NOSSAS REDES

Rio Branco

Feira do Peixe da Semana Santa em Rio Branco

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Semana Santa traz a tradição do pescado na mesa. A Feira do Peixe e da Agricultura Familiar segue com a oferta do pescado na CEASA e em oito locais em diversos pontos da capital.

Nos mercados municipais: Elias Mansour, da Estação Experimental, do Bosque, da Seis de Agosto e da Cidade do Povo, além de peixarias da Avenida Amadeo Barbosa e na região do Panorama e Conjunto Universitário.

O prefeito Marcus Alexandre visitou nesta terça-feira, 27, no Mercado do Peixe na CEASA, a Feira do Peixe e Agricultura Familiar, que também é realizada em outros oito locais de Rio Branco: mercados Elias Mansour, da Estação Experimental, do Bosque, da Seis de Agosto e da Cidade do Povo, além de peixarias da Avenida Amadeo Barbosa e na região do Panorama e Conjunto Universitário.
 
Na CEASA, a venda do peixe começa às 3h30 e vai até ás 18h. Nos demais pontos, a movimentação inicia às 5h da manhã. A expectativa é de receber 90 mil visitantes e comercializar cerca de 60 toneladas de pescado e 250 toneladas de produtos hortigranjeiros, atingindo uma movimentação financeira da ordem de R$ 1,7 milhão.
FEIRA DO_PEIXE_VAI_COMERCIALIZAR_MAIS_DE_60_TONELADAS_DE_PESCADO_NA_SEMANA_SANTA_Fotos_Assis_Lima_19
 
A 8ª edição da Feira do Peixe da Semana Santa e Agricultura Familiar de Rio Branco – sexta feira da atual gestão, envolve 100 produtores rurais, 45 piscicultores e 30 empreendimentos da Economia Solidária, além da iniciativa privada. “A Feira é a vitrine dos piscicultores, que aumentam a renda neste período. E a população encontra nos oitos locais de comercialização pescado e produtos hortigranjeiros a um preço acessível”, explica o prefeito, ressaltando o grande investimento que o governo do Estado, fez na piscicultura com a construção de açudes e tanques e a assistência técnica prestada aos produtores de pescado.
 
Na CEASA e demais pontos, o preço do quilo de algumas espécies, como o tambaqui, é de R$10. Há também piau, pintado e pescado de açudes, tanques e rios da região. Seu Maurílio de Souza, o Capixaba, produtor na região do ramal Espinhara, diz que em anos anteriores já chegou a vender mais de 3 toneladas de peixe na CEASA, quantidade que quer aumentar esse ano. “A feira é excelente para nós porque em outras datas a gente vende pingado. Aqui não, é em grande quantidade. A meta este ano é chegar aos 25 ou 30 mil reais”, afirma o piscicultor.
 
Os clientes aproveitam a oportunidade de encontrar peixes com ou sem escamas, com ou sem espinha, inteiros ou já tratados. Quarenta e cinco tratadores ofertam o serviço de limpeza do peixe aos consumidores. A funcionária pública Maria Nogueira, levou para casa o tambaqui já tratado, sem espinhas e filetado. “Aqui podemos escolher à vontade e levar o produto no ponto de pôr na panela. Ainda levo as verduras”.
 
Considerada um sucesso pela gestão municipal e cidadãos da capital, a Feira do Peixe já recebeu mais de 600 mil visitantes, chegando a comercializar 1.830 toneladas de produtos hortigranjeiros e 609 toneladas de pescado, o que permitiu alcançar uma movimentação financeira de 12,3 milhões de reais ao longo dos últimos anos.
 
A ex-deputada federal Perpétua Almeida, o deputado estadual Lourival Marques e os vereadores Mamed Dankar e Eduardo Farias também estiveram na abertura da Feira do Peixe com o prefeito Marcus Alexandre nesta terça-feira na CEASA.
 
A 8ª Feira do Peixe da Semana Santa e Agricultura Familiar é uma realização da Prefeitura Rio Branco, em parceria com o Governo do Estado e a Central das Cooperativas e Empreendimentos Solidários (UNISOL), e acontece de 27 a 30 de março, na Central de Abastecimento de Rio Branco (CEASA); nos mercados Elias Mansour, da Estação Experimental, do Bosque, da Seis de Agosto e da Cidade do Povo; nas peixarias da Avenida Amadeo Barbosa; na região do Panorama e no Conjunto Universitário.
 
Fotos Assis Lima/DECOM

Gestão Pública

Prefeita Socorro Neri implementa medidas para aprimorar a gestão

Assecom - Prefeitura de Rio Branco, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!
Com o objetivo de aprimorar a gestão municipal, a prefeita Socorro Neri promoveu na tarde da sexta-feira (18) o Encontro de Gestores que reuniu secretários municipais e diretores da Prefeitura de Rio Branco para orientações acerca do que estabelecem os Decretos 1.575 e 1.602, publicados esta semana, que tratam da gestão orçamentária e do sistema de gestão de combustível.
“Queremos cada vez mais fortalecer a gestão do nosso Município e, para isso, buscamos profissionalizar os processos e procedimentos administrativos para dar mais segurança à tomada de decisões e a execução dessas decisões”, disse a prefeita.
A auditora chefe da Controladoria Geral do Município de Rio Branco, Ada Barbosa Derze, explanou o detalhamento dos critérios e regras determinados pelos atos administrativos que, segundo ela, são dois instrumentos a mais de ordenação da atividade gestora. “Faz-se necessária a devida orientação dos procedimentos estabelecidos em Lei com o objetivo de harmonizar as práticas e aperfeiçoar a gestão de forma a alcançar resultados sempre com a responsabilidade e transparência exigidas à administração pública.”, enfatizou.
Socorro Neri explicou que discutir o papel e o comprometimento tanto dos secretários quanto dos diretores de gestão faz parte do amadurecimento da reforma administrativa que realizou na Prefeitura de Rio Branco, e estes, a partir de agora passam a assinar conjuntamente os atos administrativos e a compartilhar a responsabilidade das ações.
A reforma administrativa, realizada pela prefeita Socorro Neri, fortaleceu o sistema de controle interno da Prefeitura de Rio Branco, com a criação da Ouvidoria e da Corregedoria, além da reestruturação da Controladoria Geral do Município que passou a ter uma unidade em cada secretaria.
“Estamos superando a cada dia os desafios de gestar o Município com responsabilidade, transparência, eficiência e dando centralidade aos interesses públicos”, reiterou a prefeita, que participou de todo o encontro.
A convite da prefeita, o vereador Rodrigo Forneck esteve presente ao Encontro. Na condição de líder do Executivo na Câmara de Rio Branco ele tem desempenhado papeis fundamentais para a gestão tanto o de defendê-la quanto o de apresentar os Projetos da Prefeitura de Rio Branco que necessitam ser encaminhados ao Legislativo.
Lamlid Nobre, da Diretoria de Comunicação 
Fotos Assis Lima

Continue lendo

Rio Branco

Fibromialgia: pacientes recebem direito a estacionamento gratuito

Ac24horas, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A prefeitura de Rio Branco por meio da superintendência municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans) publicou uma portaria no Diário Oficial do Estado (DOE) dessa segunda-feira, 14, informando que o município cumprirá a Lei imposta pela Câmara dos Vereadores que institui anualmente o dia 12 de maio como o Dia da Fibromialgia. Com isso, pessoas com síndrome de fibromialgia terão direito a utilizar vagas de estacionamento gratuitamente, além de direito a filas preferenciais em locais públicos da capital acreana.

A portaria, de nº 241/2019 diz que compete a RBTRANS, planejar, disciplinar, coordenar, controlar e fiscalizar o transporte e trânsito de Rio Branco, considerando o estabelecimento de requisitos e procedimentos para o credenciamento dos usuários com fibromialgia. A RBTrans irá fazer a emissão de documento de identificação aos pacientes.

A solicitação do documento poderá ser feita pelo usuário ou seu representante legal, devidamente constituído, acompanhado do comprovante de pagamento de uma taxa. Os documentos necessários para emissão da carteira são: Cópia de documento de identificação e do CPF; Cópia do Laudo Médico expedido por profissional médico especialista; e se for o caso, cópia da procuração específica, com firma reconhecida, acompanhada da cópia de documento válido de identificação do Procurador.

Após o cadastro junto a RBTRANS, será expedido credencial com os dados da pessoa com síndrome de fibromialgia. A credencial para pessoas com fibromialgia terá validade de cinco anos. A portaria entrou em vigor nessa segunda-feira (15).

Fibromialgia

É uma síndrome comum, na qual a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles. Junto com a dor, a fibromialgia também causa fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade.

Continue lendo

Super Promoções

WhatsApp chat