NOSSAS REDES

CIDADES

Câmara rejeita projeto de lei sobre retorno de cobradores para ônibus de Rio Branco

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Por sete votos contra seis, projeto foi rejeitado por vereadores da capital acreana. Proposta para suspender aumento em passagens de ônibus também não foi aprovada.

Foto: Câmara rejeita projeto de lei sobre retorno de cobradores para ônibus de Rio Branco — Foto: Iryá Rodrigues/G1.

O projeto de lei que trata sobre o retorno dos cobradores para os ônibus da capital acreana foi rejeitado, na terça-feira (13), pelos vereadores da Câmara Municipal de Rio Branco.

O projeto de lei complementar que altera um artigo da lei 332 de 1982, que regulamenta o transporte público de Rio branco, tornando obrigatória a presença do cobrador nos ônibus teve sete votos contra seis favoráveis.

O autor da proposta, vereador Roberto Duarte, lamentou a não aprovação do projeto e disse que a presença dos cobradores dos coletivos seria importante para a melhoria do transporte público e qualidade da prestação de serviços.

“Na lei está explícita a participação do cobrador, mas o ex-prefeito, em uma decisão unilateral com empresários, retirou os cobradores, mesmo tendo previsão legal da presença deles no transporte coletivo. Depende de uma interpretação da lei, eu entendo que é obrigatório e eles entendem que não, então queria fazer uma alteração na lei deixando isso claro que é obrigatória a presença dos cobradores. Mas, infelizmente, não foi aprovada”, disse Duarte.

O G1 entrou em contato com o vereador da base do prefeito, Rodrigo Forneck, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem.

Conforme Duarte, a justificativa dada para a rejeição do projeto foi que traria prejuízo de R$ 9 milhões ao ano para os cofres públicos.

“No meu projeto mostrei que não havia necessidade, porque quando houve a retirada dos cobradores, há cerca de três anos, não houve redução nenhuma da tarifa e ainda houve aumento na tarifa”, concluiu o vereador.

Suspensão de aumento da tarifa

Outra proposta do vereador Duarte também foi rejeitada por sete a seis votos dos vereadores. O segundo foi um decreto legislativo para suspender os efeitos do decreto que deu o aumento da tarifa da passagem de ônibus de Rio Branco.

“Nós pedimos uma perícia nas planilhas que embasaram o aumento e está sendo realizada pelo Ministério Público do Acre e pelo Tribunal de Contas do estado. Então, a gente queria a suspensão desse aumento até, pelo menos, a conclusão das perícias”, explicou o vereador. Por Iryá Rodrigues, G1 AC.

Câmara rejeita projeto de lei sobre retorno de cobradores para ônibus de Rio Branco — Foto: Iryá Rodrigues/G1

O projeto, cuja proposta era trazer de volta os cobradores aos coletivos de Rio Branco foi rejeitado pela maioria dos vereadores. Sendo eles:

Elzinha Mendonça (PDT)
Artemio Costa (PSB)
Mamed Dankar (PT)
Eduardo Farias (PCdoB)
Rodrigo Forneck (PT)
Railson Correia (PODE)
Antonio Moraes (PT)

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat