NOSSAS REDES

Manoel Urbano

Seis homicídios já foram registrados este ano em Sena Madureira e Manuel Urbano

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A região do Vale do Yaco e Purus, onde se localizam os municípios de Sena Madureira, Manuel Urbano e Santa Rosa, outrora pacata e isolada, com baixíssimo índices de crimes de homicídio, acaba de entrar para as estatísticas do sistema de segurança pública do Acre dos locais onde a violência também acontece.
Crimes de sangue e com mortes na região só ocorriam, em sua grande maioria, de forma acidental, quando caçadores se alvejavam pensando que o alvo era algum animal a ser abatido. No entanto, nos últimos dias a região tem vivido um banho de sangue humano. Só nos primeiros meses de 2019, já ocorreram seis homicídio, a média de mais de um por mês.

Major Michel Casagrande diz que a PM age com rigor mas a violência continua

“Para uma região pacata e ordeira, esses números são assustadores”, disse o comandante do 8° Batalhão da Policia Militar, responsável pelo policiamento da região, major Michel Casagrande. Ele disse que os crimes acontecem mesmo a Polícia Militar agindo de forma dura no combate ao crime. “Neste tipo de crime, em mais de 70% das vezes a Polícia Militar prende em flagrante os autores, e ainda, em 95% dos casos encaminha a autoria e materialidade delitiva para o Poder Judiciário, mas, mesmo assim, parece que as pessoas não se intimidam, mesmo com a certeza de que serão presas se cometerem os crimes”, disse o major.

No último crime, Alexandre dos Reis matou o irmão mais velho, a tiros

O último crime cometido na região foi registrado no dia 30 de abril. No dia seguinte, no feriado do Dia do Trabalho, a PM prendeu o acusado no quilômetro 2 da estrada que liga Sena Madureira a Manuel Urbano. O preso, Alexandre da Silva Reis, 23 anos, foi apontado como o assassino de irmão mais velho, Francisco de Assis da Silva Reis, 30 anos. Ele confessou o crime mas não falou sobre a motivação.
Dos seis homicídios registrados na região, quatro ocorreram em Sena Madureira e dois em Manoel Urbano. Por enquanto, nenhum crime em Santa Rosa do Purus, o que não significa que a sociedade local viva em paz, na observação do comandante da Polícia Militar. “É que lá o policiamento, por ser uma cidade menor, é mais eficaz, mas há muitas brigas bebedeiras que só não resultam em mortes graças à ação dos nossos homens”, disse Casagrande.

Manoel Urbano

Com segurança reforçada, Manoel Urbano tem festividade mais tranquila dos últimos anos

Luanna, Colaboradora do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Polícia Militar, por meio do 7º e 8° BPM reforçam policiamento nas festividades no município de Manoel Urbano.

Na ocasião, os militares neste sábado (31) e domingo (01) reforçam as festividades de Festival de praia e shows noturnos, evento que ocorre anualmente no município.

Os militares organizaram pontos base e rondas em todo o entorno do local de festa, priorizando locais vulneráveis e com aglomeração de pessoas.

No entanto, foram realizadas diversas abordagens policiais e a segurança externa do evento, a fim de garantir a tranquilidade e a paz de todos.

Ressaltar-se que não houve ocorrência durante o evento.

Assessoria do 8°BPM

Continue lendo

Manoel Urbano

Radialista diz que Praia em Manoel Urbano para Festival está cheia de garrafas quebradas

Senaonline.net, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O radialista Gilmar Mendes Lima, da cidade de Manoel Urbano, fez uma postagem no facebook, informando que a Praia do referido município, onde ocorrerá o Festival de Praia, está cheia de garrafas quebradas, colocando em risco a integridade física dos banhistas.
O Festival de Praia em Manoel Urbano está marcado para acontecer nos dias 30, 31 de agosto e 01 de setembro.

O radialista chama a atenção da comunidade para ter mais cuidado com o local que deve receber centenas de pessoas durante o evento. Confira o relato:

“Eu tive o prazer de visitar a praia onde vai acontecer o festival de praia, mas a verdade é que os banhistas não tem respeito pelo o meio ambiente e nem com os turistas que frequentam a bela praia que oferece o maior lazer, tanto para os murbanenses como para os turistas que vem se banhar nas aguas do Purus. Me deparei com tantas garrafas de cervejas quebradas,correndo riscos de vida para crianças, adultos e adolescentes. Eu acho que quem não tem respeito pela a nossa praia,nao tem respeito pela a sua própria casa porque o respeito começa da sua própria educação de casa.Isso é caso de polícia e os cúmplices deverão ser penalizados pelas leis Brasileira”, postou.

A Prefeitura da cidade deverá tomar alguma providência com relação ao caso.

Continue lendo

Super Promoções

WhatsApp chat