NOSSAS REDES

POLÍCIA

Pai pede ajuda para a filha de 11 anos que sofre bullying e é agredido na escola em Cruzeiro do Sul

Juruá em Tempo, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Por meio de uma postagem na sua página do Facebook, Carlitos Uchoa, pai de uma aluna da escola Marcelino Champagnat, pediu ajuda ao denunciar que sua filha de 11 anos está sofrendo bullying e sendo agredido por colegas na sala de aula. O texto revela o sofrimento da garota e a tristeza do pai.
Segundo relatos do pai, sua filha já vinha relatando sofrimento e agressões. Ele afirma que aí ir buscá-la, presenciou a mesma sendo agredida por 6 colegas.  “Hoje ao ir buscar ela na educação física presenciei minha filha sendo agredida por 6 coleguinhas de classe, meu mundo parou ali, apenas peguei minha filha reuni e perguntei o motivo de tanta violencia dos demais contra ela, eles não souberam responder.”, disse o pai.
Carlito Uchoa pede ajuda a direção da escola para que acompanhe o caso, é que ajude as crianças para que não venham a praticar bullying.
Relato do Pai da Criança:
Tenho uma filha de 11 anos que estuda no 6° ano em escola publica, ela entre outras qualidades, é uma execelente aluna com uma das melhores notas da sala sendo sempre destaque pela simpatia e carisma com todos ao seu redor.
Ha algum tempo ela vinha relatando que tava sofrendo constantes agressões tanto verbais como física de seus colegas de classe, agressões essas apenas por ela ser a maior no tamanho e uma das mais inteligentes da turma, eu sempre tentei amenizar por imaginar que fosse apenas briga de criança.
Hoje ao ir buscar ELA na educação física presenciei MINHA FILHA SENDO AGREDIDA POR 6 COLEGUINHAS DE CLASSE, meu mundo parou ali, apenas peguei minha FILHA reuni e perguntei o motivo de tanta violencia dos demais contra ela, eles não souberam responder.
Levei o problema ate a direçao do colegio novamente, pois eles ja tinham sido informado antes o que vinha acontecendo, pra tentar uma soluçao, pois nao é apenas minha filha que sofre esse tipo de agressão, outros alunos tambem sofrem e isso nao é legal.
Espero do fundo do meu coraçao que essas crianças mudem, se torne pessoas de bem, sejam acompanhadas mais de perto pelos pais ou responsaveis.
Se vocês PAIS soubessem a responsabilidade que é CRIAR um FILHO, jamais fariam crianças pra jogar no mundo sem poder da o mínimo a eles, EDUCAR um filho nao é apenas da COMIDA e ROUPAS, educar um FILHO entre outros é mostrar a ele AMOR ao PROXIMO.
Em nenhum momento me descontrolei, fiquei indignado sim com a situaçao de vê um filho sendo agredido nao pela CRIANÇA, mas sim pelo espelho de ter PAIS irresponsaveis

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat