NOSSAS REDES

ACRE

No AC, servidores de presídio fazem teste contra tuberculose e resultados dão negativos

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Após denúncia de que servidores da Unidade Penitenciária Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, no interior do Acre, estariam com tuberculose, o Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Acre (Iapen-AC) realizou uma ação na unidade prisional e os exames de todos os colaboradores do órgão deram negativo. Ao todo, foram realizados 52 exames e todos deram negativos para tuberculose.

A preocupação do Instituto, de acordo com a assessoria de comunicação, é garantir a qualidade de vida e valorização dos servidores da unidade, além de mostrar os dados negativos.

O Iapen informou ainda que faz ações de saúde como esta além oferecer acompanhamento biopsicossocial. Ações desse tipo servem, segundo o órgão, para reforçar a qualidade de vida dos servidores

Presos com tuberculose

De acordo com levantamento do Iapen, divulgado em fevereiro desse ano, dentro da comunidade carcerária havia sido diagnosticado nove casos da doença, em Sena Madureira. Ao todo, 79 detentos das unidades prisionais do Acre estavam em tratamento de tuberculose.

À época, a gerente de Saúde do Iapen, Ingrid Suarez, informou que o tratamento da doença leva seis meses e que nos primeiros 15 dias, período mais crítico de contágio, os presos ficam isolados.

O Iapen afirmou que todas as regionais têm equipes de saúde para controlar os tipos de patologias, principalmente a tuberculose. A gerente disse ainda na época que o ambiente prisional era mais propício para o desenvolvimento da doença.

“Por conta do ambiente que é mais úmido, aglomerado, a propagação dessa doença é mais fácil. Mas, isso não quer dizer que entramos em um surto. Quando o preso começa com os sintomas, que é a tosse há mais de um mês, febre, emagrecimento repentino, a gente já faz o exame. Em caso positivo, ele é notificado e já medicado no mesmo dia. A gente não pode esperar nenhum dia”, afirmou Ingrid.

ACRE

Traficante que enviava drogas do Acre para o Nordeste é preso em Rio Branco

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Cleomar César Felício Uchôa, vulgo cangaceiro, foi preso pela Polícia Civil na última terça-feira (20) no bairro Preventório, conhecido como Papoco, em Rio Branco. O traficante já era alvo de investigações da Polícia Federal, que suspeita que ele tinha negócios na fronteira e no estado de Rondônia e fornecia drogas para a região Nordeste.

Há suspeitas de que o homem lavava o dinheiro do tráfico com compra e venda de gado no Acre e nos estados vizinhos.

Continue lendo

ACRE

Homem que matou ex-mulher e companheiro dela é condenado a mais de 39 anos de prisão

STJ Notícias, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Após nove horas de julgamento, homem que matou ex-mulher na frente do filho e também assassinou o companheiro da vítima foi condenado, na segunda-feira, 19, pelo Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Comarca de Tarauacá. Segundo a decisão, o denunciado deverá cumprir 39 anos e 10 meses de reclusão, em regime inicial fechado.

Como é relatado nos autos, em julho de 2016, o acusado estava indo à residência da ex-mulher e no caminho encontrou o companheiro dela, que tinha ido levar uma das crianças a escola. O acusado teria matado o homem e seguido para a casa da ex-companheira. Uma vez no local, ele a teria matado a golpes de faca e tiro de espingarda, na frente dos filhos.

Sentença

De acordo com a sentença, que ainda aguarda publicação no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), o acusado cometeu os crimes de: homicídio qualificado privilegiado (meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e também pela condição do sexo feminino da vítima) em relação à ex-mulher; e homicídio qualificado (motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa do ofendido), em relação ao companheiro dela.

O juiz de Direito responsável por conduzir o julgamento, Guilherme Fraga, registrou que “as circunstâncias do crime fogem à normalidade, visto que o acusado praticou o delito após arrombar a porta frontal da casa, porta dos quartos, com a presença dos filhos menores de idade, perseguido a vítima, até conseguir mata-la, tudo isso devidamente testemunhado pelo filho de apenas 13 anos de idade, motivo pelo qual deve tal circunstância judicial ser valorada negativamente”.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp Precisa de ajuda?