NOSSAS REDES

ACRE

Contrariando declarações de Gladson, diretor do Depasa descarta “máfia” no órgão

PUBLICADO

em

Contrariando as declarações do governador Gladson Cameli (PP) de que haveria fraudes dentro do Departamento Estadual de Saneamento e abastecimento (Depasa), o diretor do orgão, Zenil Chaves, afirmou que não vê motivos para suspeitar de algum servidor e descartou a possibilidade de fraudes.

As declarações de Cameli sobre suspeitas da existência de uma “máfia” no Depasa foram dadas na última segunda-feira (1) durante uma entrevista de rádio quando citou que considera a possibilidade de servidores estarem boicotando o sistema de abastencimento de água para favorecer empresas de carros-pipa.

Zenil Chaves afirmou, em entrevista à TV Gazeta, que o Depasa conta praticamente com mil pessoas trabalhando, que considera ético o trabalho dos profissionais e que trabalha com a possibilidade das falhas no abastecimento terem sido fruto de erros não intencionais.

“Eu ouvi de pessoas de chegar a fazer manobras, ir para casa, na hora de deitar lembrar-se de ter feito errado e voltar para consertar. Às vezes acontecem erros que de qualquer maneira prejudica o bairro, mas o camarada não fez por querer, mas não posso dizer que tem pessoas nos sacaneando, não posso falar isso de maneira nenhuma”, concluiu o diretor-presidente do Depasa, Zenil Chaves.

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS

WhatsApp chat