NOSSAS REDES

AMAZÔNIA

La deforestación de la Amazonia se dispara durante el período electoral

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

En comparación con el año pasado, la deforestación en la región amazónica creció un 48,8% de agosto a octubre.

En comparación con el año pasado, la deforestación en la región amazónica creció un 48,8% de agosto a octubre, meses de campaña electoral en Brasil. El bosque perdió 1,674 km2 en estos tres meses, área un poco mayor que la del municipio de São Paulo.

Los números son del Deter B, proyecto del Instituto Nacional de Investigaciones Espaciales que monitorea la deforestación en tiempo casi real para subsidiar la fiscalización ambiental. La tasa oficial es calculada por el sistema Prodes, de mayor resolución, pero los dos métodos tienen alta convergencia.

El principal aumento en la deforestación ilegal ocurrió en la frontera entre Acre y Amazonas, en una región cercana a la carretera BR-364. Los saltos fueron del 273% y el 114%, y la ganadería es la principal culpable.

El coordinador del programa de monitoreo de la Amazonia, Claudio Almeida, dice que estos números tienen que ser examinados con cautela, pues factores como la ocurrencia de nubes y otras variables disminuyen la precisión del Deter. Hecha la salvedad, afirma que el aumento de casi el 50% preocupa.

Área quemada cerca de la BR-319 y del municipio de Humaitá. La ciudad del sur del Amazonas se localiza en el cruce entre la BR-319 y la Ruta Transamazónica, región con mayor tasa de deforestación del Estado – Folhapress.

Este incremento, sin embargo, no será detectado por la tasa de deforestación anual de este año. El “año Prodes”, utilizado para el cálculo oficial, es medido de agosto a julio del año siguiente.

El monitoreo de la ONG Imazon, de Pará, también indica un reciente aumento de la deforestación. En septiembre, el Sistema de Alerta de Deforestación registró un crecimiento del 84% en relación al mismo período de 2017.

Las áreas más deforestadas son propiedades privadas o áreas en diversas etapas de posesión (58%), seguidas de los asentamientos de reforma agraria (24) %) y unidades de conservación (14%).

La deforestación en tierras indígenas representa el 4% del total. Casi la mitad fue detectada en Apyterewa, Pará, donde el Gobierno Federal no cumplió una decisión de 2015 del Supremo Tribunal Federal determinando la retirada de invasores no indígenas.

La deforestación en la Amazonia suele aumentar en años electorales, en medio de las promesas de los políticos sobre la legalización de tierras usurpadas o la flexibilización de la legislación ambiental si son elegidos.

Este año, la promesa también llegó de la mano de la campaña del presidente electo, Jair Bolsonaro (PSL). Con la intención de acercarse a la bancada agroindustrial, criticó la fiscalización del Ibama y dijo que el país tiene un exceso de unidades de conservación y de tierras indígenas. Fabiano Maisonnave. Folha SP.

Traducido por AZAHARA MARTÍN ORTEGA

Lea el artículo original

Acompanhe em tempo real

Atuação da OAB/AC em entidades públicas fortalece ações sociais no estado

Avatar

PUBLICADO

em

A participação da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Acre (OAB/AC) em conselhos, fóruns e câmaras por todo estado é um trabalho pouco notado no dia a dia das pessoas. Com membros da Ordem colaborando ativamente com os trabalhos executados, muitos avanços foram conquistados e ações sociais foram fortalecidas. São nessas instâncias em que há ampla participação da sociedade civil na sugestão de melhorias em diversos setores e camadas.

Algumas das entidades com as quais a OAB/AC colabora são os conselhos Estadual de Entorpecentes (Conen), Penitenciário do Acre (Copac), Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa (Cedi/AC), Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir), Estadual de Trânsito (Cetran), Câmara Técnica da Construção Civil – que integra o Fórum Permanente de Desenvolvimento do Acre – e diversas outras instituições, com o objetivo de contribuir com a construção de ações concretas na vida da população.

O secretário-geral da Ordem, André Marques, faz parte do Conselho Estadual de Trânsito e retoma, desde o primeiro dia de atuação, processos paralisados há muito tempo. A atual composição do organismo foi nomeada em agosto deste ano. “A participação da OAB no Conselho é importante pois ter um representante com formação jurídica na instância, o que assegura a aplicação dos princípios administrativos no julgamento dos recursos”, pontuou Marques.

Gilliard Rocha, secretário-geral adjunto da OAB/AC, é um dos membros da Câmara Técnica da Construção Civil. Integrante ativo do Fórum Permanente de Desenvolvimento do Acre, é um dos responsáveis pela elaboração de estratégias para impulsionar o desenvolvimento sustentável. “Um dos trabalhos desenvolvidos atualmente é a proposta de fazer com que o Marco Legal da Construção Civil seja seguido por todos os setores da administração estadual”, disse.

A membra da Comissão do Direito da Pessoa Idosa da Ordem, Bianca Muniz, ocupa um assento no Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa. Entre as diversas pautas e debates produzidos ao longo deste ano, foi definida no dia 23 deste mês a data para a aprovação do colegiado, início do processo de abertura das chapas para a nova Diretoria da entidade e será realizada votação para selecionar uma nova secretaria que terá um assento na entidade participativa estadual.

Rocha e Muniz acrescentam que a instituição da advocacia acreana é responsável pelas questões jurídicas das entidades. Em todas essas instâncias de participação popular, a OAB/AC vem gerando bons resultados que beneficiam diretamente a população de todo o estado. O secretário-geral da instituição ressalta que ela não atua somente da defesa dos direitos e promoção do bem-estar dos advogados, mas também de toda a sociedade acreana.

Continue lendo

Acompanhe em tempo real

Sindmed-AC comemora 30 anos de fundação com dois Bailes dos Médicos

Avatar

PUBLICADO

em

O Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) comemora 30 anos de fundação em 2019 e, para celebrar, a diretoria planeja, neste ano, dois Bailes dos Médicos. O evento de Rio Branco será realizado no dia 19, e o de Cruzeiro do Sul no dia 26.
Nas duas festas, os ingressos já estão se esgotando, sendo que na maior cidade do Juruá, uma comissão composta por filiados e membros da diretoria já vendeu quase 80% das mesas da festa que será realizada na Chácara Iroti, sendo animada pela banda Garotos do Sótão.
Em Rio Branco, mais de 70% dos ingressos para o Baile dos Médicos já foram vendidos. A festa será animada por Elias Sarkis e banda, além da participação especial de um DJ.
O presidente do Sindmed-AC, Murilo Batista, explicou que o sucesso da festa resultou na ampliação do evento para comemorar a fundação da entidade, buscando atender também os profissionais do Juruá.
“É um desafio, mas é gratificante, pois a festa vai reunir os médicos, os familiares, amigos e as pessoas que gostam de entretenimento. É uma forma de trazer bem-estar aos filiados que vivem a rotina desgastante de plantões de 12 horas, 24 horas, chegando a ficar 72 horas dentro de um hospital por falta de profissionais”, explicou o sindicalista.
As mesas dos Bailes dos Médicos de 2019 podem ser adquiridas na sede do Sindicato que fica na Rua Milton Matos, 225 – Bairro Bosque, ou pelos telefones: 3224-6483, 3224-2390 ou 9 8425-5280 (Whatsapp). O interessado ainda pode parcelar em até duas vezes o valor no cartão de crédito.

Continue lendo

Super Promoções

WhatsApp chat