NOSSAS REDES

Marechal Thaumaturgo

Jovem que perdeu o pai vítima de explosão quer indenização

Ac24horas, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Depois de enterrar o pai, Valdir Torquato, no último domingo em Marechal Thaumaturgo, José Maria Ferreira da Silva,de 20 anos, decidiu que vai aguardar a polícia e justiça definirem os culpados pra pedir indenização pela morte de seu genitor. Ele cita que várias pessoas em Thaumaturgo disseram a ele, que o verdadeiro dono dos 5 mil litros de combustível que abasteciam o barco na hora da explosão, é um vereador da cidade, chamado Amadeus, do PT. Desde o dia da explosão, o político não é mais visto na cidade. “A polícia e a Justiça vão ter que dar resposta pra esse caso, que não pode ficar impune, porque 5 pessoas já morreram e várias, como meu irmão caçula, seguem nos hospitais. Alguém vai ter que pagar financeiramente por tudo isso”, desabafa emocionado.

A mãe de José, Jocileia está internada em estado grave em Goiânia, e o irmão, Paulo Vitor, de 4 anos, já apresentou melhoras mas segue internado em Belo Horizonte.
José, que é o filho mais velho que morava em casa com os pais e irmãos na Foz do Rio Bagé, agora é responsável pelo sustento dos sete irmãos de 9 a 15 anos de idade. “Eu trabalhava com meu pai de ombro a ombro e agora me sinto só, mas vou dar conta e esperar minha mãe e meu irmão voltarem pra casa”.
O jovem de 20 anos cita que a mãe ganhava R$ 700 de Bolsa Família, que ele conseguiu receber e é com essa quantia que ajuda os dois parentes que são os acompanhantes da mãe e do irmão fora do Estado. Ele ouviu falar em uma campanha de arrecadação de roupas e alimento que houve em Cruzeiro do Sul para ajudar as famílias das vítimas da explosão do barco, mas afirma que nada chegou até ele. “Vou precisar de toda ajuda possível para os meus irmãos, mas nunca recebi nada de ninguém até agora”, conclui

Marechal Thaumaturgo

Baixo nível do Rio Juruá dificulta o tráfego de embarcações e ameaça abastecimento de municípios

Juruá em Tempo, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com a chegada do período de estiagem, os rios e igarapés costumam perder um grande volume de água. No Vale do Juruá não é diferente, mas há um agravante. O baixo nível do Rio Juruá dificulta o tráfego de médias e grandes embarcações e prejudica o transporte de mercadorias.
Francisco Roberval é comandante de uma embarcação que transporta produtos para Marechal Thaumaturgo. Segundo ele, a viagem que costuma ser feita em três dias pode levar até oito dias.

“É complicado chegar, mas a gente leva de sete a oito dias pra chegar em Marechal Thaumaturgo. No inverno, fazemos essa viagem em três dias. Tem trecho que precisamos cair na água e ajudar, às vezes precisa da ajuda de outras embarcações”, disse.
Com anos de experiência, o barqueiro Luiz Elison diz que nunca viveu um verão tão rigoroso. “Os barcos grandes passam quinze dias subindo para os municípios. Esse é o verão mais rigoroso, e olha que eu tenho muitos anos de experiência”.
Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros em Cruzeiro do Sul, capitão Oliveira, apesar das dificuldades, as embarcações ainda conseguem trafegar. Porém, ele alerta para que barqueiros e moradores em geral tenham cuidado com alguns trechos do manancial.
“Pedimos que as pessoas que fazem esse trajeto tenham cuidado por que já está difícil a navegação em alguns trechos. É importante que observem a questão do assoreamento, existem muitos bancos de areia, muitos troncos, e é importante que as pessoas tenham cuidado, principalmente a noite”.

Continue lendo

Marechal Thaumaturgo

Depois de mais de um mês, cidades isoladas no AC são reabastecidas com combustível

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Duas embarcações com 41 mil litros de combustível deixaram o porto de Cruzeiro do Sul, neste sábado (13), com destino as cidades de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, que estavam desabastecidas desde que um barco explodiu com 5 mil litros de gasolina, no dia 7 de junho.
A primeira embarcação com 30 mil litros de óleo diesel e gasolina deve chegar a Marechal Thaumaturgo nesta terça-feira (16). A segunda, com 11 mil litros de combustível, já chegou a Porto Walter nesta segunda-feira (15).
O prefeito de Porto Walter, Zezinho Barbary, diz que, como a maioria dos serviços do município estavam parados, o combustível que chegou ainda não é suficiente para retomar as ações normais da prefeitura.
“Recebemos um pouco que, com a falta que estava aqui, é praticamente a mesma coisa que não ter vindo quase nada”, alega o prefeito, que disse que estava com as aulas nas escolas da zona rural paradas, os serviços de limpeza pública suspensos, ações dos agentes de saúde interrompidas e sem condições de manter os trabalhos de recuperação de ramais.
As operações de carregamento de combustível para embarcações e o transporte para as duas cidades tinham sido interrompidos pelos órgãos de controle depois que um barco explodiu com 5 mil litros de gasolina e matou seis pessoas deixando mais 12 feridos.
Em uma audiência pública na última quarta-feira (10), um acordo entre a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), a Agência Nacional de Petróleo (Anp), a Marinha, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), as operações foram liberadas, mas até o momento apenas o carregamento foi feito e o transbordo foi interrompido novamente.
A empresa que cedeu o porto para o abastecimento das embarcações não acatou as exigências da licença do Imac, expedida na tarde da última sexta-feira (12), que responsabilizaria o proprietário da área porque qualquer incidente que pudesse acorrer.
Nesta terça-feira (16), o gerente do Imac, Levi Bezerra, afirmou que a licença está em validade, mas que serão feitas alterações para atender as solicitações da empresa que cedeu o porto.
“A empresa está se negando a receber a licença, mas estamos fazendo a retificação para atender naquilo que é pertinente. Como é uma licença emergencial, o Imac vai fazer as adequações para que desobstrua essa situação. A responsabilidade vai ficar por parte de quem está abastecendo e de quem está sendo abastecido”, garantiu o gerente.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp WhatsApp Notícias