NOSSAS REDES

ACRE

Centro de Zoonoses de Cruzeiro do Sul castra cadelas para controlar número de cachorros nas ruas

Juruá Online, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

As cadelas encontradas nas ruas de Cruzeiro do Sul são capturadas pelo Centro de Controle de Zoonoses e submetidas ao processo da castração. Após isso, as fêmeas são doadas se aparecerem interessados, ou devolvidas às ruas, mas sem risco de ficarem prenhas novamente.
De acordo com o coordenador do centro, José Carlos, a intensão é pelo menos controlar o número de cachorros nas ruas, já que o órgão não tem a finalidade de permanecer com os cães em cativeiro. “A nossa missão é capturar os animais e vacinar, para que eles não transmitam raiva e outras doenças aos humanos. O que a gente ainda pode fazer é castrar as fêmeas para que não aumente a população nas ruas”, esclarece.

José Carlos reconhece o risco de acidentes todos os dias com o número de cachorros soltos em Cruzeiro do Sul. Ele alerta que em muitos casos, os animais têm dono, e possíveis vítimas de acidentes precisam tentar identificar os proprietários para responsabilizá-los.
Os acidentes principalmente envolvendo motociclistas que colidem com cães nas ruas de Cruzeiro do Sul são tão comuns, que nem mesmo o coordenador do centro conseguiu se livrar. “Eu estava na rua da minha casa, quando um cachorro apareceu do nada e bateu na moto, na queda eu sofri uma lesão no ombro que há dois anos tento me recuperar. Procurei o dono do cachorro, mas não encontrei. É uma situação que infelizmente temos que conviver”, lamenta.
Os cachorros que são recolhidos com doenças são tratados e vacinados, em seguida aguardam um período para doação, caso contrário, eles são soltos nas ruas novamente. Mas o número de doações tem aumentado, segundo o coordenador do centro. “Tem muita gente que está vindo adotar, só hoje fiz cinco doações. Caso não aconteça uma adaptação, a pessoa pode trazer o animal de volta”, ressalta.

ACRE

Empresário que perdeu o controle do carro e colidiu em carreta pode ter sido vítima de AVC

Ac24horas, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O empresário Amarildo Campos Coelho, de 47 anos, que colidiu com seu carro em uma carreta na última quarta-feira (19) e foi à óbito pode ter sido vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). Essa é uma das hipóteses levantadas por paramédicos que socorreram Campos no local do acidente.

Com o suposto acidente vascular o pé direito do empresário pode ter ficado preso ao acelerador. De acordo com peritos que estiveram no local, o ponteiro de velocidade travou marcando 180 km/h. O carro que Campos conduzia era um Honda Civic, ficou totalmente destruído.

A revelação da suspeita de AVC foi feita por parentes do empresário na manhã de hoje (22), durante reabertura de uma de suas principais lojas de supermercados na Vila Acre. Ainda de acordo parentes, Campos já tinha apresentado um princípio de AVC meses antes do acidente.

Com o impacto da colisão com uma carreta, o corpo da vítima ficou preso às ferragens e foi retirado por homens do Corpo de Bombeiros, em seguida resgatado por peritos do Instituto Médico Legal – IML.

Continue lendo

ACRE

Três corpos foram encontrados após naufrágio de barco no Rio Juruá; duas crianças estão desaparecidas

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os corpos de três passageiros que estavam na embarcação que naufragou no Rio Juruá, no interior do Amazonas, foram resgatados na noite desta sexta-feira (21). Duas crianças, de dois e três anos, seguem desaparecidas. O acidente aconteceu nas proximidades do município de Carauari, a 788 km de distância de Manaus, na noite de quarta-feira (19).

O resgate foi confirmado pelo Corpo de Bombeiros. Segundo a coorporação, foram encontrados os corpos de uma idosa de 82 anos, um homem de 22, e a mãe das duas crianças que seguem desaparecidas.

Equipes de resgate que atuam na área do naufrágio seguem os trabalhos em busca dos dois irmãos desaparecidos. Eles viajavam com a mãe, morta, e uma irmã, resgatada com vida na quinta-feira. O barco, com 97 pessoas, saiu de Manaus no dia 13 de junho e deveria chegar a Carauari na quinta-feira.

Os três corpos encontrados chegaram à sede da cidade de Carauari na madrugada deste sábado. Todos são velados ao mesmo tempo no Ginásio Vivaldino Cardoso Viana, que fica no centro do município.

Após o velório, familiares da mãe querem transferir o corpo da jovem para ser sepultado em Manaus.

Nesta sexta-feira um passageiro foi resgatado com vida por pescadores da região. O barco saiu de Manaus no dia 13 de junho e deveria chegar a Carauari na quinta-feira (20). Havia 97 passageiros na embarcação, que naufragou nas proximidades da comunidade do Bacaba.

São aproximadamente três horas de distância entre a sede da cidade e o local onde o houve o naufrágio, em região remota do Rio Juruá.

O GLOBO

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco