NOSSAS REDES

ACRE

Presos perigosos fazem fuga em massa do presídio de Rio Branco; confira fotos e nomes

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Segurança ainda não confirmou quantos presos conseguiram fugir. Fuga aconteceu na madrugada desta segunda-feira (20).

Foto: Fuga em massa é registrada em presídio de Rio Branco — Foto: Aline Vieira/Rede Amazônica Acre.

Confira os nomes dos foragidos:

  1. Francisco Santos Braga
  2. Rogério Furtado dos Santos
  3. Ariclene Firmiano da Silva
  4. Dheyci de Angelo Lima e Lima
  5. Marcos da Costa Ferreira
  6. Aloísio Lucas Mesquita
  7. Diego Oliveira da Silva
  8. Adam Smith Oliveira da Silva
  9. Mirleson Nascimento da Silva
  10. Saymon Wallace Fonseca do Nascimento
  11. Valber de Aguiar Morais
  12. Anderson de Souza Alves
  13. Raimundo Nonato dos Santos Fonseca
  14. Vagner Tércio de Moura
  15. Jaciel Batista do Nascimento
  16. Wellington de Souza Lima
  17. Lucas Souza da Silva
  18. Adalcimar Oliveira de Almeida (recapturado)
  19. Joel Menezes de Queiroz
  20. Anderson Lima da Silva Velasquez
  21. Francisane Rocha Ribeiro
  22. Ronicley Ribeiro da Silva
  23. José Valdenes Viana da Silva
  24. Gerilto Caetano da Silva
  25. Sebastião Weverton Lima de França
  26. Francisco dos Santos Coimbra

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quase 30 presos fugiram do Complexo Penitenciário Francisco d’Oliveira Conde, em Rio Branco, na madrugada desta segunda-feira (20). De acordo com a Segurança, 26 detentos fugiram do pavilhão L, onde cumprem pena em regime fechado.

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen) disse que os detentos fizeram um buraco na parede da cela e, com lençóis, fizeram cordas escapando pela muralha. Adalcimar Oliveira de Almeida foi recapturado ainda nesta manhã. 25 seguem foragidos.

“Todas as forças de segurança do estado foram acionadas e várias medidas operacionais estão sendo realizadas para captura dos foragidos”, diz a nota assinada pelo Secretário de Justiça e Segurança Pública do Acre em exercício, Ricardo dos Santos e o presidente do Iapen, Lucas Gomes.

A fuga ocorre depois de um fim de semana violento em Rio Branco. Sete homicídios foram registrados em Rio Branco na noite desse sábado (18). Seis deles em um bar na zona rural da cidade, no km 100 na estrada Transacreana, onde houve um chacina.

Uma outra tentativa de homicídio também foi registrada no km 58 da Transacreana no mesmo. A vítima foi levada ao Pronto Socorro. O sétimo crime ocorreu no ramal Bom Jesus, no bairro Vila Acre, também na região do Segundo Distrito.

As medidas tomadas após a fuga foram:

  • O reforço das barreiras policiais na capital e municípios com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e 4° BIS – Exército Brasileiro, nas barreiras em rodovias federais;
  • Acionamento da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Rondônia e do Amazonas para implantação de barreiras e fiscalização nas áreas de fronteira e rodovias federais;
  • Acionamento da Polícia Federal para apoio com equipes de inteligência para avaliação das circunstâncias de fuga, bem como o apoio de fiscalizações em aeroportos;
  • Acionamento do Centro Integrado Regional de Inteligência para apoio quanto à produção de conhecimento sobre o ocorrido;
  • Determinação para realização de revistas em todos os presídios do estado, com vistas a evitar novas fugas;
  • Acionamento dos corregedores da Polícia Militar e Polícia Penal para instaurar apuração imediata de eventuais responsabilidades pela fuga no aspecto administrativo, visto que a Polícia Civil irá atuar no aspecto penal;
  • E solicitação de apoio do Ministério Público e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para acompanhar as ações de investigação durante as ações que vão apurar eventuais responsabilidades pela fuga dos detentos.

Mortes violentas

Esquartejamentos, execuções e chacina. A onda de violência voltou a assustar no início de 2020 no Acre. Em 18 dias de janeiro, 29 pessoas morreram de forma violenta no estado. A motivação, na maioria dos homicídios: guerra de facções por domínio de território.

Em todo mês de janeiro de 2019, o Acre registrou 32 mortes violentas. Os dados são do índice nacional de homicídios criado pelo G1, que faz parte do Monitor da Violência. Com informações G1AC. 

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Governo divulga resultado final das isenções do concurso para o Idaf

Folha do Acre, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) divulgaram na edição do Diário Oficial desta segunda-feira, 17, um edital com as respostas aos recursos e o resultado final das isenções deferidas e indeferidas referentes ao concurso público para a formação de cadastro de reserva do Idaf.

O concurso será realizado pelo Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade). As inscrições devem ser feitas no site do Ibade até o dia 19 de fevereiro. As provas objetivas e discursivas serão aplicadas no dia 15 de março.

O prazo de validade do certame é de dois anos, a contar da data da publicação da homologação de seu resultado final, podendo ser prorrogado, uma vez, por igual período.

Os candidatos poderão obter informações gerais referentes ao processo seletivo no site www.ibade.org.br ou por meio dos telefones: 0800 668 2175, (21) 3674-9190/3527-0583 – Rio de Janeiro, ou pelo e-mail atendimento@ibade.org.br

Continue lendo

ACRE

Unidade do IBGE no Acre já se prepara para o Censo 2020; edital sai no começo de março

Redação do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com atraso de quase um ano, o edital com mais de 200 mil vagas para o Censo 2020, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), será publicado no início do mês de março, segundo previsão divulgada na semana passada pelo órgão. O processo para contratar trabalhadores temporários para o censo demográfico brasileiro, nas funções de recenseador e agente censitário, foi anunciado em maio do ano passado.

A banca organizadora do concurso, será o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Serão 196 mil vagas para recenseador, mais de 23 mil para agente censitário supervisor e pouco mais de 6 mil para agente censitário municipal. Segundo o IBGE, os detalhes adicionais, como o nível de escolaridade exigida, só serão divulgados na publicação do edital.

No Acre, a Secretaria Estadual de Educação do Acre vai ceder espaços em escolas e equipamentos multimídia para o treinamento das equipes que vão trabalhar no Censo Demográfico 2020 no estado. A parceria foi firmada com a Unidade Estadual do IBGE (UE/AC) durante reunião realizada no último dia 4 de fevereiro, na capital, Rio Branco.

No encontro, a equipe da UE/AC também apresentou ao secretário estadual de Educação, Mauro Sérgio Ferreira da Cruz, o projeto IBGEeduca, ferramenta que pode auxiliar os professores na sala de aula. A plataforma online reúne conteúdos didáticos criados a partir das pesquisas do IBGE e disponibilizados gratuitamente na internet.

O encontro aconteceu na sede da secretaria Estadual de Cultura e Esportes e contou também com a participação do professor José Rego, chefe do Departamento de Gestão da pasta. Rego fará as intermediações entre o IBGE e as coordenações dos núcleos de educação do estado para que os espaços sejam cedidos instituto.

A Unidade Estadual do IBGE (UE/AC) também recebeu, no último dia 3 de fevereiro, os novos agentes censitários operacionais (ACOs) e os coordenadores censitários subáreas (CCS) para formalização dos contratos. Eles vão atuar no Censo Demográfico 2020, no Acre.

A recepção dos novos servidores temporários foi feita pelo coordenador operacional, Sebastião Júnior, pela coordenadora de treinamento, Gardênia de Oliveira, e pelo coordenador da área Rio Branco, Gilvan Ferreira. Também participaram da primeira interação o coordenador de informática, Raphael Dias, e o coordenador de área de Brasiléia, Ednaldo da Silva.

Com o objetivo de ambientar os novos colaboradores com as atribuições de seus respectivos cargos, foram citadas algumas das atividades que serão desenvolvidas por eles durante a operação censitária. Foram abordadas também, metodologias de treinamento de pessoal, bem como demais trabalhos de preparação prévia que antecedem o processo de coleta do Censo.

Os ACO’s e os CC’s também estão conhecendo, na prática, os principais conceitos apresentados pelo IBGE como Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE) e Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), através do acompanhamento das equipes em campo.

Com informações do Portal do IBGE.Por Raimari Cardoso 

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias