NOSSAS REDES

CRIME

No interior do Acre, homem é denunciado por bater com rodo em enteado de 6 anos

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Padrasto foi filmado batendo na criança. Caso ocorreu na última quinta-feira (20). Padrastro foi filmado batendo no menino de seis anos Reprodução Um homem de 28 anos foi denunciado após ter sido filmado espancando seu enteado com um rodo, como punição porque a criança que estava com problemas intestinais e teria feito cocô na roupa. As informações foram repassadas e confirmadas ao G1 pelo delegado que investiga do caso, Alexnaldo Batista. O ato de agressão contra o menino de 6 anos ocorreu na última quinta-feira (20), em Cruzeiro do Sul. Um vídeo, que viralizou na internet, mostra o garoto aos prantos com as fortes batidas do homem que se demonstra muito furioso. De acordo com o delegado, a criança leva várias pancadas na cabeça e fica em desespero. As agressões são fortes e revoltaram até mesmo o delegado, que apurou que o menino tem problemas psicológicos e já tinha sido vítima do padrasto por diversas vezes. “É um vídeo chocante que causa até uma certa repulsa, porque são agressões fortes. No dia das agressões, a criança estava com diarreia e, por ter feito necessidades na roupa, esse cidadão pegou a criança pelo braço e a agrediu. Antes, foi informado pela própria criança que ele já tinha colocado ela de joelhos sobre caroços de milho e feijão e que já era uma prática constante desse padrasto”, disse Batista. A polícia não revelou quem fez as gravações, que foram enviadas ao pai do menino e publicadas nas redes sociais. O padrasto foi procurado pela polícia e não foi localizado, mas se apresentou na delegacia no mesmo dia em que agrediu o menino. Segundo o delegado, o homem confessou as agressões e alegou que seria uma forma de disciplina para o menino. “Ele será indiciado, mas, infelizmente, ele não foi preso em flagrante tendo em vista ter se apresentado na delegacia, o que descaracteriza esse tipo de prisão, mas, o procedimento vai ser encaminhado ao Judiciário que vai julgar esse caso”, afirmou o delegado. De acordo com a polícia, o suspeito foi indiciado por crime de tortura e violência doméstica de terá um pedido de prisão preventiva contra ele enviada à Justiça. Se for condenado, o padrasto pode receber pena de 2 a 8 anos de prisão. Homem bateu na criança com um rodo, segundo a polícia Divulgação

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat