NOSSAS REDES

Mâncio Lima

Jovem é encontrado morto com tiro na cabeça em balneário de Mâncio Lima

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Não há testemunhas, segundo a polícia. Familiares devem ser ouvidos para tentar achar suspeitos.

Gilvano de Souza, de 21 anos, foi encontrado morto com um tiro na cabeça na tarde sábado (14), no balneário Chaparral, em Mâncio Lima. A Polícia Militar foi acionada por uma pessoa que passou pelo local e viu o corpo.

Na tarde de domingo (15), familiares foram até o Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul e identificaram o corpo. A polícia investiga o caso, mas, segundo o delegado Vinícius Almeida, há poucas informações sobre o caso.

Agentes foram até o sepultamento da vítima no intuito de que algum parente desse alguma informação que possa ajuda da identificação dos suspeitos. No boletim de ocorrência, a Polícia Militar disse que não houve testemunhas.

“A PM foi acionada dando conta que havia ocorrido quatro disparos e havia um corpo no local. A vítima foi encontrada com o valor de R$ 70 reais no bolso da bermuda. Vamos ouvir algum parente para tentar dar norte para a investigação. Vou aguardar o laudo cadavérico para ter certeza do que aconteceu e saber quantos tiros atingiram a vítima”, diz.

Além do homicídio, a cidade de Mâncio Lima também registrou uma tentativa de homicídio contra um garoto que foi atingido quando estava próximo ao estádio Totão. A vítima está internada no Hospital do Juruá. G1Ac.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Sobe para três o número de supostas vítimas de coordenador de escola preso por estupro no AC

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Sobe para três número de supostas vítimas de estupro por coordenador de escola no AC — Foto: Mazinho Rogério/G1

Inquérito que investigou primeiro caso foi concluído em novembro do ano passado e encaminhado ao Judiciário. Novo inquérito já tem outras duas supostas vítimas em Mâncio Lima.

Foto de capa: Sobe para três número de supostas vítimas de estupro por coordenador de escola no AC — Foto: Mazinho Rogério/G1.

Mais duas supostas vítimas de estupro foram identificadas pela Polícia Civil em Mâncio Lima, no interior do Acre, durante as investigações contra o coordenador de uma escola da zona rural do município. Com elas, sobe para três o número de alunos que teriam sido abusados pelo coordenador.

Em novembro do ano passado, a polícia tinha concluído o inquérito da primeira suposta vítima, um menino de 12 anos. Segundo o delegado Obetâneo dos Santos, que comanda as investigações, o homem foi indiciado por estupro de vulnerável e segue no presídio de Cruzeiro do Sul.

Com o surgimento de mais uma suposta vítima após o fechamento do primeiro caso, o delegado resolveu abrir um novo inquérito e, durante as investigações, acabou aparecendo um novo caso. As vítimas seriam outros dois meninos com idades entre 15 e 16 anos.

Devido o período de chuvas e as dificuldades de acesso à comunidade rural onde teria ocorrido os abusos, a polícia não conseguiu chegar até o local para ouvir mais pessoas. Até esta quinta-feira (6), as duas novas supostas vítimas e três testemunhas foram ouvidas pela polícia.

“A polícia continua trabalhando com o objetivo de identificar outras supostas vítimas dos crimes de abuso sexual que foram cometidos nessa comunidade. Como é um local distante da cidade e essas pessoas são vistas como bons cidadãos, procuram sempre ali entre eles tentar contornar. Com isso, pessoas terminam escolhendo a omissão como forma de não prejudicar”, disse o delegado.

Tudo começou quando o menino de 12 anos relatou à família que foi vítima de estupro dentro da escola onde estuda na zona rural do município. Após a denúncia, o coordenador da escola municipal foi preso em outubro do ano passado.

O menino de 12 anos foi submetido a exame de conjunção carnal e, segundo o delegado, foi comprovado que havia ruptura no ânus da vítima.

Continue lendo

ACRE

Homem é achado morto em igarapé no interior do Acre

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

No AC, bombeiros registraram 33 mortes por afogamento em 2019 — Foto: Gledisson Albano/Rede Amazônica Acre

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias