NOSSAS REDES

ESPECIAL

Prêmio de Jornalismo: MPAC lança edição de 2019 comemorando uma década de sucesso

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane, lançou nesta segunda-feira (17), a 10ª edição do Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC). O coquetel de lançamento ocorreu no Edifício-Sede e foi prestigiado por membros, servidores, jornalistas e pela secretária de estado de Comunicação, Silvânia Pinheiro.

O tema dessa edição será “uma década conectando cidadania à notícia”, cujo propósito é lembrar os 10 anos da iniciativa do MP acreano que já foi até reconhecida pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) como referência em relacionamento com a imprensa. Com essa proposta, o MPAC quer mostrar os avanços de sua atuação, nas diversas áreas, seja na esfera judicial, seja na esfera extrajudicial, durante uma década.

Para Kátia Rejane, é uma alegria grande lançar mais uma edição do Prêmio de Jornalismo. Ela lembrou o início na gestão do ex-procurador-geral Sammy Barbosa, tendo como objetivo formar uma rede de relacionamento em que os membros pudessem ter voz e falar com sua linguagem, cabendo ao jornalista traduzir na linguagem mais comum para que a população pudesse entender qual era a missão e os serviços do Ministério Público.

“Durante esses 10 anos nós conseguimos ter muito êxito. Em todas as edições, temos notícias de um nível de qualidade muito boa, e ao longo do tempo temos conseguido atingir o nosso objetivo. Com isso, criamos mais laço com a imprensa, construímos pontes dos serviços do MP para a população. Por isso acredito que o prêmio é sucesso e temos que dar continuidade a esse trabalho sério”, afirmou a procuradora-geral de Justiça.

Segundo a secretária Silvânia Pinheiro, a principal tarefa do jornalista é o compromisso com o interesse público. “Para nós é uma alegria muito grande e para mim, como jornalista, acompanhar há 10 anos a realização do Prêmio de Jornalismo do MP, que nos faz lembrar de que somos jornalistas, que nós precisamos resgatar a responsabilidade social do jornalismo, que precisamos resgatar a cidadania das pessoas”, disse.

10ª edição do Prêmio de Jornalismo

Coordenado pela Diretoria de Comunicação do MPAC, a 10ª edição do Prêmio de Jornalismo contemplará publicações que tenham sido veiculadas a partir do dia 13 de janeiro de 2019 em veículos com atividade nos últimos 12 meses. Podem participar profissionais de comunicação com registro profissional e acadêmicos de comunicação.

As inscrições devem ser efetuadas até o dia 22 de novembro de 2019, nas seguintes categorias: jornalismo impresso, telejornalismo, radiojornalismo, webjornalismo, fotojornalismo e destaque acadêmico. O formulário e o regulamento do concurso estão disponíveis no site premiodejornalismo.mpac.mp.br.

Uma Comissão Julgadora composta por sete pessoas apreciará os trabalhos jornalístico enviados, considerando critérios técnicos, jornalísticos e temáticos. Já a entrega da premiação ocorrerá durante cerimônia em local e data a serem definidos, com troféu e prêmio em dinheiro ao primeiro colocado de cada categoria.

Jaideson Peres – Agência de Noticias do MPAC

Fotos: Tiago Teles

ACRE

Especialistas realizam curso Comunicação para a Eleição 2020

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Táticas de comunicação voltadas para pré-candidatos e assessores durante a pandemia

O evento de três dias apresentará técnicas e ferramentas para as eleições 2020.

Será oferecido certificado aos participantes por 6 horas de curso.

Para maiores informações, o interessado pode falar diretamente com os palestrantes ou realizar o cadastro de pré-inscrição aqui.

Clique aqui para comprar.

Conheça os especialistas responsáveis pelas aulas:

Continue lendo

ACRE

Políticos adotam atitudes eleitoreiras durante a Covid-19 e matam a economia

Bakunin Acriano, o Eremita, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Eremita

Eis que saio de minha caverna e descubro que a população precisa seguir meu exemplo e realizar um longo isolamento. O motivo é a pandemia por coronavírus, diferente dos meus motivos que incluem a falta de paciência com político incompetente contando lorota.

Incompetência I

Falando em política incompetente, a prefeita Socorro Neri deu um tiro no próprio pé ao ter decretado rodízio. Críticas silenciosas choveram e a população que realmente move a economia de Rio Branco odiou. Agora, os eleitores precisam lembrar desse abuso de autoridade durante o pleito.

Incompetência II

Por falar em rodízio, você, meu único leitor, notou que houve uma explosão de casos notificados pela Covid-19 durante essa limitação determinada por numeração das placas dos veículos? Será que os casos aumentaram graças as aglomerações em terminais e coletivos?

“Pra-lamentar” I

Vereadores criticaram o presidente da Fecomércio, Leandro Domingos, por cobrar das “excelências” mais atitudes. Os caras engravatados ficaram de mimimi, mostrando que eles são amadores e incompetentes. Eles, durante esta crise, não fizeram nada mesmo, nem reduziram os próprios gastos e nem cortaram os próprios salários para ajudar na contenção de despesas. Isso é “pra-lamentar”.

“Pra-lamentar” II

O desaforo também vai para os deputados que também não apitam nada. Apenas jogam para o público ideias mirabolantes, principalmente o comunista Edvaldo Magalhães, que na farra defendeu a suspensão do pagamento de empréstimos consignados por servidores. É preciso lembrar que o servidor não teve suspensão e não teve a redução dos salários. O resultado é que ele empurrou uma bomba para o povo, porque a legislação permite que os bancos cobrem juros e multas pela falta do pagamento. É muita atitude eleitoreira e incompetente.

Governador “Magrim”

Nosso governador Gladson Cameli, “o magrim”, está precisando de um bom caldo de feijão, está abatido, mas continua com atitudes eleitoreiras. Ele precisa lembrar que a eleição será realizada apenas em 2022. Assim não pode, magrim.

Reabertura

Essa reabertura dos comércios é necessária e urgente. Pena que falta articulação por parte do governo em garantir a retomada da economia. É sabido que para a retomada da economia é preciso ter vagas nos hospitais, mas a promessa de um hospital de campanha vem desde fevereiro.

Estou voltando a datilografar. Aguarde novos textos e notas semanais para apimentar nossa comuna.

Conheça Bakunin Acreano.

E-mail: bakunin.acreano@protonmail.ch

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias