NOSSAS REDES

BRASIL

GRAVE: Cabral delata Globo na Lava Jato por suposto acordo ilícito de R$ 80 milhões

G1, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Segundo o ex-governador, o silêncio da rede Globo custou pelo menos R$ 80 milhões, afirmou jornalista.

Uma informação publicada com exclusividade pelo jornalista Ricardo Bruno, apresentador do programa Jogo do Poder e ex-secretário de comunicação do Estado do Rio de Janeiro, deu o que falar contra a Rede Globo, após o mesmo revelar que o ex-governador Sérgio Cabral teria feito um acordo ilícito com a emissora no valor de R$ 80 Milhões.

“A delação de Sérgio Cabral à Polícia Federal tem um capítulo inteiro dedicado à Rede Globo. Relata em detalhes as pressões da família Marinho para obter sem licitação a gerência de estudos, projetos e desenvolvimento de conteúdo para a implantação de um importante equipamento cultural na cidade do Rio de Janeiro”, escreveu Ricardo no tabloide esquerdista Brasil247.

Segundo o jornalista, a Fundação Roberto Marinho teria indicado a construtora para a realização das obras de modelagem e gestão do projeto, mas de forma ilícita, destacando ainda que

 “os favores visavam garantir proximidade com a família Marinho, e consequente blindagem nos veículos de comunicação do grupo”.

A Rede Record, principal rival da Globo,repercutiu a denúncia através do jornalista Augusto Nunes.  “Nesta sexta-feira, começou a sair da caixa preta um capítulo inteiro dedicado à rede Globo. As primeiras revelações explicam a irrelevância atribuída pelos telejornais da empresa ao que Cabral já contara ou tem a contar. Essa boa vontade teve um preço”, afirmou o comentarista, que cravou:

“Segundo o ex-governador, o silêncio da rede Globo custou pelo menos R$ 80 milhões”.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat