NOSSAS REDES

Acrelândia

Municípios do Acre perdem milhões do Fundo Especial do Petróleo; saiba o que é, e ajude

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Prefeitos do Acre convocam população para assinar o Manifesto de apoio e ‘abaixo-assinado’ da CNN.

O manifesto e o abaixo-assinado têm o objetivo de sensibilizar o Supremo Tribunal Federal (STF), a fim de pautar o julgamento do processo. Municípios perdem milhões com a demora no julgamento. 

O documento, ‘abaixo-assinado’ é uma iniciativa da Confederação Nacional dos Municípios – CNN, que pede ao Supremo Tribunal Federal (STF), o julgamento em plenário da ADI 4917, que dispõe sobre os royalties do petróleo.

Segundo a CNN, a liminar que suspendeu a lei dos royalties do petróleo (Lei 12.734/2012), trouxe prejuízos de ordem financeira aos  Municípios e Estados brasileiros, os quais deixaram de arrecadar R$ 48 bilhões, por meio do Fundo Especial do Petróleo.

A CNN pede ao STF, agilidade no julgamento do processo, tendo em vista a atual recuperação das receitas de royalties. Assim, requer que seja pautado o processo, a fim de que seja rediscutido junto ao Plenário do STF, com o intuito de corrigir uma injustiça fiscal que se arrasta há anos, asseverando a crise dos Municípios, já tão prejudicados pelas discrepâncias dos repasses da União.

O município de Tarauacá, por exemplo, receberia nos termos da Lei 12.734/2012, caso não houvesse sido suspensa pelo STF, a quantia de R$ 4.699.569,98 (quatro milhões, seiscentos e noventa e nove mil, quinhentos e sessenta e nove reais, noventa e oito centavos).

Em razão da liminar e da suspensão da referida lei, o município de Tarauacá/AC perdeu R$ 3.787.693,60 (três milhões, setecentos e oitenta e sete mil, seiscentos e noventa e três reais, sessenta centavos). O que não é culpa de nenhum gestor ou dos ex-gestores. Pois a suspensão da lei foi ato de ministro do STF.
.

O município de Tarauacá recebeu apenas R$ 911.876,39, desde a suspensão da Lei 12.734/2012, há cinco anos atrás.

.

A Prefeita Marilete Vitorino, Presidente da Associação dos Municípios do Acre – AMAC, busca através das redes sociais, mobilizar a população do Acre, para apoiar o manifesto e assinar o ‘abaixo-assinado‘ online.

.

Para participar do ‘abaixo-assinado‘, e votar online, clique aqui.

https://i2.wp.com/midias.gazetaonline.com.br/_midias/jpg/2016/01/18/petro-4128388.jpg?resize=440%2C639

Acrelândia

Homem é encontrado morto pendurado com uma corda no pescoço em Acrelândia

Juruá em Tempo, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Na manhã deste domingo, o senhor Hudson de Andrade Silva de 53 anos, foi encontrado sem vida por familiares pendurado com uma corda no pescoço em sua residência no bairro Portelinha, na rua (Simon) Monteiro em Acrelândia.
Segundo informações da polícia, provavelmente o homem teria se enforcado ainda na madrugada de sábado para domingo.

O corpo foi removido do local para exames cadavéricos, familiares não souberem responder o motivo pela qual Silva teria tirado a própria Vida. A polícia irá abrir um procedimento para investigar o caso.

Em menos de 40 dias já é a segunda pessoa que morre por suicídio em Acrelândia, o tema desperta autoridades e assustas moradores que não conseguem entender o que leva uma pessoa tira a própria Vida.

Continue lendo

Acrelândia

Jovem é assassinado ao separar briga entre tio e sobrinho em Acrelândia

Alerta Acre, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Ismael da Costa Gadelha foi morto com um tiro na cabeça na noite de sábado (24), no Ramal Granada, no município de Acrelândia, interior do Acre.
Segundo informações da Polícia Militar, a vítima se envolveu em uma discussão e na briga, o acusado, Thiago Gomes Batista, fez um disparo com arma de fogo calibre 38, atingindo a cabeça do homem. Após a ação, o criminoso fugiu do local.
Segundo amigos da vítima, o crime teria ocorrido porque Ismael separou a briga entre o acusado e seu tio. Thiago não gostou da interrupção de Ismael que impediu que ele agredisse o seu tio e por isso sacou a arma e atirou na cabeça da vítima.
O corpo foi recolhido e levado à sede do Hospital de Acrelândia e o Instituto Médico Legal (IML) foi buscar para realizar o exame cadavérico.
A Polícia Militar esteve no local. Os militares ainda colheram informações e tentaram procurar pelo criminoso na região, mas ninguém foi preso até o momento.
O caso será investigado pela Polícia Civil, da Delegacia de Acrelândia.

Continue lendo

Super Promoções

WhatsApp chat