NOSSAS REDES

ACRE

Jovem fuma maconha em público durante abertura de jogos da UFAC

Alerta Acre, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Um jovem foi visto fumando um suposto cigarro de maconha durante a cerimônia de abertura da 5ª Organização dos Jogos Inter Atléticas (Orjia) da Universidade Federal do Acre (UFAC), em Rio Branco, na noite do último sábado (31). A ação foi registrada por outros estudantes e o caso gerou polêmica nas redes sociais.

O rapaz, que cursa História na UFAC, não se importou com a presença de crianças, adolescentes, entre outras pessoas da comunidade, e decidiu fazer o ato em público durante a apresentação da sua atlética. O jovem ainda aparece, na frente de centenas de pessoas, compartilhando o cigarro com os colegas.

Com a segurança do evento feita voluntariamente por outros estudantes da universidade, não houve uma fiscalização para combater a entrada de drogas no local. A Polícia Militar também não fez rondas pelo campus, por se tratar de um espaço federal.

Denúncias apontam que diversas pessoas também usam drogas durante os dias da semana em vários pontos do campus e que a segurança da universidade não consegue evitar que os estudantes façam o consumo.

Outros casos envolvendo drogas na UFAC já foram registrados anteriormente. Um deles, sobre a venda de brigadeiros contendo maconha (brisadeiros), também gerou polêmica e fez até a universidade emitir uma nota à imprensa.

A UFAC havia dito que o consumo de drogas é um problema de saúde pública, e que conscientiza os estudantes, além de manter um fórum de debate sobre uso e abuso de álcool e entorpecentes.

Abertura dos jogos e protestos

Mesmo com o fato do uso de drogas no local, a abertura da “Orjia” – nome curioso – teve diversas apresentações ensaiadas e organizadas por cada curso da universidade.

Ainda durante o evento, diversos estudantes se posicionaram contra o presidente da república Jair Bolsonaro e gritaram frases contendo palavrões direcionadas ao chefe do Executivo.

A ação foi motivada por conta do contingenciamento de 30% da verba das universidades e instituições federais. Na UFAC, esse bloqueio representa R$ 15 milhões, o que faz com que a universidade, segundo a reitoria, consiga manter as atividades de ensino somente até este mês de setembro.

Vale lembrar que a UFAC não aplica dinheiro na realização da Organização dos Jogos Inter Aléticas (Orjia). Segundo os próprios alunos, a realização dos jogos é feita através de diversas parcerias. A universidade apenas cede os espaços do campus aos estudantes.

Comentários

Comente aqui

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat