NOSSAS REDES

ACRE

Desembargadores negam soltura de tenente do Bope acusado de envolvimento com CV

PUBLICADO

em

O tenente do Batalhão de Operação Especiais (Bope) da Polícia Militar do Acre, Josemar Farias, teve o pedido de Habeas Corpus negado pela Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre na quarta-feira (20).

Por unanimidade, os desembargadores do TJ/AC negaram o Habeas Corpus do tenente preso durante a Operação Sicário, desflagrada pela Polícia Civil. Farias foi preso em dezembro de 2018 acusado de manter ligações com lideranças da facção criminosa Comando Vermelho, em Rio Branco.

O advogado do tenente, Mário Rodas, fez dois pedidos no recurso julgado pela Câmara Criminal do TJ. No primeiro, ele pediu o reconhecimento de incompetência do juiz da 3ª Vara Criminal para julgar o caso.

De acordo com o recuro, o juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri e auditoria militar é competente para analisar o processo, já que houve crime militar.

Tanto o pedido de soltura quanto de incompetência do juiz da 3ª Vara foram negados pelos desembargadores.

Junte-se a 42.950 outros assinantes

MAIS LIDAS