NOSSAS REDES

ACRE

Sindicalistas com cargo de confiança no governo vão dar as caras na greve da Saúde? Devem ser mantidos ou demitidos?

Acjornal, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A greve da saúde deve manter apenas 30% dos serviços em funcionamento a partir desta terça-feira. Nas redes sociais tratam em silêncio a paralisação. Imagens começaram a ser divulgadas ainda cedo. Nelas, as unidades de saúde do interior e da capital, faixas e poucos grevistas. O barulho prometido pelos sindicatos seria nas imediações do prédio de cinco andares da Sesacre. A PM destacará efetivo suficiente para evitar a invasão prometida pelos sindicalistas. As autoridades da Segurança Pública adiantaram que qualquer ato irresponsável será reprimido à força.

A expectativa é pela presença – ou não – dos sindicalistas que são dirigentes do Sintesac e, ao mesmo tempo, comissionados do governo. Ou seja, ganham do estado e fazem greve contra o estado. O acjornal lança a dúvida: irão dar as caras o vice-presidente do sindicato, Gean Lunier, que é chefe do Raio – X do Huerb; a secretária sindical Francinete Barros, chefe da Humanização da Sesacre; e o chefe de Enfermagem do Huerb, Daniel.

São sindicalistas sem autonomia para representar trabalhadores, por que são comissionados do próprio patrão.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat