NOSSAS REDES

Rio Branco

Homem é preso com moto furtada e drogas no bairro Nova Estação

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Na tarde deste domingo (20), em patrulhamento pelo bairro Nova Estação, policiais militares prenderam Gleyson Freire dos Anjos, de 29 anos, suspeito pelos crimes de receptação e tráfico de drogas. Uma moto oriunda de furto foi recuperada com o suspeito.

A equipe passava pela Rua Novo Horizonte quando avistaram a moto sem placa no quintal de uma residência e resolveram parar para perguntar ao proprietário a origem do bem. Gleyson informou apenas que amigos haviam pedido para que guardassem a moto em seu quintal e por conta disso resolveram realizar uma busca pelo chassi detectando em pouco tempo que se tratava de uma moto furtada.

Uma busca também foi realizada na residência do suspeito e dentro de uma pequena bolsa os policiais encontraram oito papelotes de merla, trouxinhas com barrilha e duas balanças de precisão. Diante da suspeita de crime de tráfico e ainda receptação por guardar uma moto furtada, Gleyson recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla), para as medidas cabíveis.

 

*No bairro Jarbas Passarinho*

Na mesma tarde mais uma moto com restrição de furto foi recuperada pela polícia após uma denúncia de que o veículo estaria abandonado na Estrada do bairro Jarbas Passarinho. Ao chegarem ao local encontraram o veículo com um menor que foi detido e diretamente encaminhado à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), e apresentado à autoridade de Polícia Civil.

As motos recuperadas foram devidamente entregues aos seus respectivos proprietários.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Mais um é morto em Rio Branco e corpo é achado às margens de rodovia

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Mais um é morto em Rio Branco e corpo é achado às margens de rodovia.

Mais um homicídio foi registrado em Rio Branco. Desta vez, o crime ocorreu na Rodovia AC-40, bairro Vila Acre, na noite desta sexta-feira (17). O Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) disse que a vítima ainda não foi identificada.

Com esse homicídio, já são 22 mortes violentas registradas no Acre no mês de janeiro.

Um morador acionou a polícia após ouvir disparos de arma de fogo. Quando foi olhar, o homem estava caído às margens da rodovia.

A vítima teria sido atingida com quatro tiros. A Polícia Militar do Acre (PM-AC) foi ao local para isolar a área.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), perícia e do Instituto Médico Legal (IML) estão no local.

Continue lendo

ACRE

De Tarauacá, criança de 10 anos grávida foi encaminhada para abrigo em Rio Branco

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Menina foi encaminhada pelo MP-AC para fazer acompanhamento médico na gravidez em Rio Branco. Irmã dela, de 12 anos, foi viver com a mãe na zona rural de Jordão.

Foto de capa: O pai da menor foi encontrado morto. A principal tese é que tenha cometido suicídio. Leia aqui.

A criança de 10 anos que está grávida está no abrigo Educandário Santa Margarida, em Rio Branco. A informação foi confirmada pelo Conselho Tutelar de Tarauacá e a direção do abrigo. O caso é de Tarauacá, no interior do Acre, e veio à tona em dezembro do ano passado.

O abrigo informou que a menina chegou há uns 15 dias no local. Ela recebe atendimento psicológico, assistencial e médico na instituição.

“Chegou encaminhada pela Justiça e, por conta do bebê, recebe toda assistência nossa e da Justiça. Todas as crianças que vão para lá recebem assistência conforme diz a legislação”, confirmou o diretor do Educandário, Nilton Cosson.

A menina foi encaminhada para Rio Branco para ter acompanhamento na gravidez. O conselheiro tutelar de Tarauacá, Antônio de Souza Castro explicou que o Ministério Público do Acre (MP-AC) determinou que a criança continuasse o tratamento médico na capital acreana.

“A psicóloga levou ela para fazer acompanhamento com ginecologista, obstetra e outros médicos. A Justiça decidiu que ela ficasse no Educandário. Tem que ir toda semana no médico. Ela tem uma irmã mais velha em Rio Branco, mas, nesses casos , a Justiça afasta da família”, complementou Castro.

Criança está em abrigo para receber assistências necessárias — Foto: Quelyson Souza/Arquivo pessoal

Criança está em abrigo para receber assistências necessárias — Foto: Quelyson Souza/Arquivo pessoal.

Ele relembrou que o pai da menina chegou a acompanhá-la no atendimento em Rio Branco. Após alguns dias, ele retornou para Tarauacá.

“O pai da menina foi junto para Rio Branco, para o acompanhamento médico. Só que quando chegou lá tomou outra direção do caso. Mudou toda versão dos procedimentos, dos relatórios das psicólogas e das assistências, então, a Justiça mudou o destino dela”, frisou o conselheiro.

A menina chegou a ser levada pelo pai, em dezembro do ano passado, à maternidade de Cruzeiro do Sul, também no interior, para fazer um aborto, mas ele não autorizou a interrupção da gravidez.

Nesta quinta-feira (16), o pai da menina foi encontrado dentro de casa, em Tarauacá. A polícia acredita que foi suicídio. A polícia confirmou que ele era um dos parentes investigados pela polícia.

Criança de 12 anos

Além da menina de 10 anos, o homem morava com outra filha, de 12. Porém, logo que iniciaram as investigações para descobrir quem abusou da criança grávida, a irmã dela foi encaminhada para ficar com a mãe, que vive na zona rural da cidade do Jordão, também no interior do estado.

“A menina está em Rio Branco. A mais velha foi morar com a mãe no Jordão. A última notícia que soube foi essa”, garantiu o conselheiro.

Investigação

O delegado Valdinei Soares disse que a Justiça deve decidir com quem a menina vai ficar após o bebê nascer.

“Tem uma irmã que mora em Tarauacá e outra que mora no Peru. O Conselho e o Poder Judiciário que vão decidir com quem vai ficar depois que o bebê nascer”, falou Soares.

Ele falou também que a mãe e a criança de 12 anos vão ser ouvidas pela polícia do Jordão nesta sexta-feira (17).

“Como a mãe e a outra menina estão morando no Jordão, fiz um despacho para que o policial de lá ouça elas. Ia ouvir hoje [quinta,16], mas, como a menina soube da morte do pai, não pôde prestar depoimento”, reafirmou. Com informações de Aline Nascimento, G1AC.

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Advogados Online