NOSSAS REDES

ACRE

Em Rio Branco, igarapés começam a vazar e equipes iniciam limpeza em locais alagados durante enxurrada

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os igarapés que encheram durante a forte tempestade que atingiu Rio Branco começaram a apresentar vazante neste domingo (7). Com isso, equipes da prefeitura iniciaram a limpeza das ruas, avenidas, pontes e outros espaços alagados pela enxurrada.

Entre a noite de quinta (4) e sábado (6), choveu mais de mais de 140 milímetros. A forte chuva causou o transbordamento de pelo menos quatro igarapés. Com a rápida subida das águas, várias casas, lojas, comércios e outros estabelecimentos de Rio Branco foram atingidos. A Defesa Civil Municipal calcula que 39 bairros foram atingidos pelas águas.

Ainda segundo a Defesa Civil, a quantidade de chuva é quase a metade do esperado para todo o mês de fevereiro, que é um acumulado de 292 milímetros. A tempestade causou também elevação no nível do Rio Acre. O manancial marcou 12,40 metros e se aproxima da cota de alerta, 13,50 metros.

Equipes da Secretaria de Zeladoria iniciaram ações de limpeza neste domingo (7) — Foto: Asscom/Prefeitura de Rio Branco

Até este domingo, mais de três mil famílias foram atingidas pela tempestade, segundo a Defesa Civil do município. Dessas, 500 foram assistidas pela Defesa Civil, 68 precisaram ser removidas de suas casas e nove delas foram levadas para abrigos nas escolas Álvaro Rocha e Adib Jatene. As demais famílias estão na casa de parentes.

“Começamos a limpeza nesses locais onde a água baixou. Estivemos na Avenida Getúlio Vargas pela manhã conversando com os comerciantes, colocaram os entulhos nas ruas e agora à tarde estamos fazendo a remoção para lavagem”, contou o secretário da Zeladoria de Rio Branco, Joabe Lira.

Lira acrescentou que as equipes de limpeza também estiveram nos bairros Conquista e Paz. A ação segue durante a semana para retirar a lama, entulho, lixo e toda sujeira deixado pela enxurrada. “Começamos essa operação hoje [domingo, 7] nos locais onde tiveram a vazante”, concluiu.

Danos

O coordenador da Defesa Civil de Rio Branco, major Cláudio Falcão, contou que foram disponibilizadas mais duas escolas para abrigar as famílias. Falcão disse que, mesmo com a vazante dos igarapés, essas pessoas não devem retornar agora porque a previsão ainda é de chuva para a capital acreana.

“Não vamos retornar nenhuma família enquanto não tiver segurança. Baixaram os níveis nos igarapés e, por isso, estamos fazendo uma avaliação de danos estruturais e limpeza em diversos bairros, tanto com máquinas juntando entulhos quanto fazendo limpeza com água”, afirmou.

Essa avaliação nas estruturas é feita Secretaria de Infraestrutura do Acre (Seinfra). As equipes elaboram um planejamento desses danos causados pela enchente. “Tivemos muitos danos de ruas, quadras, pontes, passarelas e outros pontos”, frisou.

Enxurrada atingiu casas, lojas, comércios e outros estabelecimentos de Rio Branco entre quinta (4) e sábado 6) — Foto: Tálita Sabrina/Rede Amazônica

Assistência

 

Ainda conforme o coordenador, algumas famílias que estavam na casa de parentes estão retornando por conta própria. Mesmo aconselhando que ainda não é o momento ideal para voltar, a Defesa Civil destacou que entregou kits de limpeza, com água.

“Estamos apoiando, inclusive pedindo ao Depasa o fornecimento de água nessas regiões. A minha recomendação é que essas pessoas não retornem ainda, mas tem o livre arbítrio e estão voltando. Por isso, temos a obrigação de apoiar com a limpeza, entregando kits, às vezes é outro tipo de assistência, como, por exemplo, médica. Estamos apoiando em tudo. Tivemos três mil famílias, atendemos 500 e 68 saíram de casas, abrigamos nove e as demais foram para casa de parentes”, pontuou.

Alerta de perigo

 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta amarelo de perigo potencial de acumulado de chuva para, pelo menos, cinco cidades do Acre. O aviso começou a valer às 8h54 deste sábado (6) e vale até domingo (7), às 9h.

As regiões afetadas devem ser Vale Do Acre, que engloba Sena Madureira, Rio Branco e Brasileia e Vale Do Juruá, com Tarauacá e Cruzeiro do Sul. A previsão é de chuva entre 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia. Baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, alerta o Inmet.

Vários pontos foram invadidos pelas águas do igarapé  — Foto: Sergio Ronney/Secom

Arrecadação

 

Para ajudar os desalojados e os demais moradores afetados pela enxurrada, o Ministério Público do Acre (MP-AC), em Rio Branco, montou um ponto de arrecadação de alimentos não perecíveis, água potável e material de limpeza. A ação foi batizada como “MP Solidário”.

“Conclamo toda a sociedade, instituições, Poderes Constituídos de Estado, membros, e servidores do MP acreano e entidades de classe, para que atendam esse apelo e se aliem conosco nessa campanha de solidariedade em face das famílias que precisam tanto do nosso apoio nesse momento”, diz a procuradora-geral de Justiça do MP-AC, Kátia Rejane, em nota.

Também no sábado (6), o governo informou que está mobilizando equipes para ajudar a prefeitura da capital.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat