NOSSAS REDES

ACRE

Mulher atacada por ex marido com facão estava grávida e perdeu filho após agressão

Redação do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Polícia Civil informou que a jovem Mônica Conceição, de 21 anos, agredida com golpes de facão enquanto tomava banho na comunidade Badejo do Meio, em Cruzeiro do Sul, no fim de março, foi encaminhada para Rio Branco em estado grave e segue internada na UTI do hospital do Pronto-socorro.

Mônica, a mãe dela Maria Conceição, e o filho dela de 3 anos foram atacados por João Gomes da Silva, preso na quinta-feira (4). O delegado Alexnaldo Batista, que cuida do caso, disse que foi constatado que a mulher estava grávida de quatro meses e perdeu o filho após as agressões.

Um dos cortes acertou o crânio e afetou, inclusive, a massa encefálica da mulher, segundo o delegado. Ela foi transferida para Rio Branco e perdeu o filho nesta quinta. O filho e mãe dela, também feridos pelo suspeito, já estão em casa e sem riscos.

“Nós tivemos a triste notícia e lamentamos, que a vítima que está na UTI em Rio Branco e acaba de perder o bebê. O marido dela está sendo ouvido na Delegacia da Mulher de Rio Branco e esse criminoso está sendo interrogado aqui e será encaminhado ao presídio”, disse o delegado.

Versão do suspeito

O suspeito alega que estava vendo a vítima tomar banho e que chegou a se relacionar com ela há algum tempo. Silva teria começado a atacar as vítimas ao ter sido descoberto observando a ex.

A mãe da mulher, que foi defendê-la, também foi ferida com um golpe e a criança que estava no colo da avó levou um corte na perna. O suspeito só encerrou as agressões depois que o marido da mulher de 21 anos chegou para prestar socorro.

O suspeito foi preso na hora que tentava embarcar em um ônibus para fugir de Cruzeiro do Sul para Rio Branco. Na delegacia, Silva negou ser o responsável pelas agressões e afirmou que já teria tido um caso com a mulher e sabia que ela estava grávida. Ele alega ser o pai da criança.

A reportagem tentou ouvir os familiares da mulher, mas, não conseguiu porque os envolvidos moram na zona rural da cidade.

Informações de 3 de julho notícias

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat