NOSSAS REDES

ACRE

Gabinete Militar diz que ambulante contido pela PM agrediu servidores da prefeitura

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O coronel Ezequiel Bino, chefe do Gabinete Militar do prefeito Tião Bocalom (Progressistas), negou que um ambulante teria sido agredido durante a ação realizada em conjunto entre a Polícia Militar do Acre e a fiscalização municipal por volta do meio-dia desta quarta-feira, 31, próximo ao Terminal Urbano.

Na ocasião, um rapaz teria desmaiado ao receber um golpe “mata-leão” de um policial. Por meio de um o vídeo divulgado nas redes sociais, o coronel ressaltou que não existe perseguição da prefeitura contra os camelôs.

Segundo ele, a confusão ocorreu após dois servidores da prefeitura terem sido agredidos pelo filho de um senhor que, mesmo tendo uma loja no Aquiry Shopping, continuava comercializando suas mercadorias no Calçadão, o que não é permitido.

“A verdade é que não houve agressão ao trabalhador e nem existe perseguição aos camelôs. A fiscalização abordou um senhor que foi contemplado com uma loja no Aquiry Shopping, mas que mesmo assim continuou vendendo suas coisas no Calçadão, isto não é permitido. O filho deste senhor se viu inconformado e agrediu verbalmente e fisicamente os servidores que estavam trabalhando em nome da prefeitura buscando a reorganização daquele espaço. Dois servidores foram realizar corpo de delito e o cidadão contido, sequer foi algemado e depois foi encaminhado à delegacia de flagrantes”, explicou.

Em outro trecho, o coronel afirmou que a área tem sido ocupada por criminosos que usam o local para o tráfico e extorquir os camelôs.

“Quero dizer que desde o início desta gestão, a prefeitura está fazendo um trabalho que busca a reorganização e a moralização daquele espaço [calçadão] e isso desagrada especialmente os criminosos que estão faturando alto, vendendo drogas, cigarros e cobrando taxa de comerciantes”, afirmou.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat