NOSSAS REDES

ELEIÇÕES 2018

Coronel Ulysses anuncia chegada de Bolsonaro ao Acre, no sábado, às 11:30 hs

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

PSL prevê grande público no aeroporto de Rio Branco. Pesquisas já apontaram que Jair Bolsonaro lidera no Acre com 30% na intenção de voto estimulada; Marina teria 24%.

O candidato ao governo do Acre, Coronel Ulysses (PSL), anunciou neste sábado em seu perfil no Facebook, que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) chega ao Acre, no próximo sábado, dia 01 de setembro.

A recepção está prevista para 11:30 horas.

Veja o vídeo:

 

Entusiasmado, o candidato afirmou em seu perfil no Facebook que “É com muita honra que compartilho com vocês com exclusividade, a vinda do nosso futuro Presidente Jair Bolsonaro ao Acre“.

Quero convidar toda a população para recepcioná-lo no aeroporto“, diz entusiasmado.

A chegada de Bolsonaro está prevista para 11:30 horas da manhã, no sábado, dia 01 de setembro.

O anúncio da vinda de Bolsonaro ao Acre pegou de surpresa os candidatos concorrentes. A expectativa é que Bolsonaro dê um upgrade na campanha do candidato ao governo do Acre. As pesquisas recentes demonstram que Jair Bolsonaro é líder de votos no Acre. Vencendo, aliás, a acreana Marina Silva.

Nas redes sociais, o anúncio foi comemorado pela militância, seguidores e simpatizantes de Bolsonaro e Coronel Ulysses. Em apenas uma hora após o anúncio, já haviam quase 2,5 mil visualizações, 207 compartilhamentos, e mais de 50 comentários. Veja alguns dos comentários:

Dayanna Menezes Meu Governador e meu Presidente!!!
Daniel Costa Quero tá lá e gritar no aeroporto Mito Mito mito…
Jozimildo Jô Vamos fazer uma grande festa
Rayfran Alves Com certeza eu vou
Silvio Oliveira Santos Vamos fazer a maior festa da história política do Acre……
Joeliton Lopes Galera de Cruzeiro do Sul, quem tiver interesse estamos montando uma caravana.Entrem em contato com a Bárbara Kelly ou comigo.
Mário Jorge Pereira de Araujo Se a população acriana souber votar ou se quiser um acre melhor, não elegerá para más nada pt nem comunista para mas nada no Brasil.
Ageu Ibernon Da Silva Braga E agora! Por um futuro mais digno, respeitoso, honesto, próspero, de caráter, disciplina e Jesus a nossas crianças.
Terezinha Amorim Meu Presidente Jair Bolsonaro é meu Governador Coronel Ulysses estaremos lá.
Francisco Barbosa Irei recepciona-lo o MITO!
Josue Gois Josué Gois, família e amigos estarão lá
Victor Silva Às 11:30 já estarei lá
Francisco Xavier Marfisa Aí sim , vou lá
.
A AMEAÇA DO ‘MITO’ NO ACRE
.
No Estado do Acre, onde Mariana Silva foi senadora, Jair Bolsonaro lidera em todos os cenários, segundo pesquisa do instituto VOX POPULI, realizada final de 2017.
.
O resultado da pesquisa mostrou que na intenção de voto estimulada, Bolsonaro tem 30% das intenções de voto, enquanto Marina Silva teria 24%, Lula 23%, e Geraldo Alckimin 11%.
.
OS MILITARES DO PSL
.
O candidato ao governo do Acre é do mesmo partido de Jair Bolsonaro (PSL), sendo ambos pertencentes à mesma categoria profissional, militares.
.
No início de 2018, Coronel Ulysses esteve em Brasília (DF) reunido com Bolsonaro.
.
https://scontent-gru2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/33751159_2011708339089748_3835734807002742784_n.jpg?_nc_cat=0&oh=e62bc1b997817b9ba9cc0f67eb175acc&oe=5C03C27C
https://scontent-gru2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/29510833_1982156625378253_3522866396430679488_n.jpg?_nc_cat=0&oh=ce7da39ac750b5b6909607b468eec707&oe=5BF0FEAC

Bolsonaro já havia dito que viria ao Acre

Em vídeo ao lado do deputado federal Alan Rick, Bolsonaro diz: “O Acre é nosso!”

 

ACRE

DEPUTADO JOSA DA FARMÁCIA TEM MANDATO CASSADO POR COMPRA DE VOTOS

Folha do Acre, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O deputado estadual pelo Podemos do Acre, Josa da Farmácia, teve o seu mandato cassado por decisão da Justiça Eleitoral. Josa foi reeleito na última eleição com 6.412 votos.

O Tribunal Regional Eleitoral decidiu cassar o mandato do deputado por 4 votos a 2 dos desenbargadores.

Josa da Farmácia é acusado de comprar de votos na eleição de 2018.

Apesar de votarem pela cassação, o TRE do Acre decidiu que não irá fastar o deputado imediatamente, dando assim, prazo para que Josa se defenda das acusações ainda no cargo de deputado.

Continue lendo

ELEIÇÕES 2018

Trabalho de Moro me ajudou a crescer politicamente, diz Bolsonaro

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Indicação de juiz é criticada por petistas, que veem politização da Justiça.

Em entrevista a alguns veículos de imprensa, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) elogiou o trabalho de Sergio Moro como juiz ao falar de sua nomeação como Ministro da Justiça.

“O trabalho dele muito bem feito. Em função do combate à corrupção, da Operação Lava Jato, as questões do mensalão, entre outros, me ajudou a crescer politicamente falando”, disse Bolsonaro.

Moro foi quem assinou a ordem de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e decisões causaram polêmica como a divulgação da conversa do petista com a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e da delação de Antonio Palocci pouco antes da eleição.

“Se eles estão reclamando, é porque fiz a coisa certa”, disse o presidente eleito.

Segundo ele, o economista Paulo Guedes, que assumirá a Fazenda, foi quem fez a ponte com Moro. Bolsonaro afirmou desconhecer em qual momento a sondagem teria sido feita.

“Mas isso daí não tem nada a ver. Se foi umas semanas, um dia antes da eleição, não tem nada  a ver”, disse.

Segundo seu vice, Hamilton Mourão, o convite ocorreu ainda durante a campanha, o que suscitou críticas, por sugerir que a atuação do magistrado tenha sido pautada pela disputa eleitoral.

“Ah, não sei, não sei. Tenho pouco contato com o Mourão, estou aprofundando o contato agora com ele”, respondeu o presidente eleito.

Bolsonaro afirmou ter concordado em dar autonomia a Moro para nomear e conduzir as atividades da pasta. Ele não detalhou como ocorrerá a ampliação do Ministério da Justiça em seu governo. Confirmou a incorporação da pasta de Segurança Pública.

“Uma parte do Coaf [estará] lá também, porque ele [Moro] tem que ter informações. A CGU não iria para lá dessa forma aqui, carece de estudo. Temos que ver se não estamos incorrendo em nenhuma inconstitucionalidade”, disse. 

“Mas parcelas desses órgãos a gente vai ter dentro da Justica para que possa trabalhar com velocidade que essa questão merece.”

Para o presidente eleito, a violência cresce “via crime organizado” e “o caminho para combater isso é seguir o dinheiro e você tem que ter meios para tal. O Ministério da Justiça daria todos os meios para Sergio Moro perseguir esse objetivo”.

Bolsonaro afirmou que não acertou um prazo de trabalho para o juiz no governo ou para vir a indicá-lo ao Supremo Tribunal Federal. 

“Não ficou combinado, mas o coração meu lá na frente… ele tendo um bom sucessor, isso está aberto para ele”, disse.

“A decisão dele é difícil, vai abrir mão da carreira, tem 22 anos de serviço, para enfrentar um desafio. Chamo ele de soldado, que está indo para a guerra sem medo de morrer. Vai ter muito mais poderes do que estando à frente da Vara da Justiça Federal em Curitiba

Bolsonaro disse que se um membro de seu governo for investigado ou denunciado, “vai pro pau, pô. Não tem essa história, não. Quem for por ventura denunciado, vai responder”.

​O presidente eleito foi questionado sobre a sua relação com a imprensa e o motivo de ter dado a entrevista apenas para emissoras de televisão, sem incluir jornais.

“A imprensa está muito diversificada, eu cheguei aqui graças às mídias sociais. Quem vai fazer a seleção de qual imprensa vai sobreviver ou não é a própria população”, respondeu. “A imprensa que não entrega a verdade vai ficar para trás.”

Segundo ele, a exclusão de veículos se deu por conta de “espaço físico, não mandei restringir ninguém, não”.

Folha SP

Continue lendo

Super Promoções

WhatsApp chat