NOSSAS REDES

ACRE

No Acre, ministra diz querer desburocratizar processos para ajudar no desenvolvimento

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A ministra Tereza Cristina, afirmou em visita ao Acre, nesta sexta-feira, dia 22, que vai trabalhar para desburocratizar os processos que chegam ao Ministério da Agricultura. Ela participou de uma reunião na sede da Federação de Agricultura e Pecuária do Acre, em Rio Branco. A ministra veio ao Acre a convite da bancada federal.

A ministra não falou com a imprensa, mas destacou o interesse do Governo Bolsonaro em observar a Amazônia como potência de desenvolvimento sustentável, sem que isso impeça o agronegócio, bandeira levantada pelo governador Gladson Cameli e apoiada pela bancada federal.

Segundo o coordenador da bancada, o senador Sérgio Petecão, a presença da ministra nesse corpo a corpo com os produtores acreanos mostra o interesse dela em dialogar com quem faz a roda girar no campo. Petecão se mostra otimista com a recepção da ministra de Jair Bolsonaro.

“Algumas pessoas de Brasília até ironizaram, perguntando onde que vamos colher soja. Mas a gente sabe que isso aqui é uma simbologia, é um gesto de compromisso do governo federal para com o Estado. Isso é uma página que estamos virando, cria-se uma expectativa positiva. Eu acredito, e essa vinda apenas consolida o nosso sonho”, aponta o senador.

Já o presidente da Federação da Agricultura, Assuero Veronez, comenta que a carga tributária é inimiga das indústrias, e isso impacta diretamente no bolso do produtor, mas mais que isso, há a necessidade da união dos políticos para um olhar diferencia à Amazônia, onde os curtos operacionais são, originalmente, mais altos.

“Está aí a soja, hoje, exatamente uma cultura que até ontem não tinha nada. Isso, com certeza, vai aumentar. O fundamental é que estamos alinhado com o governo aqui e lá em Brasília, para fazer o Brasil crescer. Isso faz gerar emprego, aumenta a confiança, e ativa a economia do país. É um círculo virtuoso, e não vicioso como tínhamos”, acredita.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat