NOSSAS REDES

Acrelândia

Ministério da Saúde alerta para risco de surto de dengue, zika e chikungunya em nove cidades do Acre

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Cidades acreanas apresentam índices de 4% a 22,7%. Índice tolerável é de 1% de infestação.

Nove municípios do Acre aparecem na lista das cidades em risco de surto de dengue, zika e chikungunya (Foto: Divulgação)

Um relatório do Ministério da Saúde apontou que nove cidades acreanas podem ter surto de dengue, vírus da zika ou chikungunya esse ano. Entre as cidades, está a capital acreana, Rio Branco, que é uma das duas capitais do país que estão em situação de risco.

O relatório aponta que mais de mil cidades em todo país podem ter o surto. Os dados foram coletados no período de janeiro a 15 de março.

A situação, segundo o relatório, está mais complicada nos municípios de Sena Madureira, Epitaciolândia e Rodrigues Alves, município que apresentam índice acima de 8%. O tolerável é de 1% de infestação.

A cidade que apresenta o maior índice é Sena Madureira, com 22,7%. Isso significa que em 100 casas na cidade, quase 23 podem estar com criadouros do mosquito Aedes aegypti.

Também aparecem na lista do Ministério da Saúde municípios com índice acima de 4%, e isso inclui Rio Branco, Plácido de Castro, Brasileia, Acrelândia, Mâncio Lima e Manoel Urbano.

As cidades de Assis Brasil, Feijó, Capixaba, Porto Acre, Xapuri, Cruzeiro do Sul e Senador Guiomard apresentam índices mais baixo, mas também aparecem na lista como cidades em alerta para infestação.

Conforme os dados, somente os municípios de Porto Walter, Santa Rosa do Purus, Tarauacá e Bujari estão com índice satisfatório, ou seja, com percentual abaixo de 1% de infestação. Por G1/Ac

Acrelândia

Em Acrelândia operação da Polícia Civil prende Hacker acusado de estelionato, furto e extorsão

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Durante a quarta-feira, 31/07, A Polícia Civil deflagrou uma operação na cidade de Acrelândia, dando cumprimento a mandados e busca e apreensão. Durante a ação foi preso em flagrante o nacional Lucas Rodrigo Barbosa Francisco acusado de furto, extorsão e estelionato.

Lucas teria subtraído arquivos íntimos de uma pessoa e começou a extorqui-la , exigindo dinheiro para não expor em redes sociais e grupos de Whattsapp fotos e vídeos da vítima.

Utilizando seu vasto conhecimento em informática, o autor para ocultar sua identificação criou números falsos com DDI dos EUA e dos Emirados Árabes para fazer contato com a vítima. Ainda, gerava boletos para serem pagos pela vítima, sendo eles debitados em contas comerciais que eram rapidamente apagadas. Não sendo suficiente, o autor, usando os dados pessoais da vítima, criou cartões pré-pago e crédito para serem utilizados em compras que tentou fazer .

Conforme o Delegado Samuel Mendes, coordenador da operação, todos os elementos de prova e fatos foram descobertos através de um trabalho de inteligência do setor de investigação. Narrou o Delegado que aos poucos íam sendo descobertos os números falsos e quebrados os obstáculos que ocultavam a imagem do autor.

Com elementos de prova suficientes, foi representado por medidas cautelares. Durante o cumprimento das buscas, o autor foi flagrado no exato momento em que conversava de sua casa com vítima, exigindo dela mais dinheiro, tendo mandado mais um boleto para ela pagar.

Durante a operação, foram apreendidos vários dispositivos de informática, como HDs, pen drive, adaptadores de celular para passar cartão de crédito, placas solares carregadoras, etc. Em um dos objetos encontrados, estavam armazenados todos os arquivos da vítima.

O autor confessou que exigiu dinheiro da vítima porque outra pessoa mandou ele fazer tal ato. Lucas foi preso em flagrante e indiciado por furto e extorsão, finalizou o Delegado Mendes.

Fontes: Policia Civil-Acrelândia

Continue lendo

Acrelândia

Polícia Militar realiza operação de combate a crimes ambientais em Acrelândia

Lilia Camargo/ASCOM SEJUSP, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Desde o último sábado, 20, a Polícia Militar está no município de Acrelândia em uma megaoperação de combate a crimes ambientais.

A operação termina na próxima quinta-feira 25, e tem como foco principal coibir o desmatamento, extração ilegal de madeiras, além da caça não permitida de animais silvestres.

O banco alemão KFW Bankengrupp, através de um convênio feito com o governo é quem está fomentando a realização dessas políticas de preservação ambiental com a liberação de recursos.

Ramais estão passando por fiscalização do Batalhão de Policiamento Ambiental Foto: Assessoria/PMAC

Os locais que estão passando por fiscalização do Batalhão de Policiamento Ambiental são os ramais Progresso, Granada, Pelé, entre outros dentro das imediações daquele município.

“O Batalhão Ambiental está realizando patrulhamento, abordagem e fiscalização de locais onde identificamos que existe a prática de crimes ambientais como o desmatamento ilegal, caça de animais silvestres e extração de madeira.

A atuação conveniada ao banco alemão é exatamente para evitar essas práticas e ainda atuarmos com atividades educativas em parceria com outros órgãos a exemplo Ibama, ICMBio, IMAC e SEMA”, destacou o tenente coronel Elissandro do Vale, comandante do Batalhão de Policiamento Ambiental.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp Precisa de ajuda?