NOSSAS REDES

ACRE

Açaí e castanha são destaque em feira internacional de alimentos

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os dois sabores mais conhecidos da Amazônia, açaí e castanha-do- pará (também chamada de  castanha-do-brasil),  são destaque no estande da Embrapa durante a ANUFOOD Brazil, feira de negócios exclusiva para o setor de alimentos e bebidas, realizada entre os dias 12 e 14 de março de 2019, no São Paulo Expo, em São Paulo (SP).

Para que esses dois alimentos cheguem às mesas dos consumidores, além do esforço dos extrativistas que moram na Amazônia, tem muito trabalho de pesquisa desenvolvido por profissionais da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), órgão ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A definição de procedimentos que garantam qualidade a esses dois produtos, desde a colheita na floresta até a embalagem na agroindústria, é fruto do trabalho dos pesquisadores das unidades da Embrapa na Amazônia.

Segundo a analista da Embrapa Acre, Dorila Silva, a ideia de apresentar esses dois produtos no estande da Embrapa na Anufood Brazil não é apenas dar visibilidade aos resultados da pesquisa agropecuária. “Nós também pretendemos que as cadeias produtivas do açaí e da castanha se fortaleçam e possam acessar novos mercados, com resultados positivos na renda dos extrativistas, pois um evento desse porte pode trazer novas oportunidades de negócios ” , conta.

As ações de pesquisa e de transferência de tecnologias com o açaí e a castanha-do-pará (ou castanha-do-brasil) contam com o apoio do Projeto Bem Diverso, executado pela Empresa Embrapa, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com recursos do Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF).

O Projeto Bem Diverso atua em seis Territórios da Cidadania: Alto Acre e Capixaba (AC) e Marajó (PA), no bioma Amazônia; Médio Mearim (MA) e Alto Rio Pardo (MG), no bioma Cerrado; e Sobral (CE) e Sertão de São Francisco (BA), na Caatinga. No Acre, as ações são desenvolvidas em comunidades rurais da Reserva Extrativista Chico Mendes, com foco na melhoria da produção de castanha-do-Brasil, de açaí e ampliação do uso de sistemas agroflorestais envolvendo modelos que incluem espécies nativas como castanheira e seringueira e funcionam como alternativa para diversificar a renda familiar e conservar o meio ambiente.

Castanha

A produção extrativista da castanha-do-pará (ou castanha-do-brasil), espécie nativa da Amazônia recomendada em dietas alimentares devido ao seu alto teor de proteína e presença de antioxidantes, requer a aplicação de boas práticas para atender os padrões de qualidade tanto das indústrias nacionais quanto do mercado internacional. Para exportar o produto, há tolerância zero à presença de aflatoxinas, substâncias produzidas por fungos presentes naturalmente no solo da floresta. Boas práticas para obtenção de uma castanha com qualidade ainda na floresta geram renda ao produtor e garantem segurança aos consumidores.

A Embrapa Acre (Rio Branco, AC) desenvolveu e validou boas práticas com o objetivo de melhorar a qualidade da castanha-do-pará  e garantir a segurança do alimento. Recomendam-se, portanto, práticas desde o planejamento antes da coleta dos frutos até a secagem, armazenamento e transporte do produto coletado. 

Açaí

O açaí é um alimento rico em fibras, vitaminas e antioxidantes como as antocianinas, substância que favorecem o combate aos radicais livres, agentes responsáveis pelo envelhecimento das células humanas. Bastante consumido de forma processada, a manipulação exige cuidados adequados para assegurar qualidade sanitária e a manutenção do seu valor nutricional e compostos funcionais.

 “Na colheita e pós-colheita do açaí, cuidados como manter o kit de coleta limpo e higienizado, evitar o contato dos frutos com o solo, não deixar a produção muito tempo na floresta nem exposta ao sol, realizar o transporte dos frutos ainda nos cachos, em ambiente apropriado (arejado e sem a presença de animais e pessoas), e selecionar os frutos coletados, eliminando palha, folhas, insetos, restos de terra e outros resíduos, ajudam a garantir qualidade à produção”, explica  Joana Souza.

Saiba mais sobre o Projeto Bem Diverso: www.bemdiverso.org.br

Texto: Priscila Viudes (Mtb 030/MS)

Embrapa Acre

ACRE

Governo inicia preparativos estruturais para a Expoacre 2019

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Em continuidade aos preparativos para a Feira Agropecuária do Acre (Expoacre 2019), o Governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Empreendedorismo e Turismo (Seet), em parceria com o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), iniciou na manhã desta terça-feira, 21, a roçagem do Parque de Exposições Wildy Viana.
O serviço, realizado pelos reeducandos do Sistema Penitenciário, marca o início dos preparativos estruturais da feira que, anualmente, incentiva o empreendedorismo e movimenta o comércio agropecuário.

De acordo com a secretária de Estado de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, esse primeiro serviço de roçagem “é de fundamental importância para que os técnicos da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), arquitetos e engenheiros possam visualizar melhor como vão fazer a distribuição dos diversos setores que nós precisamos colocar dentro do Parque de Exposições”, disse.

A secretária ressaltou que a parceria entre as instituições possibilita a realização dessa análise para a continuidade do trabalho de mapeamento e distribuição dos espaços na feira.

“Esse é um projeto inicial. A Sema entra com a parte estrutural, fornecendo a roçadeira, o combustível e o transporte”, disse o secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani. Ele ressaltou que, com a parceria, a Sema também pretende oferecer cursos e atividades de capacitação na área ambiental para os apenados.

O presidente do Iapen, Lucas Gomes, destacou que as atividades desempenhadas pelos detentos nos espaços públicos fortalecem a ideia do trabalho ressocializador do Estado, além de colaborar com a economia do poder executivo. “Com a utilização da mão de obra dos reeducandos, nós damos a eles uma oportunidade de remição da pena e, ainda, a oportunidade de colaborar com os avanços do nosso Acre”, ressaltou.

Continue lendo

ACRE

PM apreende entorpecente na BR-364 sentido Sena Madureira a Rio Branco

Senaonline.net, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Polícia Militar, por meio do 8° BPM, CPO II, apreende 10 volumes de uma substância escura aparentando ser maconha, totalizando 3 quilos e 447 gramas, por volta das 16h, desta segunda-feira (21), na altura do quilômetro 03 da BR-364 sentido Sena Madureira à Rio Branco.

Na ocasião, os militares do trânsito abordaram um veículo táxi com placa de Tarauacá, sendo que no interior do veículo foram abordados os passageiros e identificado um colchão pertencente a uma adolescente de 15 anos, residente na zona rural de Tarauacá, no qual foi encontrado o entorpecente.

Após isso, a menor infratora e ilícito foram entregues na delegacia para os procedimentos cabíveis. Ela disse que ganharia 2 mil reais pelo transporte do entorpecente.

Continue lendo

VOTE NA ENQUETE

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco