

Captura de vídeo mostra as crianças desaparecidas dentro da caverna Tham Luang, na província de Chiang Rai, na Tailândia – 02/07/2018 (Royal Thai Navy/AFP)

Soldados tailandeses entram na caverna de Tham Luang no parque nacional da floresta de Khun Nam Nang Non em Chiang Rai durante a operação de salvamento da equipa de futebol infantil e seu treinador, presos no local - 26/06/2018

Soldados tailandeses entram na caverna de Tham Luang no parque nacional da floresta de Khun Nam Nang Non em Chiang Rai durante a operação de salvamento da equipa de futebol infantil e seu treinador, presos no local – 26/06/2018 (Lillian Suwanrumpha/AFP)

Paramédicos voluntários usam botas no chão lamacento do posto avançado na entrada da caverna de Tham Luang, durante operação de resgate de um time de futebol infantil e seu treinador presos no local - 27/06/2018

Paramédicos voluntários usam botas no chão lamacento do posto avançado na entrada da caverna de Tham Luang, durante operação de resgate de um time de futebol infantil e seu treinador presos no local – 27/06/2018 (Lillian Suwanrumpha/AFP)

Jornalistas trabalham na cobertura do resgate de um time de futebol sub-16 e seu treinador, desaparecidos em um complexo de cavernas na província de Chiang Rai, na Tailândia - 27/06/2018

Jornalistas trabalham na cobertura do resgate de um time de futebol sub-16 e seu treinador, desaparecidos em um complexo de cavernas na província de Chiang Rai, na Tailândia – 27/06/2018 (Soe Zeya Tun/Reuters)

Soldados tailandeses conduzem o cabo elétrico para o interior da caverna de Tham Luang no parque nacional de Khun Nam Nang Non em Chiang Rai durante operação de salvamento de uma equipe de futebol infantil presa no local - 26/06/2018

Soldados tailandeses conduzem o cabo elétrico para o interior da caverna de Tham Luang no parque nacional de Khun Nam Nang Non em Chiang Rai durante operação de salvamento de uma equipe de futebol infantil presa no local – 26/06/2018 (Lillian Suwanrumpha/AFP)

Socorrista desce por escadas cheias de lama na entrada do complexo de cavernas Tham Luang onde uma equipe de futebol infantil e seu treinador se desapareceram, na província de Chiang Rai, norte da Tailândia - 29/06/2018

Socorrista desce por escadas cheias de lama na entrada do complexo de cavernas Tham Luang onde uma equipe de futebol infantil e seu treinador se desapareceram, na província de Chiang Rai, norte da Tailândia – 29/06/2018 (Sakchai Lalit/AP)

INTERNACIONAL

Bill Gates perde posto de segundo homem mais rico para dono da Louis Vuitton; veja a lista

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Pela primeira vez nos sete anos de história do Bloomberg Billionaires Index, ranking das pessoas mais ricas do mundo elaborado pela agência de notícias “Bloomberg”, Bill Gates ficou abaixo do segundo lugar.

Com patrimônio estimado em US$ 107 bilhões, o co-fundador da Microsoft foi ultrapassado por Bernard Arnault, que chegou a US$ 108 bilhões.

O francês é presidente do grupo LVMH, que fabrica artigos de luxo, como as bolsas e malas da marca Louis Vuitton.

Em primeiro lugar continua Jeff Bezos, o fundador da Amazon e acionista majoritário do jornal “The Washington Post”, com patrimônio estimado em US$ 125 bilhões.

Por Valor Investe

Continue lendo

CURIOSIDADES

Em Tarauacá, arraia gigante é captura por pescador e vira atração turística

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Neste domingo, 23, durante pescaria no Rio Tarauacá, um pescador que não quis se identificar, capturou uma imensa arraia que pesava mais de 50 quilos. 

A criatura foi levada às margens do Rio Tarauacá, onde se encontravam vários banhistas, e no local houve muita admiração e ao mesmo tempo medo, tendo em vista que o peixe se encontrava poucos metros de distância das areias onde famílias, crianças e idosos se encontravam. 

O pescador ouviu várias propostas de compra, porém informou que iria degustar o peixe com sua família, por ser considerado um ´pescado chique´.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O QUE É A ARRAIA

As arraias ou raias são peixes carnívoros, cartilaginosos, assim como os tubarões, e passam grande parte do tempo enterradas na areia. Possuem um ferrão serrilhado e pontudo na cauda, coberto por um muco venenoso. Esses animais figuram entre os animais venenosos que mais causam acidentes. Segundo o Instituto Butantã, elas lideram o ranking de ocorrências junto com picadas de jararacas e escorpiões.

Apesar de não serem consideradas ameaçadas de extinção, essas raias sofrem algumas pressões como a coleta para aquarismo, pesca, e perda e degradação de hábitat causados por atividades agrícolas, de mineração, usinas hidrelétricas, e desenvolvimento urbano.

Ferroada de arraia

O principal sintoma é dor imediata e intensa. Apesar de ser frequentemente limitada às regiões lesadas, a dor pode se disseminar rapidamente, atingindo máxima intensidade em < 90 min; na maioria dos casos, a dor diminui de maneira gradual em 6 a 48h, mas pode ocasionalmente durar dias ou semanas. São comuns síncope, fraqueza, náusea e ansiedade, podendo em parte ser decorrentes da vasodilatação periférica. São relatados casos de linfangite, vômitos, diarreia, sudorese, cãibras generalizadas, dor inguinal ou axilar e dificuldade respiratória.

Em geral, a ferida é denteada, sangra livremente e com frequência está contaminada com fragmentos da camada tegumentar. Com frequência, as bordas da ferida são descoradas, ocorrendo certa destruição tissular localizada. Geralmente, há algum edema. Feridas abertas são suscetíveis a infecções.

Tratamento

Irrigação ou debridamento

Lesões em extremidade devem ser irrigadas com água salgada para tentar remover fragmentos da espinha, tecido glandular e tegumento. A espinha deve ser removida no local somente se estiver superficialmente inserida e se não estiver penetrando no pescoço, tórax ou abdome ou criando uma lesão total de um membro. Hemorragia significativa deve ser estancada com pressão local. Imersão em água morna, embora recomendada por alguns especialistas, ainda não foi provada como sendo um tratamento precoce eficaz para lesões por arraias.

No departamento de emergência, a ferida deve ser reexaminada para verificar restos da camada e debridada; anestesia local é administrada, se necessário. Espinhas inseridas são tratadas como em outros corpos estranhos. Picadas no tronco dos pacientes precisam ser bem avaliadas para possíveis punturas nas vísceras. Nas manifestações sistêmicas, o tratamento é de suporte. Deve-se administrar profilaxia antitetânica (Profilaxia para tétano no tratamento de rotina de ferimentos) e recomenda-se elevar a extremidade lesada por vários dias. O uso de antibióticos e o fechamento cirúrgico da ferida podem ser necessários. 

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp OLÁ INTERNAUTA! : )