NOSSAS REDES

ACRE

Sem segurança, servidora sofre ameaças na UPA da Sobral

PUBLICADO

em

O vereador Adailton Cruz (PSB), usou as redes sociais neste fim de semana para denunciar mais uma agressão contra servidores em unidades de saúde de Rio Branco. Após o crime, foi registrado um boletim de ocorrência.

A violência aconteceu na UPA da Sobral, na ocasião, uma servidora, Eliana Eduardo, foi vítima de agressões morais e ameaças de atentado contra a integridade física durante a realização de um atendimento médico. A agressão ocorreu por parte de um homem identificado como Philippe da Rocha Araújo. “Na madrugada de sábado, ela foi vítima da ação covarde e abominável de um “indivíduo”, que a agrediu verbalmente e tentou contra a sua integridade física, em pleno exercício de suas funções, não tendo consequências graves e fatais graças a intervenção dos colegas plantonistas”, argumentou.

Segundo Cruz, desde os últimos incidentes, a classe vem solicitando segurança, porém, não houve retorno do governo. “Mesmo com ação civil pública, denúncias no MP, manifestos, cobranças junto ao governo e secretarias, continuamos à própria sorte”, declarou.

Após o ocorrido, o parlamentar destacou que foram realizados vários pedidos de socorro, porém, houve a demora da Polícia Militar para o registro da ocorrência. “Nós repudiamos e nos indignamos com a postura covarde e totalmente desprezível do agressor a uma profissional e mãe de família em pleno exercício de função. Estamos disponibilizando o devido apoio jurídico a nossa colega e esperamos sinceramente que o agressor seja devidamente responsabilizado por seus atos e que o governo do estado, repense e passe de fato a apoiar a nossa saúde”, concluiu.

Histórico

Além do assalto na sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), na madrugada de domingo, 22, após um criminoso, ainda não identificado, invadir a sede localizada na rua José de Melo, no bairro Bosque, e fazer ameaças com uma faca. Na semana passada, três unidades de saúde foram alvos de criminosos em Rio Branco. Na noite de quinta-feira, 19, bandidos, em posse de armas branca, invadiram o Pronto-Socorro, foram até a cozinha, comeram e em seguida fugiram do local.

Vários funcionários apavorados saíram correndo do local e acionaram a Polícia Militar, que fez patrulhamento na região e não conseguiu encontrar os criminosos.

Já na noite de sexta-feira, 20, a Polícia Militar foi acionada para averiguar disparos de arma de fogo em frente a Unidade de Pronto Atendimento (UPA segundo distrito). Durante a ação criminosa, vários funcionários ficaram apavorados. Os autores do crime não foram encontrados.

Por fim, na madrugada de sábado, 21, o alvo dos criminosos foi ao Hospital da Criança, localizado no

Com informações de Ac24horas

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS