NOSSAS REDES

ACRE

Cabeleireiro desaparece após sair de festa em bar da zona rural de Rio Branco

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Tiago de Araújo Costa sumiu no domingo (3) após sair de uma festa no Polo Benfica, na capital acreana. Família diz que rapaz foi levado por três homens, e um corpo foi encontrado nesta terça (5)

O cabeleireiro Tiago de Araújo Costa, de 21 anos, está desaparecido desde domingo (3) quando saiu de uma festa em um bar do Polo Benfica, em Rio Branco. Segundo a família, o rapaz foi levado por três homens quando retornava para casa.

A família registrou um boletim de ocorrência pelo sumiço do jovem na Divisão de Investigação Criminal (DIC), na capital acreana. No final da tarde desta terça-feira (5), moradores da região onde Araújo desapareceu encontraram um corpo.

Ao G1, um parente, que pediu para não ser identificado, afirmou que a família aguarda informações do corpo encontrado. Segundo o familiar, o rapaz foi levado pelo trio com as mãos amarradas para dentro de um ramal

“Festa fica no bar chamado May Kelly, que fica na beira do rio. Ele chegou no bar, ficou até uma onze e meia ou meia noite e foi para casa. No intervalo que ia para casa foi levado por três homens. Uma pessoa viu levando ele para o ramal com as mãos amarradas e armados com terçados. Uns dizem que levaram ele de carro e outros falam que jogaram lá mesmo”, falou.

O parente afirmou ainda que o rapaz foi convidado por uma mulher, antes do desaparecimento, para entrar em uma organização criminosa. Porém, o rapaz recusou o convite.

“As características são dele, mas estou esperando o IML acionar. Não fui fazer o reconhecimento, estou esperando. Dois dias antes uma mulher chamou ele para entrar no CV, mas ele não quis. Acho que foi isso, porque não tinha amizades nem inimigos”, lamentou.

ACRE

MAIS VELHA DO MUNDO: indígena de Feijó tem 129 anos, 12 a mais que a mulher mais velha do mundo

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Certidão de nascimento de Maria Lucimar afirma que ela nasceu em 3 de setembro de 1890, no seringal Porto Rubin, em Feijó. Ela vive em aldeia e fala pouco o português, segundo Funai.

Capa: Maria é lúcida e recebe atendimento médico em casa — Foto: Francisco Claudino Junior/Arquivo pessoal.

Os documentos da indígena Maria Lucimar Pereira Kaxinawá apontam que ela tem 129 anos. A história dela foi divulgada nesta semana nas redes sociais porque ela tem 12 anos a mais que a japonesa Kane Tanaka, com 117, considerada a pessoa mais velha do mundo pelo Guinness Book.

Ela mora na Aldeia Boca do Grota, no seringal Curralinho, no interior do Acre. A certidão de nascimento de Maria Lucimar registra o nascimento dela em 3 de setembro de 1890, no seringal Porto Rubin, a 3 horas de viagem do município, em Feijó, município no qual ela ainda vive e é cuidada por um filho, que é o pajé da aldeia, conforme informações do representante da Fundação Nacional do Índio (Funai) no município, Carlos Brandão.

O G1 tentou falar com os indígenas, mas, por conta da localização, não conseguiu contato até a publicação desta reportagem. Mas, o representante da Funai, que acompanha a indígena, falou um pouco sobre ela e conta ainda que ela não fala muito o português.

“Ela só come comida natural, frango assado, macaxeira cozida, peixe muquinhado [assado na palha da bananeira]. Ela ainda coloca linha no buraco da agulha. Ainda anda, conversa na língua indígena e fala um pouco português, algumas palavras”, contou Brandão.

Além disso, ele garante que Maria Lucimar é lúcida e ainda conta histórias relacionadas ao sofrimento pelo qual passou na juventude e relembra fatos como a chegada dos cearenses e a época em que a borracha ainda era o carro chefe da economia no Acre.

“Ele vive lá e não sai, vai sobrevivendo até quando Deus permitir. Para viver tanto, é o alimento natural, medicina natural o segredo”, acrescentou.

Certidão da indígena mostra que ela nasceu em 1890   — Foto: Pedro Campos, Arquivo pessoal

Certidão da indígena mostra que ela nasceu em 1890 — Foto: Pedro Campos, Arquivo pessoal

Acompanhamento

A idosa indígena é acompanha pelo pólo de saúde indígena do município de Feijó e recebe visitas na aldeia.

“Realizamos visita domiciliar na casa dela porque já é de idade, então ela não vem até a cidade. A equipe vai até a casa dela e faz a consulta médica”, explicou a enfermeira do polo base indígena de Feijó, Cássia Roberta

Cássia diz que as reclamações da idosa são relativas a algumas dores no corpo e que não se trata de caso grave de doença.

“O que ela mais se queixa são de dores reumáticas e nas articulações, são queixas normais de idosos e só. Mas, a visão dela é muito boa, apenas a audição dela que precisa que a gente fale mais alto para ela poder ouvir porque está um pouco comprometida”, complementou.

A enfermeira reforçou que ela é lúcida e compreende o que falam com ela. “A idade dela é mesmo essa. Ela é considerada a indígena mais velha”, conclui.

O G1 entrou em contato com o Guinness Book, o livro dos recordes, para saber se pretende avaliar o caso e quais seriam os procedimentos, mas não obteve retorno até esta publicação.

Outros casos

Em 2016, o G1 contou a história do ex-seringueiro José Coelho de Souza, que teria 131, após o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Acre divulgar o caso. Segundo a certidão de nascimento, ele nasceu em 10 de março de 1884, na cidade de Meruoca (CE). Ele morava na comunidade Estirão do Alcântara, em Sena Madureira, no interior do estado.

O caso ganhou repercussão porque Souza em 2016, teve que provar ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que ainda estava vivo para continuar recebendo a aposentadoria.

ex-seringueiro morreu, em 2017 sem ter o nome reconhecido pelo livro dos recordes como o homem mais velho do mundo.

Continue lendo

ACRE

Dois meses após 1ª morte por Covid-19, Acre contabiliza 201 óbitos e 7.525 casos da doença

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Nas últimas 24 horas, houve um aumento de 241 casos novos da doença. Estado contabiliza ainda 3.616 pessoas curadas.

Em dois meses, as mortes por Covid-19 no Acre saíram de 1 para 201, segundo aponta o boletim da Secretaria de Saúde do estado (Sesacre). De acordo com os dados deste sábado (6), o Acre também registrou 241 casos novos da doença, fazendo o número saltar de 7.284 para 7.525. Nas últimas 24 horas, o estado também atestou a morte de mais onze pessoas.

Há ainda 471 exame, aguardando o resultado no Lacen e Marieux. Já são 3.616 curados da doença em todo o estado. O estado está em contaminação comunitária desde o dia 9 de abril.

A primeira morte pela doença no estado foi confirmada em 6 de abril. Antônia Holanda, de 79 anos, morreu na UPA do Segundo Distrito três dias depois de ter sido internada. No dia da primeira morte, o Acre ainda contabilizava menos de 50 casos da doença.

A taxa de contaminação no estado vem em um ascendente subida com índice de 853,2 casos para cada 100 mil habitantes. O primeiro caso do município de Jordão foi confirmado na quarta-feira (3), assim, todas as 22 cidades do Acre registram casos da doença.

Os leitos de UTI específicos para Covid-19 estão concentrados em Rio Branco e Cruzeiro do Sul. São, ao todo, 48 leitos para atender pacientes graves no estado. Neste sábado (6), 42 deles estavam ocupados, uma taxa de ocupação de 87,5%.

Números

A maioria das mortes ocorre no sexo masculino. Das 201 mortes, 123 (61%) foram de homens e 78 (39%) de mulheres. Além disso, das vítimas, 70% apresentavam algum tipo de comorbidade, segundo a Saúde. Além disso, 135 vítimas, sendo 62% do total, tinham mais de 60 anos.

Até este sábado, o Acre já fez 17.486 exames, sendo que 9.490 foram descartados, 7.525 confirmados e mais 471 seguem em análise.

As cidades com a maior taxa de contaminação são:

  • Cruzeiro do Sul – 1.111,2;
  • Rio Branco – 1.101,3
  • Acrelândia – 1.081,5
  • Plácido de Castro – 1037,4
  • Tarauacá – 866,9

Casos de Covid-19 por cidades

CIDADENº DE CASOS NO TOTALNOVOS CASOS
Acrelândia1650
Assis Brasil593
Brasileia11521
Bujari723
Capixaba643
Cruzeiro do Sul982102
Epitaciolândia900
Feijó352
Jordão43
Mâncio Lima678
Manoel Urbano191
Marechal Thaumaturgo1036
Plácido de Castro2054
Porto Acre1214
Rio Branco4.48638
Rodrigues Alves367
Santa Rosa do Purus461
Sena Madureira2513
Senador Guiomard1501
Porto Walter20
Tarauacá36923
Xapuri848
TOTAL7.525241
 

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias