NOSSAS REDES

BRASIL

Paralisação dos caminhoneiros continua mesmo após acordo, e Governo mobiliza Forças Armadas

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Greve dos caminhoneiros.

Governo esperou até o meio-dia antes de apelar ao STF.

Diante da resistência dos motoristas, Presidência entrou com o pedido de liminar na corte.

Bloqueio de caminhões na rodovia Régis Bittencourt
Bloqueio de caminhões na rodovia Régis Bittencourt – Marlene Bergamo/Folhapress

O governo deu ordem à AGU (Advocacia-Geral da União) para esperar até o meio-dia da sexta (25) antes de entrar no STF (Supremo Tribunal Federal) com pedido de liminar para a desobstrução das estradas. Esperava uma resposta positiva dos caminhoneiros às negociações da noite anterior, quando chegou a anunciar o fim da greve.

BOA TARDE

Diante da resistência dos motoristas, decidiu entrar com o pedido de liminar para inclusive poder usar a força contra eles.

NA PARALELA 

Já a PRF (Polícia Rodoviária Federal) alertou o órgão de que era necessário pedir também a liberação dos acostamentos. Para impedir o cumprimento das 22 liminares que o governo já tinha obtido determinando a desobstrução das vias, os caminhoneiros se afastavam para o lado das estradas. Mas seguiam dificultando o tráfego.

PLANO B 

E a Câmara já estuda fórmulas para baixar também os impostos sobre o gás e a gasolina. Nada será feito, no entanto, enquanto não for encontrada receita para subsidiar a redução. A margem de manobra é estreita.

QUEM SABE

Uma das ideias é usar a receita extra com os royalties do petróleo, que cresceu 38,5% com a alta do barril.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat