NOSSAS REDES

ACRE

Governo Federal ainda não autorizou governador Gladson a fechar os aeroportos do Acre

Folha de São Paulo, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Governador Gladson solicitou semana passada fechamento da BR-364 e proibição de ônibus de outros estados. Governo federal voltou atrás e publicou decreto que dá aos estados autonomia para bloquear rodovias. 

Fechar estradas, até mesmo na divisa entre estados, e proibir o trânsito de ônibus interestaduais foram algumas das medidas tomadas por governadores e alguns prefeitos frente ao avanço do novo coronavírus, para restringir a circulação de pessoas.

Essas medidas vinham provocando desconforto com o governo federal — Bolsonaro vinha dizendo que medidas como fechamento de estradas eram um exagero. Ministros como Tarcísio Freitas (Infraestrutura) e Sergio Moro (Justiça) haviam dito que não cabia aos estados tomar esse tipo de decisão.

Na sexta-feira (20), Bolsonaro havia editado medida provisória afirmando que o fechamento de aeroportos, rodovias e estradas federais era de competência federal. Na noite de segunda-feira (23), porém, o governo federal recuou e publicou uma resolução que transfere da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a órgãos de vigilância dos estados a competência para prever as condições técnicas para fechamento ou bloqueio de estradas.

No Acre, onde estão abertos apenas os serviços essenciais, como supermercados e farmácias, o governador Gladson Cameli (PP) solicitou a Brasília a suspensão do transporte coletivo de passageiros na única rodovia federal de acesso ao estado, a BR-364, e o fechamento dos aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

O governo Jair Bolsonaro, porém, não respondeu às demandas, segundo o governo estadual.

Com informações: Diego Garcia , Úrsula Passos , Marcelo Toledo , Fabiano Maisonnave , Fernanda Canofre , Paula Sperb e Katna Baran.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat