NOSSAS REDES

Xapuri

Justiça Acreana condena Deracre à pagar indenização por danos moral de R$ 5 mil, e material de R$ 6.440

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Condutor garante na Justiça indenização após sofrer acidente em rodovia por ausência de sinalização.

Decisão determinou o pagamento de R$ 5 mil de pelo dano moral, além do pagamento do conserto do veículo. Departamento de Estradas de Rodagem Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre – Deracre, ainda poderá recorrer.

O autor do Processo n°. 0700117-95.2018.8.01.0007 garantiu na Justiça, na Vara Única da Comarca de Xapuri, indenização por danos moral de R$ 5 mil, e material de R$ 6.440, por ter sofrido um acidente na Rodovia AC 485, causado pelos buracos no asfalto.

Na sentença, publicada na edição n°6.150 do Diário da Justiça Eletrônico, e homologada pelo juiz de Direito Luis Pinto, é ressaltado que houve falha no serviço prestado pela Autarquia Estadual “decorrente da ausência de manutenção das vias públicas, bem como de sinalização de existência de buraco onde ocorreu o evento, representando evidente risco de dano a terceiros”.

Sentença

Além de reconhecer a falha na prestação de serviço público, pela falta de manutenção das vias públicas, o Juízo considerou que ocorreu dano moral e, portanto, fixou a indenização seguindo os critérios de razoabilidade, proporcionalidade, e considerando as condições econômicas das partes.

O juiz de Direito Luis Pinto, titular da unidade judiciária, ainda acolheu o pedido de pagamento pelos danos materiais, observando terem “restados incontroversos os problemas em decorrência do sinistro e, via de consequência, é medida que se impõe o acolhimento do pedido relativo ao dano material suportado pela demandante”. Com informações de Gecom/TJAc.

ACRE

RONDA POLICIAL PRENDE HOMEM PORTANDO TROUXINHAS DE COCAÍNA EM XAPUR

O Alto Acre, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Uma equipe da PM que realizava ronda na cidade de Xapuri, distante cerca de 198km da capital do Acre, detiveram um homem no bairro Laranjal na manhã deste sábado, sob acusação de estar portando cerca de 34 trouxinhas de cloridrato de cocaína.

Segundo foi apurado, a equipe estava em uma rua do bairro citado, quando perceberam que o homem os havia notado e rapidamente, soltou um pacote na rua e continuou andando.

Achando estranho a atitude do homem, um policial saltou do veículo foi averiguar o pacote, enquanto a viatura o seguia. Ao abrir, havia as trouxinhas com drogas e em seguida, o homem foi abordado e dado voz de prisão.

Identificado como Rones Souza Amorim (20), após ser descoberto, confessou que havia embalado a droga no bairro Sibéria e seria comercializada pela cidade. O mesmo recebeu voz de prisão em flagrante delito e foi conduzido para a delegacia e entregue ao delegado titular do Município.

O caso será levado ao judiciário que decidirá sobre o futuro do acusado.

Continue lendo

ACRE

Mulher descobre câncer no útero durante gravidez e resolve vender o cabelo para se mante

Juruá em Tempo, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Aos sete meses de gestação, a dona de casa Josiane Ribeiro, de 32 anos, começou a sentir muitas dores e, durante uma consulta do pré-natal, acabou sendo diagnosticada com câncer no colo do útero.

Moradora da cidade de Xapuri, no interior do Acre, ela precisou ficar na capital, Rio Branco, para fazer o tratamento e precisa de ajuda.

Ela conta que no início de maio, os médicos acabaram decidindo fazer a cesariana para a retirada da bebê e a biópsia. Foi quando ficou confirmado o câncer em estágio avançado. Sem condições para se manter, Josiane resolveu vender o cabelo para tentar arrecadar dinheiro para custear sua estadia em Rio Branco e os gastos com a bebê.

“Estou morando na casa do meu pai, que eu não via há muito tempo. Não tenho emprego e vivo somente com o recurso do Bolsa Família. Quando recebi o diagnóstico, fiquei desesperada, agora tenho que ficar em Rio Branco e mal tenho como pagar a passagem de ônibus para o hospital. A única coisa que tenho é o cabelo, e como vai cair mesmo, resolvi tentar vender”, disse a mulher.

A dona de casa afirma que inicia a quimioterapia na segunda-feira (27). Ela conta que os médicos já mandaram suspender a amamentação e, com isso, é preciso ter dinheiro para comprar fraldas, leite, produtos de higiene para ela e para a bebê, além de comida e dinheiro para o transporte.

“É uma situação muito difícil. Tenho outros sete filhos que não estão comigo agora, porque tenho que ficar aqui para esse tratamento. Não tenho marido e realmente estou precisando de ajuda”, falou a dona de casa.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco