NOSSAS REDES

ACRE

Após pressão, Governo do PT aumenta em duas horas atendimento na OCA

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Após redução no horário, governo do Acre volta atrás e aumenta em duas horas atendimento na OCA.

Central volta a funcionar 8h por dia, das 7h30 às 15h30, a partir do dia 1º de julho. Mudança, segundo o governo, é para atender pedido de comerciantes do Centro de Rio Branco.

Na foto de capa, OCA volta a funcionar em 8h por dia, das 7h30 às15h30, a partir do dia 1º de julho (Foto: Lidson Almeida).

Após reduzir o horário de atendimento da Organização das Centrais de Atendimento (OCA) de Rio Branco e Xapuri, o governo do Acre voltou atrás e aumentou em duas horas o funcionamento do local. A informação foi confirmada, nesta segunda-feira (25), e o novo horário começa a valer a partir do dia 1º de julho.

Com a nova alteração, a OCA volta a funcionar por um período de 8h, ficando aberta ao público das 7h30 às 15h30. Desde o dia 16 de abril, o horário tinha mudado para 7h30 às 13h30. Antes da portaria que reduziu o horário da Central, o atendimento era de 8h às 16h.

Conforme o secretário adjunto da Secretaria de Gestão Administrativa do Acre (SGA), Irailton Lima, a decisão de voltar o atendimento para 8h por dia e não mais 6h diárias foi após vários pedidos de grupos sindicais e da sociedade civil. Além da solicitação dos comerciantes da área central de Rio Branco.

“Quando o governo fez a mudança, foi porque tinha constatado que havia elevada ociosidade em determinados horários. Percebemos que com as 6h, de fato, otimizou o serviço. A razão da ampliação em duas horas, foi porque percebemos que determinados seguimentos ficaram prejudicados em relação à possibilidade de acessar o serviço no horário da tarde e também atendendo a pedidos”, disse Lima.

Aumento de 17% nos atendimentos

Pouco mais de um mês depois da alteração no horário de funcionamento, a Secretaria de Gestão Administrativa do Acre (SGA) afirmou que o número de atendimento na OCA de Rio Branco aumentou em 17% depois que o órgão passou a funcionar em horário reduzido.

Conforme os dados, antes da mudança, a OCA atendia uma média de 5,3 mil pessoas por dia em 8 horas de serviço. Depois, em 6h, cerca de 6,2 mil pessoas passaram a ser atendidas diariamente.

Com isso, por mês, os atendimentos em 8 horas chegavam a 106 mil. Já com a redução no horário, passou para 124 mil pessoas atendidas.

Filas e reclamações de usuários

Assim que o horário da OCA foi reduzido, os usuários formavam filas na entrada do local e eram muitas as reclamações.

Uma enquete feita pelo G1 contou com a participação de mais de 7 mil internautas. O resultado foi que 53,11% não aprovavam a redução do horário de atendimento da OCA e outros 46,89% estavam de acordo. G1Ac.

Comentários

Comente aqui

ACRE

Terça-Feira Quente E Seca No Acre

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

No Acre, tempo bom, quente e ensolarado, mas ventilado. Pequena probabilidade de ocorrem chuvas rápidas e pontuais em algumas áreas.
A umidade do ar mínima, durante a tarde, varia, entre 40 e 60%, no leste e no sul do estado, e, entre 45 e 65%, nas demais áreas.
Os ventos sopram, entre fracos e moderados, da direção noroeste e eventuais variações do norte.

Temperaturas:

– Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari e Porto Acre,mínima, entre 19 e 21ºC, e máxima, entre 32 e 34ºC;

– Sena Madureira e Manuel Urbano, mínima, entre 19 e 21ºC, e máxima, entre 32 e 34ºC;

– Brasileia, Epitaciolândia, Assis Brasil, Xapuri e Capixaba,mínima, entre 18 e 20ºC, e máxima, entre 32 e 34ºC;

– Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves e Porto Walter, mínima, entre 20 e 22ºC, e máxima, entre 33 e 35ºC;

– Marechal Thaumaturgo e Jordão, mínima, entre 18 e 20ºC, e máxima, entre 33 e 35ºC;

– Tarauacá, Feijó e Santa Rosa do Purus, mínima, entre 19 e 21ºC, e máxima, entre 33 e 35ºC;

– Acrelândia e Plácido de Castro, mínima, entre 18 e 20ºC, e máxima, entre 32 e 34ºC

Continue lendo

ACRE

Rio Branco é segunda capital com maior número de condutores que usam celular ao volante

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O Ministério da Saúde divulgou um estudo em que aponta que 19,5% da população das capitais do país usam o celular enquanto dirigem. Rio Branco ficou acima da média nacional, aparecendo em segundo lugar, junto com Cuiabá com 24% entre os condutores que mais usam o celular no trânsito, atrás apenas de Belém, com 24,1%.

Pessoas com idade entre 25 e 34 anos representam 25,1% do total de pessoas dirigem e usam celular. Os dados foram divulgados pelo Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), foram entrevistadas por telefone 52.395 pessoas, com mais de 18 anos, entre fevereiro e dezembro de 2018.

Estudo foi divulgado nesta segunda/Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

As capitais que apresentaram o menor percentual de uso de celular durante no trânsito foram: Salvador com 14,2%, Rio de Janeiro com 17,2%, São Paulo com 17,4% e Manaus com 18,0%. A pesquisa abordou ainda três outros índices: direção e consumo abusivo de álcool; direção e consumo de qualquer dose de álcool e multa por excesso de velocidade.

Distrito Federal, Fortaleza e Porto Alegre foram as capitais em que o maior número de entrevistados afirmou ter recebido multa por excesso de velocidade, com 15,7%, 14,6% e 14,2% respectivamente. Do outro lado da tabela o destaque fica com a Região Norte, das 5 capitais com menores índices de multas, 4 são da região: Manaus (0,9%); Macapá (2,7%); Belém (5,9%); Campo Grande (7,0%) e Porto Velho (7,1%).

Já no quesito álcool e direção, os homens são os campeões em beber e dirigir. Dos 5,3% dos entrevistados que admitiram beber e dirigir, 9,3% são homens e somente 2% mulheres. A capital com maior número de condutores que consumiram bebida alcoolica e dirigiram foi Palmas, com 14,2% e a com menor número foi Recife, com 2,2%.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco