NOSSAS REDES

POLÍCIA, VIOLÊNCIA & CRIMINALIDADE

Ministério Público do Acre abre canal para receber denúncias contra o médium João de Deus

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Acreanas que se sentiram abusadas por médium João de Deus podem relatar casos ao Ministério Público do Acre, em Rio Branco. Médium já foi acusado por mais de 200 mulheres.

Foto: Mulheres que se sentiram abusadas por médium João de Deus podem relatar casos ao Ministério Público do Acre — Foto: Reprodução/TV Globo.

Um número de telefone e um e-mail foram disponibilizados pelo Ministério Público do Acre (MP-AC) para receber denúncias de abuso sexual do médium João de Deus.

O médium foi acusado por mais de 200 mulheres que alegam ter sofrido abusos sexuais durante os atendimentos de curas.

As denúncias do Acre vão ser recebidas pelo Centro de Apoio Operacional das Procuradorias de Justiça Criminais (Caop/Criminal) e do Centro de Atendimento à Vítima (CAV), em Rio Branco.

As vítimas podem enviar os relatos pelo cav@mpac.mp.br ou conversar com as equipes pelo número (68) 9999-4701.

O médium João de Deus nega todas as acusações.

Após os relatos exibidos pelo programa “Conversa com Bial” e pelo jornal “O Globo”, em que 13 pessoas contaram terem sofrido abuso de médium, outras mulheres relataram o mesmo tipo de crime. Mais de 200 casos chegaram ao conhecimento do Ministério Público, segundo a promotora Gabriela Manssur, de São Paulo.

O Fantástico revelou a história de 25 delas. Os relatos se referem apenas a denúncias de crimes sexuais. Não se trata de questionar os métodos de cura de João de Deus ou a fé de milhares de pessoas que o procuram.

Promotores de Goiás criaram uma força-tarefa para registrar as denúncias, recolher depoimentos dados em outros estados e investigar os casos. G1AC.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat