NOSSAS REDES

ACRE

Gladson anuncia compra de R$ 72 milhões em medicamentos e insumos hospitalares

Contilnet, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, anunciou na tarde desta quarta-feira, 31, a aquisição de R$ 72 milhões em medicamentos e insumos hospitalares para o abastecimento de toda a rede estadual de Saúde.

Nesta semana, uma compra no valor de R$ 3 milhões já foi realizada pelo governo e nos próximos dias, mais outra licitação de R$ 4 milhões será efetuada para assegurar o estoque de medicamentos e materiais utilizados nas unidades hospitalares.

A compra é mais uma prova do compromisso desta gestão em revolucionar a Saúde e garantir acesso digno e de qualidade para a população que utiliza a rede pública.

Mudanças significativas já estão sentidas na Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), como a retomada de cirurgias e outros procedimentos que não eram realizados desde o ano passado. E no próximo dia 6 de agosto, após uma década em obra, Gladson Cameli finalmente entregará o novo Pronto Socorro de Rio Branco funcionando para a população.

A informação foi revelada durante coletiva à imprensa no gabinete do governador instalado no parque de exposições, local onde ocorre a 46ª edição da maior feira de agronegócios e entretenimento do estado, a Expoacre 2019.

Entrega de 100 novas viaturas policiais de uma só vez será a maior da Segurança Pública do Acre

Mostrando o compromisso de fortalecer a Segurança Pública com arrojados investimentos em aquisição de viaturas, equipamentos e contratação de mais de 500 novos policiais civis e militares, o governador Gladson Cameli anunciou que muito em breve, 100 novos veículos serão entregues para reforçar a presença policial no enfrentamento ao crime nas 22 cidades do estado.

“Nos próximos 15 dias, estaremos contratando a compra de 100 novas viaturas para a Segurança Pública e vamos entregar a maior frota da história do Acre, fora fardamentos, coletes à prova de bala e todo tipo de material que venha dar condições de trabalho. Tudo o que tem de última geração no que diz respeito ao serviço de inteligência das nossas polícias nós também estamos adquirindo”, pontuou.

Segundo o gestor, a expectativa é que todos estes investimentos sejam entregues nos próximos 60 dias. A partir de setembro, o Acre ganhará o reforço de 247 novos policiais militares. Este foi mais um compromisso firmado por Gladson e que será cumprido em seu primeiro ano de governo.

Até o dia 12 de julho deste ano, o relatório apresentado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) aponta queda de 35,7% nos crimes contra a vida em todo o estado, na comparação com o mesmo período de 2018.

A retomada da ordem nos presídios por meio da implantação dos programas operacionais padrão, maior presença da polícia nas ruas em pontos vulneráveis e elucidações de crimes contra a vida, além dos investimentos assegurados para a Segurança Pública estão entre os principais fatores que contribuíram para o declínio dos crimes letais.

Cameli esclarece processo licitatório de aeronave e descarta uso em viagens governamentais

Questionado sobre a licitação de uma aeronave para o governo do estado, Cameli explicou que o modelo de pequeno porte será utilizado tão somente em casos de emergência, sobretudo, no transporte de pacientes em estado grave para outros estados do país.

O gestor explicou que o aluguel sendo feito a partir de uma empresa situada na região Norte trará economia aos cofres públicos. Gladson citou que o mesmo processo sendo feito de maneira emergencial via Sudeste do país chega a custar R$ 400 mil.

Cameli foi duro ao dizer que o assunto está sendo tratado por opositores ao seu governo de forma baixa e com único intuito de tirar proveito político sobre o tema, além de tentar confundir a população com informações equivocadas.

“As pessoas deveriam ter a complacência de pelo menos ler o edital e, por conta disso, uma situação pequena como esta acaba se tornando maior que os problemas do nosso estado por causa de politiqueiros e faço o desafio a todos que se até o último dia do meu governo veja se vai ter algum fretamento de avião para me levar a algum lugar”, argumentou.

O governador afastou qualquer possibilidade de a aeronave ser utilizada para o seu transporte, mesmo durante as viagens oficiais. Cameli afirmou que tem pago um alto preço por querer ajudar a melhorar a vida das pessoas e que, mesmo assim, não medirá esforços para honrar a confiança dos milhares de acreanos que o elegeram em primeiro turno.

“Eu não teria coragem de fretar um avião mediante as condições financeiras que eu estou falando desde o dia que eu assumi o governo para mandar a conta para o Estado. Eu não tenho necessidade disso e quando eu preciso viajar, eu tenho a quem pedir sem mandar nem uma conta para o Estado”, frisou

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Homem misterioso (nome não revelado) é condenado por comprar moto roubada

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Homem é condenado a um ano e cinco meses por comprar moto roubada.

Acusado desconfiou que tinha adquirido veículo roubado e durante abordagem de autoridades policiais evadiu-se

O Juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco condenou homem a um ano, cinco meses e 15 dias de detenção em regime inicial aberto, além do pagamento de 11 dias-multa, em função do denunciado ter cometido o crime de receptação (artigo 180, caput, do Código Penal).

Conforme é relatado nos autos, as autoridades viram a moto trafegando pela Rua Benjamin Constant em atitude suspeita, consultaram a placa e constataram haver restrição no veículo, então, pediram para acusado parar, mas ele fugiu. Depois abandonou a moto e correu em direção ao matagal.

Sentença

O juiz de Direito Raimundo Nonato foi o responsável pela sentença, publicada na edição n°6.513 do Diário da Justiça Eletrônico, do último dia 10. O magistrado observou que durante o interrogatório, o acusado reconheceu que desconfiou que a moto fosse roubada, quando não obteve os documentos do veículo após a compra.

“O acusado declarou ter imaginado que a motocicleta tratava-se de produto de origem ilícita, confirmando que, quando a polícia deu voz de parada, a primeira coisa que pensou foi que teriam verificado a placa e, consequentemente, isso seria um problema”, anotou o juiz.

Receptação

Na sentença, o magistrado explicou que a receptação é delito acessório, pois a pessoa que comprou ou recebeu o item sabendo ser roubado é punida, independente da identificação dos responsáveis pelo roubo. O juiz também discorreu sobre as consequências desse tipo de crime.

“O crime de receptação sempre está por trás de algum fato delitivo, alimentando, em especial, a prática de outros crimes contra o patrimônio, motivo pelo qual deve o receptador ser censurado de modo exemplar, notadamente porque tem plena consciência de sua ação devastadora no submundo da criminalidade, com danos sequenciais de caráter irreparável à população”, concluiu. Com informações GecomTJAC.

Continue lendo

ACRE

Juiz de Brasileia condena por furto qualificado dupla que arrombou residência

Gecom TJAC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Veículo roubado foi levado para Bolívia. O crime ocorreu em março de 2019.

O Juízo da Vara Criminal da Comarca de Brasileia condenou dupla responsável por furto qualificado pelo concurso de pessoas. Um réu teve pena estabelecida em sete anos e seis meses de reclusão em regime inicial fechado e o condutor do carro de apoio do crime recebeu pena de quatro anos e dois meses de reclusão, em regime semiaberto.

De acordo com a sentença, os réus realizaram uma ação premeditada, arrombando o portão de uma residência e subtraindo um carro, uma moto e uma televisão durante a madrugada.

Segundo a investigação, ação criminosa foi demandada por um homem que está recluso na Bolívia. A intenção era roubar uma camionete, mas o dono tinha saído com o veículo, logo foi subtraído o outro carro que estava na garagem.

O veículo foi levado para território boliviano e não foi recuperado. Durante a perseguição policial, a moto foi abandonada duas ruas depois e o condutor do carro de apoio foi preso em flagrante. Havia outras pessoas envolvidas no ato infracional que não foram identificadas.

A confissão dos réus esclareceu que o carro furtado seria utilizado em um assalto ao banco, na qual um caixa eletrônico seria estourado por artefato explosivo e, de fato, três “bananas de dinamite” foram apreendidas com um dos agentes.

Um deles justificou que a finalidade do delito era pagar dívida na facção, porque tinha sido preso anteriormente com uma arma, assim, foi culpado por desmunir e deixar mais frágil a organização criminosa.

Ao arbitrar a dosimetria, o juiz de Direito Clovis Lodi considerou como majorantes da pena o fato de o crime ter sido praticado durante o período de repouso noturno e com rompimento de obstáculo, ou seja, o arrombamento. Os réus poderão apelar em liberdade e juntos devem indenizar a vítima em R$ 50 mil.

A decisão foi publicada na edição n° 6.513 do Diário da Justiça Eletrônico (fl. 42).

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Advogados Online