NOSSAS REDES

Rio Branco

Após anúncio de contaminação em açaí de Rio Branco, exames dão negativo para doença de chagas

Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Dos 4.150 consumidores que fizeram exames, 3.934 deram negativo e outros 218 ainda aguardam análise. Saúde convocou população que consumiu açaí do Mercado Elias Mansour para fazer exame.

Depois de anunciar contaminação no açaí vendido no Mercado Elias Mansour e convocar a população para fazer exame, a Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco afirmou, nesta quinta-feira (21), que 94,8% dos exames deram negativos. Outros 218 exames ainda estão em análise e devem ser divulgados posteriormente.

Ao todo foram feitos 4.150 exames na população que consumiu o açaí do mercado de Rio Branco entre novembro do ano passado e janeiro deste ano. Desses, 3.934 deram negativos e os demais ainda estão em análise, segundo o secretário Oteniel Almeida.

“Nossa intenção desde o início era resguardar a saúde da população. Garantimos que todas as pessoas que nos procuraram realizaram o exame. Até o momento, nós não tivemos nenhum resultado positivo. Temos ainda 218 exames que estarão sendo concluídos até o final do mês e a gente espera que seja dentro dessa normalidade”, disse Almeida,

Os exames começaram a ser feitos no último dia 4 de fevereiro e se estenderam até o dia 18 de fevereiro no Centro de Apoio e Diagnóstico (CAD), ao lado Laboratório de Saúde do Estado (Lacen), atrás do Teatrão.

“É importante a gente ressaltar à população que a gente seguiu o protocolo do Ministério da Saúde ao identificar o protozoário naquela região do Mercado Elias Mansour. As providências foram tomadas e a nossa atribuição foi cumprida”, afirmou o secretário.

A Saúde orienta ainda que a população que venha a consumir produtos como o açaí, procurem comprar de estabelecimentos que tenham alvará sanitário. Segundo o secretário, o plano emergencial que regulariza os comerciantes que estão na “informalidade” está em fase de conclusão.

“Para que a gente possa garantir que as pessoas que queiram desenvolver a atividade econômica, possam desenvolver com qualidade e garantia que o produto vai chegar com a melhor qualidade na mesa do consumidor final. Nesta sexta [22] vai ser concluída uma proposta normativa para o município de Rio Branco para regulamentar os batedores”, concluiu.

Anúncio de contaminação

A Secretaria de Saúde de Rio Branco convocou, no dia 1º de fevereiro, a população de Rio Branco, que comprou e tomou açaí dos fornecedores do Mercado Elias Mansour, para fazer o exame de diagnóstico para doença de chagas.

A convocação ocorreu após fiscalização nos boxes do mercado, onde as amostras do local deram positivas para a doença.

A prefeitura de Rio Branco, através Vigilância Sanitária, fez inspeção, no final do ano nos mercados Elias Mansour, do Quinze, Ceasa e pontos de comércio popular do Manoel Julião. Nestes pontos foram levantadas as amostras do açaí e foi identificado qual a procedência do processamento.

As amostras foram satisfatórias na maioria dos estabelecimentos, com exceção dos pontos de vendas do mercado Elias Mansour, que fica na área central da cidade. Então, quem tomou açaí desse local entre novembro do ano passado e janeiro desse ano, precisou fazer os exames.

EDUCAÇÃO

Ufac abre inscrições para mestrado em Ecologia

Assecom UFAC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Ufac está com inscrições abertas para o processo de seleção do mestrado acadêmico em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais. Ao todo, serão ofertadas 24 vagas. 

Podem candidatar-se graduados em Ciências Biológicas, Ecologia, Ciências Naturais, Engenharia Ambiental, Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal, Engenharia de Pesca, Geografia, Gestão Ambiental e Medicina Veterinária.

Os interessados têm até 26 de junho para efetuar a inscrição gratuita, feita exclusivamente através do endereço eletrônico sistemas.ufac.br/ppgemrn. A seleção ocorrerá em três fases: prova de conhecimentos em Ecologia, prova de proficiência em língua inglesa e análise do currículo.

O curso de mestrado em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais deverá ser concluído em dois anos, no máximo, e compreenderá 80 créditos, sendo 24 correspondentes ao estudo regular de disciplinas e 56 referentes à dissertação de mestrado.

Continue lendo

JUSTIÇA

Presidente do TJAC e representantes do Grupo Energisa discutem tratativas para atendimento no Fórum dos Juizados Especiais Cíveis

Gecom TJAC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Intenção é prestar atendimento aos clientes em conflitos, antes do ajuizamento das ações.

O Fórum dos Juizados Especiais Cíveis, na Cidade da Justiça, contará, nos próximos dias, com box’s de atendimentos de grandes empresas usuárias do Poder Judiciário Acreano. A intenção é prestar atendimento aos clientes em conflitos, antes do ajuizamento das ações.

Um das empresas que prestará os serviços será a Energisa/Eletroacre cujo projeto foi apresentado, nesta terça-feira, 21, ao desembargador-presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), Francisco Djalma e ao corregedor-geral da Justiça, desembargador Júnior Alberto e equipe.

“Fomos visitados por outras empresas também para fazermos essa parceria de atendimento no Fórum dos Juizados Especiais Cíveis. Acreditamos ser um sistema excelente para o jurisdicionado e vamos estudar o local adequado, com nossa equipe técnica, para podermos providenciar esses atendimentos brevemente”, disse o desembargador-presidente.

O projeto apresentado pelo diretor-presidente da Energisa/Eletroacre, José Adriano Mendes e pela gerente jurídica, Camila Soares, chama-se ‘Expressinho”. O propósito do serviço é driblar transtornos causados tanto para o cliente quanto para a empresa e evitar ações judiciais. A principal meta, segundo eles, é achar a solução do problema e oferecer ao consumidor uma alternativa para firmar acordo.

Os visitantes expuseram ainda o projeto sobre mutirão de audiências para resolver problemas judiciais antigos com clientes no intuito de terminar o processo de forma amigável, por meio do Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (CEJUSC).

Na oportunidade, o corregedor-geral destacou a intimação e citação por meio eletrônico, às empresas com grande número de processos, que o Poder Judiciário Acreano começará a utilizar nos próximos dias.

“A medida trará economia ao TJAC e o cadastramento, por parte das empresas, será iniciado no próximo mês”, destacou o desembargador-Júnior Alberto.

Ainda nesta semana, a equipe técnica da Presidência do TJAC visitará o Fórum dos Juizados Especiais Cíveis para trabalhar a logística do espaço que será destinado aos box’s.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco