NOSSAS REDES

ACRE

Líderes católicos, evangélicos e espíritas do Acre cobram agilidade na liberação de vacina contra a Covid-19

PUBLICADO

em

Líderes de diversas denominações religiosas estão reunidos em uma campanha para cobrar mais agilidade na liberação da vacina contra a Covid-19. O Instituto Ecumênico Fé e Política elaborou um documento e enviou às autoridades pedindo que o imunizante seja liberado para o público geral.

Na terça-feira (15), quando é celebrado o aniversário do Acre, os religiosos vão se reunir na sede da Assembleia de Deus, na Avenida Antônio da Rocha Viana, em um ato para também conscientizar a população sobre a importância da vacina.

Na minha igreja, embora seja um grupo pequeno, interrompemos as reuniões, fizemos pela internet. Atendi um rapaz que fez o aniversário de uma menina de 15 anos, tinha terminado a faculdade, feito a prova da OAB, foi aprovada, era filha única e com duas semanas com Covid faleceu. Então, ele falou que não tinha palavras e choramos com os que choram e não sabia direito o que dizer. Essas histórias de multiplicam, e a maneira de a gente evitar isso é por meio da vacina”, destacou o pastor Cid Mauro.

Encontro

O líder espírita Hildo Montezuma disse que deputados e o presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), representantes do Ministério Público e governador já se manifestaram solidários ao ato dos religiosos.

“Estamos tentando confirmar a presença do Ifac, da Ufac e também do Comitê de Enfrentamento à Covid. Também estamos mobilizando todas as denominações religiosas que queiram se somar para que a gente possa fazer um ato simbólico e, depois, colher assinaturas de todas as lideranças e pessoas que desejam apoiar nosso movimento”, frisou.

Ato pede vacinação em massa para a população acreana — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Ato pede vacinação em massa para a população acreana — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

O secretário geral do Instituto, padre Mássimo Lombadi, reforçou que um dos principais objetivos do movimento é também incentivar a população que já pode tomar a vacina procurar uma unidade de saúde e se imunizar. Ele criticou também as falsas notícias divulgadas sobre o imunizante.

“Me preocupa muito pela divulgação de notícias falsas no âmbito da religião e da fé. Não posso imaginar que uma pessoa que tenha fé diga que a vacina é fora do desígnio de Deus. Deus é o Deus da vida, ele coloca a inteligência nos pesquisadores para desenvolver a vacina. Tenho certeza que a vacina é um instrumento de Deus para nossa saúde e vida. Se você é um religioso, evangélico, saiba que é um dever seu se vacinar e divulgar a oportunidade de uma vacinação em massa. Isso é o que desejo e peço todos os dias para acontecer”, concluiu.

Vacinação no Acre

Neste sábado (12), a capital acreana continua imunizando as pessoas acima de 18 anos do público da 4ª fase. Sete pontos abrem das 8h às 16h para atender os moradores.

A partir de segunda-feira (14), a vacina vai ser liberada para o público geral, iniciando pelas pessoas sem comorbidades de 55 a 59 anos. Em Rio Branco, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informou que tem 27 mil doses em estoque para começar a vacinação nesse público.

Na terça-feira (8), o Acre recebeu um lote 9.360 doses da Pfizer para distribuir para Rio Branco, Acrelândia, Plácido de Castro, Brasileia, Bujari, Sena Madureira, Manoel Urbano e Jordão, cidades do interior do estado.

No dia seguinte, quarta (9), mais uma remessa com vacinas foi entregue no aeroporto de Rio Branco. O Ministério da Saúde enviou um lote com 48.250 doses da AstraZeneca/Fiocruz para imunizar a população acreana.

De acordo com informações do portal de transparência do governo, o Acre recebeu 341.300 doses de vacinas e foram aplicadas 215.492 até essa sexta (11), data da última atualização, sendo 152.706 da primeira dose e 62.786 da segunda. Rio Branco aplicou 99.964 doses e Cruzeiro do Sul 24.649.

Segundo o governo, o número de doses aplicadas que consta no portal refere-se aos dados já inseridos no sistema do Ministério da Saúde, cujas atualizações são realizadas pelos municípios. Por isso, pode haver atraso nas informações.

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS

WhatsApp chat