NOSSAS REDES

Feijó

Médica de Feijó é condenada por juíza Maha Manasfi, mas poderá recorrer da decisão

Gecom TJAC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Médica que agrediu criança com Síndrome de Down recebe nova condenação.

Decisão estabeleceu sanção pedagógica correspondente à conduta voluntária de agredir menor, que tinha seis anos de idade.

O Juízo da 5ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco condenou médica que agrediu uma criança com Síndrome de Down, desta vez a indenizar no importe de R$ 12 mil a criança ofendida no ato ilícito perpetrado. Em junho do ano passado, a ré foi condenada a indenizar os pais em R$ 10 mil, pelo dano por ricochete.

O vídeo da agressão ofertado pela profissional foi amplamente divulgado nas redes sociais e confirmado por testemunhas que aguardavam atendimento. Os pais afirmaram que o episódio repercutiu gravemente na rotina de seu filho, que passou dias com alterações significativas em seu comportamento social, o que foi observado não apenas por eles, mas também atestado pelos profissionais que realizam acompanhamento especializado da criança com deficiência.

Nos autos, a requerida contestou a amplitude da situação, alegando que seu ato foi automático. Negou ainda a acusação de ter chamado o infante de “débil mental”. A médica afirmou que, durante a discussão, se limitou a dizer à mãe que ela deveria educar o filho, para que ele não ficasse batendo nos outros.

Decisão

Ao analisar o mérito, a juíza de Direito Maha Manasfi, titular da unidade judiciária, assinalou que o teor dos depoimentos apresentados pela parte autora se coaduna com as imagens em vídeo cedidas pela Unimed.

A agressão física está evidente nas imagens, que registraram a configuração de dano moral. “Se percebe que não foi movimento involuntário da parte da requerida. Ela se vira com o intuito de bater no menor. Verifica-se, que logo em seguida a agressão, a requerida sequer pediu desculpas à criança, mas, volta a olhar seu celular como se nada tivesse acontecido”, prolatou a magistrada.

A decisão do Processo n° 0713160-88.2016.8.01.0001 foi publicada na edição n° 6.274 do Diário da Justiça Eletrônico (pág. 28), da última terça-feira (15), contudo, ainda cabe recurso. Gecom TJAC.

Câmera flagrou momento em que médica dá tapa nas costas de menino com Síndrome de Down — Foto: Reprodução

Câmera flagrou momento em que médica dá tapa nas costas de menino com Síndrome de Down — Foto: Reprodução.

Feijó

Casa é incendiada em Feijó e Corpo de Bombeiros impede propagação das chamas

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Na manhã desta quinta-feira (6), aproximadamente às 8h, o 9° Bepcif, em Feijó, foi acionado para atender uma ocorrência de incêndio em uma residência localizada no bairro Genir Nunes.

No local, a guarnição constatou o fogo em uma residência construída em madeira, de aproximadamente 30m2 (5×6), sendo que as chamas se encontravam na parte esquerda da frente da casa.

Não foram encontrados moradores na casa e por isso, ninguém ficou ferido.

A ação rápida da equipe, utilizando um mangotinho, impediu a propagação do fogo e o incêndio foi debelado.

Continue lendo

ACRE

PM DE FEIJÓ PRENDE CONDUTOR DE QUADRICICLO APÓS ATROPELAR MULHER E SE EVADIR DO LOCAL

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O acidente ocorreu por volta 08h00min de hoje na Av. Assis Vasconcelos (Próximo ao Magueiras Club). Lucas Lopes Souza (22 anos) conduzia um Quadriciclo em alta velocidade e perdendo o controle do veículo atropelou violentamente a senhora Maria da Liberdade Pessoa da Silva (46 anos) e em seguida se evadiu do local. A vítima conduzia sua bicicleta pela margem da Via.

Após a PM solicitar apoio do Corpo de Bombeiros para prestar socorro a vítima (tendo em vista não ter SAMU disponível), tomamos conhecimento que Lucas Lopes morava no ramal da Divisa e que teria fugido para sua residência. A guarnição da PM deslocou-se ao endereço do acusado e realizou a prisão do mesmo por volta de 12h00min. Lucas Passos nao é habilitado e pilotava o Quadriciclo do seu padrasto (veículo conduzido ao CIRETRAN).

Até o presente momento, equipe do Hospital informou que o estado de saúde da vítima é gravíssimo e que não foi possível encaminha-la à cidade de Rio Branco. A Polícia Militar trabalha para preservar a vida, oremos por esta vítima da inconsequência deste cidadão.

PMAC FEIJO

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco