NOSSAS REDES

POLÍTICA

Jesus Sérgio assume titularidade das Comissões de Desenvolvimento Econômico e da Amazônia

Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O deputado Jesus Sérgio (PDT/AC) foi nomeado titular de duas Comissões na Câmara dos Deputados: a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e a de Serviços e a de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia. Ele também foi nomeado suplente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural.
O pedetista promete lutar para promover a igualdade entre as regiões do Brasil, em especial da Região Norte que sofre com a falta de investimentos que promovam o desenvolvimento econômico dos Estados que compõe a Amazônia, em especial o Acre.
“As comissões são de suma importância para o nosso trabalho na Câmara dos Deputados, pois é lá que analisamos todas as propostas para o desenvolvimento do Brasil, e como representante do Acre estarei atento na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia, para que possamos trabalhar em prol da equidade entre as regiões do Brasil. A Região Norte deve está no mesmo patamar de crescimento das outras regiões do país. E, por fazer parte da Comissão de Desenvolvimento Econômico, estarei também na luta para levar a geração de emprego e renda até o Acre. E, como membro também da Comissão de Agricultura irei defender o envio de recursos para a infraestrutura dos ramais visando o escoamento da produção agrícola do nosso Estado”, ressaltou Jesus Sérgio.
O parlamentar terá muito trabalho à frente das duas Comissões. Na de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços pretende-se discutir e votar propostas sobre a ordem econômica nacional. Na de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia, será debatido a formulação de Políticas Públicas de desenvolvimento e integração das diversas regiões brasileiras, em especial a da Região Norte.
Como titular da Comissão, o parlamentar pretende ainda tratar de assuntos relativos à região amazônica, especialmente sobre integração regional e limites legais; valorização econômica; assuntos indígenas; caça, pesca, desenvolvimento sustentável e integração da região amazônica e incentivo regional da Amazônia, entre outras pautas.
Ângela Rodrigues
Ascom Dep. Jesus Sérgio
(68) 99994-2551 (WhastApp)

Comentários

Comente aqui

DENÚNCIA

Médico que estaria atendendo sem registro profissional no interior será investigado pelo MP

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A promotora Manuela Canuto de Santana Farhat, responsável Promotora de Justiça do Ministério Público do Acre (MP-AC), decidiu instaurar um processo administrativo para dar continuidade à apuração de veracidade de denúncia anônima, onde aponta que um médico estaria, supostamente, exercendo a profissão, sem o registro do Conselho Regional de Medicina (CRM). A decisão foi publicada na edição do Diário Eletrônico da instituição, nesta sexta-feira (23).

A denúncia do médico que não teve sua identidade revelada já que o processo de investigação está em curso, aponta que ele estaria no exercício irregular da profissão por médico com título de especialista sem a necessária revalidação do diploma em território brasileiro.

“Determino que o setor administrativo desta Promotoria de Justiça adote as seguintes providências: Observar as determinações constantes da Resolução retro, no que se refere à prorrogação de prazo e à publicidade”, diz trecho.

O juiz oficiou o Conselho Regional de Medicina para que encaminhe ao órgão ministerial, no prazo de 15 (quinze) dias, cópia integral dos autos do processo no Ofício n. 147/2019, ao CRM/AC, situado em Rio Branco.

Continue lendo

ACRE

Jorge Viana diz que “há muita desinformação” sendo difundida sobre desmatamento

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Em um vídeo postado na manhã desta sexta-feira (23) no Facebook, o ex-senador Jorge Viana fala sobre desmatamento, queimadas e fumaça, que segundo ele o debate já ganhou o mundo. Viana diz que apesar da situação ser gravíssima, há muita desinformação no que as pessoas estão falando, e que, lamentavelmente, essa questão tem dividido o país.

De acordo com o ex-senador o maior desmatamento do país ocorreu nos anos 90, durante o governo FHC, quando eram desmatados 30.000 km² de floresta por ano. Logo depois, no início dos anos 2000 quando Lula assume o país, o desmatamento fica em 25.000 km²/ano e só quando Marina Silva assume o Ministério do Meio Ambiente é que de fato esse número começa a cair, quando o Governo Federal adota um política pública que junta a sociedade, Ong’s e produtores.

Viana diz que só após esse pacto é que o Brasil conseguiu reduzir em mais de 80% o desmatamento, e com isso ganhou moral no mundo inteiro. Na época em que a ministra do Meio Ambiente era a Isabela Teixeira as taxas de desmatamento eram de 5.000 km²/ano. “Eu era relator do Código Florestal naquela época e pacificamos a relação entre floresta e produtores. Foi muito bom. O problema agora é outro. O Brasil é um grande produtor de alimentos, tem 20% da biodiversidade do planeta, mas agora existe uma tendência de crescimento em nome do desmatamento, do ano passado pra cá, tivemos um aumento de mais de 80% (do desmatamento) e isso é gravíssimo”, disse.

Ainda de acordo com Jorge Viana, se essa tendência seguir o Brasil pode voltar aos índices dos anos 90. “Se a gente tívesse uma política de valorização da floresta e da biodiversidade nós teríamos algo maior do que o agronegócio, que hoje representa 23% do PIB brasileiro, só com o uso sustentável da floresta. Em vez desse conflito todo nós teríamos que estar buscando uma solução. Mas a solução só vai vir se nós pararmos essa tendência de destruição e desmatamento que estamos vivendo hoje”, concluiu.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp Precisa de ajuda?