NOSSAS REDES

ACRE

No Acre, acusado de matar mulher a facadas com filho no colo é condenado a mais de 42 anos de prisão

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

AJustiça do Acre condenou a mais de 42 anos Alessandro de Lima Magno, acusado de matar a companheira, Katiane de Lima, de 23 anos, em março deste ano. O júri popular começou às 8h30 na 1º Vara do Tribunal do Júri, em Rio Branco, e terminou pouco antes do meio-dia, nesta quinta-feira (19).

O crime ocorreu no último dia 25 de março no bairro Caladinho. A jovem foi morta com ao menos três facadas no pescoço, braço e costelas, enquanto estava com o filho no colo dentro de casa.

Durante o julgamento, foram ouvidas quatro testemunhas e o réu. No dia em que foi preso, um dia após o crime, ele confessou ter matado a companheira após uma discussão e foi indiciado por feminicídio.

Ao G1, o advogado de Magno, James Araújo dos Santos, disse que a defesa acha a sentença muita grande e, possivelmente, deve recorrer do resultado.

“Teve a pena acima do patamar justo para a condenação e, por conta disso, vamos recorrer”, resumiu.

No inquérito da polícia consta que ele relatou que a discussão começou porque ele tinha saído de uma facção criminosa a qual pertencia e a vítima teria dito que se ele não voltasse, ela iria informar aos “irmãos” da facção e ele seria morto. Foi quando ele pegou a faca e desferiu os golpes contra ela.

Magno foi denunciado e condenado por homicídio com a qualificadora de feminicídio e ainda por integrar organização criminosa. Ele não pode recorrer do resultado em liberdade.

Comentários

Comente aqui

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat