NOSSAS REDES

ACRE

Gaecco desarticula tabuleiro de facção que comandava crimes no Acre

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Após seis meses de investigação o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (Gaecco), deflagraram a operação Xeque Mate na manha desta sexta-feira (24). Foram dados cumprimento a 29 mandados judiciais no Acre, Mato Grosso e Rio Grande do Norte após a identificação de lideranças de uma facção criminosa atuante em nosso estado.

De acordo com um dos promotores responsáveis pelas investigações, Bernardo Albano, 25 pessoas foram presas e quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos, em Rio Branco, Senador Guiomard e Tarauacá. As lideranças foram identificadas após a apreensão de documentos em presídios que detalhavam a forma como funcionava o tabuleiro do crime, desde o seu código penal a quem liderava a organização na região norte e até fora do país.

“A investigação detectou uma migração de lideranças desse tabuleiro do crime a partir do momento em que os líderes eram colocados em presídios de segurança máxima com bloqueadores de celular. Os liderados passaram a ser comandados por outras pessoas que se encontravam em liberdade e também por pessoas que estavam em outros presídios que não tinham bloqueador e essas novas lideranças foram o nosso alvo da investigação já que estavam comandando crimes” disse Albano.

Durante as investigações o Gaecco conseguiu também apurar a autoria de pelo menos cinco homicídios, sendo três ocorridos no mês de março em Rio Branco, um no município de Tarauacá e outro dentro do presídio Francisco de Oliveira Conde (Foc). Por Lilia Camargo.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat