NOSSAS REDES

CIDADES

Morre João das Neves, amigo de Chico Mendes, que viveu com índios da tribo kaxinawá

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Morre João das Neves, um dos fundadores do Grupo Opinião.

Diretor e dramaturgo tinha 84 anos e foi importante nome da resistência contra o regime militar.

Nome de peso da produção teatral brasileira durante a ditadura militar, o diretor e dramaturgo João das Neves morreu na manhã desta sexta (24), em sua casa, em Belo Horizonte. Ele tinha 84 anos e foi vítima de um câncer.

Nascido no Rio em 1984, João enfrentou reveses políticos durante a sua carreira. Seu grupo Os Duendes, formado em 1960, assumiu a administração do Teatro Arthur Azevedo, na periferia carioca, mas logo foi expulso dali pelo governo de Carlos Lacerda, que acusava a companhia de fazer propaganda subversiva.

Foi para o Centro Popular de Cultura, onde cuidava da área de teatro de rua, mas o grupo foi colocado na ilegalidade em 1964, depois do golpe militar. Seus integrantes —entre eles Ferreira Gullar e Oduvaldo Vianna Filho— então fundaram o Grupo Opinião, coletivo que marcou a resistência contra a ditadura e ajudou a  disseminar a dramaturgia brasileira.

Na companhia, João dirigiu importantes peças, como “A Saída, Onde Fica a Saída?” (1967), com texto de Armando Costa, Antônio Carlos Fontoura e Ferreira Gullar, “O Último Carro” (1976) e “Mural Mulher” (1979) —estas últimas com dramaturgia do diretor.

Em “O Último Carro”, usava a metáfora de um trem desgovernado para tratar da vida de moradores da periferia. “A peça vai além da maioria dos textos sociais da época, revelando a preocupação de apelar para o simbólico e uma liberdade associativa de personagens e situações que não se contém nos limites do naturalismo”, definiu o crítico Sábato Magaldi.

João sempre aliava o engajamento a um grande rigor estético. E tinha um tom político mesmo em produções infantis. “O Leiteiro e a Menina da Noite” (1970), tratava do racismo e do empoderamento do negro para crianças. Já “A Lenda do Vale da Lua” (1975) falava da violência nos centros urbanos.

Mesmo com o fim do regime militar, o diretor não perdeu a verve política. Há três anos, quando foi tema de uma mostra no Itaú Cultural, que repassou sua carreira, disse à Folha: “O Brasil se livrou da ditadura, mas ainda somos um país de mentalidade muito retrógrada em muitos sentidos. A gente tem um Congresso estranho, extremamente reacionário”.

VIDA NO ACRE

Um tanto decepcionado com os rumos artísticos depois da retomada da democracia, o encenador deixou o Rio no fim dos anos 1980 e mudou-se para o Acre, onde conviveu com o ativista Chico Mendes, tema de um de seus espetáculos, e com índios da tribo kaxinawá. Foi com um convite para um projeto, mas permaneceu mais tempo. “Era para ficar seis meses e fiquei oito anos. A vida vai levando a gente”, contou à Folha, em 2015.

Há cerca de 20 anos, foi para Minas Gerais, sua morada definitiva, onde dirigiu peças como “Madame Satã”, baseado em João Francisco dos Santos, lendário personagem carioca.

Ali em terras mineiras também experimentou com espaços distintos, uma das marcas de sua obra. Em 1992, adaptou o livro “Primeiras Estórias”, de Guimarães Rosa, numa encenação feita ao redor de um lago no parque Lagoa do Nado, em Belo Horizonte.

A negritude tornou-se tema mais presente na sua obra a partir da década de 1990. Há sete anos, fez uma releitura de “Zumbi”, clássico de Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri, trazendo o debate do negro para o cenário contemporâneo.

Sua produção não se restringia ao teatro, e ele dirigiu diversos shows de nomes da MPB, como Chico Buarque, Milton Nascimento, Geraldo Vandré e Baden Powell.

João das Neves deixa a mulher, a cantora mineira Titane, que também dirigiu em alguns shows. Folha SP.

PROMESSA DE CAMPANHA

Em Tarauacá, Prefeitura do município realiza ação de saúde; veja fotos

Assecom - Prefeitura de Tarauacá, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE REALIZA DIA DE PROMOÇÃO À SAÚDE PARA MORADORES DO BAIRRO COPACABANA.

Os usuários da rede municipal de saúde do bairro de Copacabana, e da rodoviária, foram beneficiados nesta sexta-feira (22), com uma ação especial de promoção à saúde, desenvolvida pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em parceria com a unidade de Saúde José Leôncio. Foram mais de 100 atendimentos e procedimentos realizados em diversas áreas da Saúde.

Foram realizados os seguintes atendimentos: Consultas médicas; Averiguação de pressão arterial; Exames de glicoses; Testes rápidos: Sífilis, HIV, Hepatite B e C, Planejamento familiar; Entregas de preservativos; Vacinação; Palestras de saúde bucal; Entrega de Kits de higiene bucal; Consultas Odontológica e Cortes de cabelo.

Para o Secretário de Saúde Pedro Cláver, o momento possibilita o alcance de um público maior em cada atividade e, dessa forma, a promoção da saúde entre a população. “Fortalecemos as ações com a comunidade, orientando e alertando a população para os cuidados com a sua saúde”, destacou o Secretário.

Veja fotos:

Continue lendo

ACRE

Prefeita Marilete apresenta projeto de revitalização e modernização do Estádio Naborzão

Assecom - Prefeitura de Tarauacá, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Veja o vídeo:

O projeto de revitalização e modernização do Estádio o Naborzão ficou pronto e foi apresentado pela Prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino.

A Prefeita Marilete apresentou na manhã desta sexta-feira (22), o Projeto elaborado pela Associação dos Municípios do Acre, com a  colaboração de Márcio Neri e  Deputada Jéssica Sales, que disponibilizou a emenda parlamentar.

APRESENTAÇÃO DE PROJETO

OBJETO: MODERNIZAÇÃO DO ESTÁDIO MUNICIPAL

MUNICÍPIO: TARAUACÁ

PROPOSTA: 879010/2018

AUTOR: JÉSSICA SALES

VALOR: R$ 1.392.314,60

O projeto de modernização do estádio municipal, foi elaborado considerando as necessidades do local, tais como:

– revitalização do muro e do hall de entrada e bilheteria;

– será construído 6 salas administrativas voltadas para a avenida, com bateria de banheiro adaptado;

– o sistema de iluminação receberá nova base e refletores de led, proporcionando redução de custo em relação a consumo de energia elétrica;

– o banheiro para o público existente, será reformulado e ampliado, assim como a lanchonete existente, com nova cobertura de estrutura metálica e recuperação total do seu interior.

– será inserido um reservatório superior de água metálico, de formato cilíndrico, o mesmo deverá atender as normas de incêndio, abastecimento do complexo e irrigação do gramado.

– a cabine do árbitro será refeita ao lado do vestiário existente, equipada com banheiro/vestiário.

Veja abaixo imagens da planta para ilustrar a concepção do projeto:

Continue lendo

Capixaba

Ex-prefeito de Capixaba é condenado por não repassar verbas para pagamentos de precatórios

Gecom TJAC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Sentença considerou que o requerido praticou improbidade administrativa e suspendeu direitos políticos dele por três anos.

O Juízo da Vara Única da Comarca de Capixaba condenou, por improbidade administrativa, o ex-prefeito denunciado no Processo n°0800004-92.2017.8.01.0005, em função do requerido não ter feito o repasse das verbas para pagamento de precatório no ano de 2013.

Na sentença, publicada na edição n°6.298 do Diário da Justiça Eletrônico, da terça-feira (20), a juíza de Direito Louise Kristina, estabeleceu as seguintes sanções ao ex-gestor municipal: suspensão dos direitos políticos do requerido por três anos e  proibição de receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de anos.

Sentença

Ao julgar procedente a denúncia, a magistrada explicou que “a atuação do Poder Judiciário é pedagógica no sentido de orientar os atuais e os futuros gestores da coisa pública”. Por isso, como registrou a juíza é “inviável desprezar a gravidade de uma atuação como esta que feriu frontalmente aqueles princípios, ainda que se alegasse que o valor não seria elevado ou fosse apenas uma falha, sugerindo uma verdadeira inaptidão para o cargo e não má-fé”.

De acordo com a juíza Louise Kristina, “restou demonstrado o propositado descaso e desprezo à gestão administrativa dos precatórios, com evidente conduta de não repassar os valores devidos para pagamento dos precatórios judiciais na forma da lei, mesmo depois de notificado para esclarecimentos, não apenas pelo Tribunal de Justiça, como pelo Ministério Público durante a fase do procedimento investigatório”.

Continue lendo

Promoções

TOP 5 MAIS LIDAS

ACRE.COM.BR © 2017-2019 - Todos os direitos reservados. Contato: (68) 98114-3077.

Faça sua denúncia
Enviar denúncia
Fale Conosco
%d blogueiros gostam disto: