NOSSAS REDES

ACRE

Onze vítimas de explosão no AC são transferidas para hospitais especializados fora do estado

PUBLICADO

em

Somente um bebê segue internado na UTI do Hospital da Criança, em Rio Branco. Conforme governo, dos feridos, um está em Goiânia, seis em Belo Horizonte e quatro em Brasília.

Onze vítimas da explosão em uma embarcação no Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, na sexta-feira (7), foram transferidas do Acre para unidades de saúde especializadas nos estados de Goiânia, Brasília e Belo Horizonte. As transferências começaram a ser feitas na segunda (10).

Os últimos três pacientes que estavam internados no Hospital do Juruá foram transferidos para a Unidade de Queimados do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), em Brasília, na noite desta quinta (13).

O diretor clínico do hospital em Cruzeiro do Sul, Marlon Holanda, afirmou que os três últimos pacientes estavam estáveis.

“Eles tinham 25% do corpo queimado, estavam com pouca dor e agora vão fazer acompanhamento em um centro especializado, não corriam risco de vida. Esses três últimos pacientes se encontravam nas enfermarias, estavam mais estabilizados e por isso foram transferidos”, disse a coordenadora da Secretaria de Estado de Saúde, Raquel Batista.

Barco explodiu no Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, nesta sexta-feira (7) — Foto: Gledisson Albano/Rede Amazônica AcreBarco explodiu no Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, nesta sexta-feira (7) — Foto: Gledisson Albano/Rede Amazônica Acre

Barco explodiu no Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, nesta sexta-feira (7) — Foto: Gledisson Albano/Rede Amazônica Acre

Das 18 vítimas do acidente, duas não resistiram aos ferimentos e morreram. Outras quatro foram transferidas para Brasília, seis para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, e uma para Goiânia. Os demais tiveram alta médica. O transporte dos pacientes é feito em avião UTI da Força Aérea Brasileira (FAB).

Um bebê continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Criança, em Rio Branco. De acordo com o governo, o quadro clínico dele é grave, porém estável.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o barco transportava mercadorias, pessoas e combustível para os municípios de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, no interior do estado.

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS