NOSSAS REDES

ACRE

Instituto Santa Juliana será reconstruído e terá salas de cinema, teatro e outros espaços culturais

Redação do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Fundado em 7 de setembro de 1922, por religiosas ligadas à Igreja Católica, o Instituto Santa Juliana, o mais tradicional colégio de Sena Madureira, pelo qual passaram estudantes que iriam se tornar autoridades como a ex-governadora Iolanda Lima, e a atual desembargadora decana do Tribunal de Justiça do Acre, Eva Evangelista de Araújo Souza, vai ser revitalizado.

Castigado pelo tempo e pela incúria de governos passados que não se preocuparam com o patrimônio histórico e educacional, o Instituo se transformou em um prédio tipo aqueles das histórias de terror: abandonado e com aspecto de ‘mal-assombrado’. Por onde você passa no Santa Juliana só ver entulhos e destruição.

O anúncio da revitalização foi feito, nesta quinta-feira (5), em Rio Branco, pelo secretário de Estado de Educação, professor Mauro Sérgio. O secretário estará em Sena Madureira nos próximos dias para analisar a situação do colégio e definir quais as intervenções a serem feitas no local. “Vou lá, acompanhado do secretário da Cultura, Manoel Correia, de nossa equipe e de engenheiros para que possamos conceber o projeto de revitalização”, disse o secretário.

Ainda não há estimativas dos gastos, por falta de um projeto, mas o secretário disse que já sabe o que vai ser feito no local: o Instituto vai ser também um centro cultural com direito a teatro, salas de cinema e outros espaços para a disseminação de saberes.

“Queremos que aquele tradicional colégio seja uma referência para região e para os municípios nos quais pretendemos fazer intervenções semelhantes”, disse o secretário Mauro Sérgio. “A ideia é que o Instituo atenda não só o município de Sena Madureira, mas também a estudantes de Manuel Urbano, Feijó e região”, acrescentou.

YACO NEWS

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Em vídeo, consumidor denuncia Supermercado Makro por comercializar pães ‘suspeitos’

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Supermercado Makro é flagrado comercializando pães impróprios para o consumo. O fato foi registrado por um consumidor, e ocorreu na sessão de pães do Supermercado em Rio Branco. 

Fotos: o consumidor fez registro fotográfico e vídeos dos supostos pães morfados  [reprodução: 11/01/2020].

Um consumidor, que pediu para não ser identificado, denunciou à Redação do Acre.com.br, uma situação corriqueira nos supermercados da capital acreana: produtos impróprios para o consumo. 

Desta vez, o consumidor registrou a situação através de vídeos e fotos. Veja o vídeo:

Um pão de forma macio e úmido é o alvo principal do crescimento de mofos. O lodo verde e odorífero se inicia como pequenas manchas nas superfícies externas do pão, mas rapidamente se alastra, cobrindo toda a fatia.

Os adoráveis pãezinhos de forma, aparentemente inofensivas, quando morfados, com bolor ou fungos, podem levar à intoxicação alimentar ou a reações alérgicas. Quando um alimento tem marcas de mofo em uma parte, todo ele já está contaminado de fungos.

O mofo é a proliferação de colônias de fungos que se desenvolveram e se agruparam. Quando conseguimos ver estes microrganismos a olho nu, isto significa que há uma imensa quantidade deles nos alimentos.

A principal diferença das colônias de bactérias para as de fungos é que o alimento contaminado por bactérias exala cheiro de azedo, enquanto por fungos, não tem odor, apenas o chamado bolor. Entretanto, assim como as bactérias, os fungos podem causar intoxicação e diarréias, principalmente se a pessoa for alérgica a estes microrganismos.

Mofos

Um tipo de mofo muito comum em nosso dia-a-dia é o bolor de pão. Assim como a maioria dos mofos, o bolor de pão possui um aspecto de algodão.

Com relação à coloração, podem assumir, principalmente, tons esverdeados, azulados, avermelhados ou esbranquiçados.

Mofos perigosos 

Alguns tipos de mofos são danosos a saúde humana, como é o caso do bolor de pão e de outros alimentos. Isto ocorre, pois eles estragam e apodrecem os alimentos. Ao comer um alimento (pão, fruta, legume, etc.) é sempre importante verificar se o mesmo não se encontra embolorado. Em caso afirmativo, o certo é jogar o alimento no lixo.

Prazo de validade

Os alimentos classificados como perecíveis são aqueles que estragam rapidamente, como carnes, leite e os derivados, ovos, frutas, verduras e legumes. A nutricionista Alessandra Veggi, pesquisadora visitante da Fiocruz e integrante do Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição, ressalta que os sintomas mais comuns após a ingestão de um alimento contaminado são: diarréia, vômitos, dores abdominais, mal estar e febre. “Há casos que podem levar à morte”, adverte a nutricionista.

Além de bactérias e fungos, os alimentos podem ser contaminados por vírus e parasitas e também por toxinas produzidas e liberadas por esses microrganismos. Como nem sempre essa contaminação é percebida, é importante estar atento aos prazos de validade e o estado de conservação dos alimentos.

O Supermercado Makro de Rio Branco não atendeu as ligações da Redação no telefone (68) 3303-8333. O Supermercado poderá encaminhar nota escrita para o e-mail acrenoticia.com@gmail.com, que será publicada na íntegra. 

Continue lendo

ACRE

Crianças resgatadas na zona rural de Tarauacá permanecem em abrigo

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Advogados Online