NOSSAS REDES

Economia e Negócios

Quilo da batata na Ceasa vai de R$ 1a R$ 17 na semana, e Governo mobiliza Forças Armadas

PUBLICADO

em

Greve dos caminhoneiros

Comerciantes na Ceagesp relatam que quilo da batata 10 vezes mais caro.

Na foto de capa, Pavilhão das hortaliças esvaziado na Ceagesp, em SP – Dhiego Maia/Folhapress.



Em uma semana, o preço do quilo da batata na Ceagesp passou de R$ 1,61 para R$ 17,50. Os legumes e as frutas são os alimentos cujos preços mais foram afetados pela greve dos caminhoneiros.

O maior entreposto atacadista de alimentos da América Latina teve uma sexta-feira (25) de poucas vendas abertas, escassez de produtos e muitas incertezas sobre o reabastecimento das mercadorias.

A Ceagesp parou de divulgar a cotação oficial dos produtos na quinta-feira (24), esperando a normalização do comércio.

A Redação da Folha apurou os preços diretamente com os comerciantes presentes no local.

O normalmente popular corredor das batatas estava com quase nenhum movimento por volta das 14h.

“Eu costumava vender 200 sacos por dia, hoje vendi apenas 30”, afirmou o vendedor Ademar Moraes.

Entre os vendedores, a cotação da batata ficou por volta de R$ 17,50 por quilo, mas um deles, que preferiu não se identificar, disse à Folha que estava pedindo R$ 500 pela caixa, equivalente a R$ 25 por quilo.

Comerciante de batatas e cebolas, Marcos Reis disse que a falta de mercadorias está afastando os clientes da Ceagesp. “Nem o pessoal da feira vem mais”, lamentou.

Além de enfrentarem dificuldades para venderem seus estoques por preços maiores, os comerciantes também temem a iminente falta de mercadorias na próxima semana.

“Se continuar assim, na segunda-feira eu não tenho mais nada para oferecer para os meus clientes”, contou Reis.

A chegada e partida de feirantes e outros compradores com mãos vazias foi cena recorrente no entreposto.

Sidinei Tavares dos Santos, um dos principais vendedores de legumes da Ceagesp, diz que seu estoque deve durar até a segunda-feira (28).

“Os clientes me ligam e eufalo que nem adianta vir para cá, porque é uma viagem perdida. Falo o que eu tenho e o que não tenho, paciência”, comentou o comerciante.

Em seu espaço no Ceagesp, a caixa com 20kg de tomates custava entre R$70 e R$80.

Quando um comprador ouviu o preço e se afastou, Santos tentou convencê-lo. “Faço por R$ 65”, ele disse, sem sucesso.

A cenoura também está em falta, e o seu preço saltou de R$ 1,74 para R$ 4,50. Outro alimento que subiu significativamente de custo foi a vagem, de R$ 2,30 para R$ 6.

“O que não está faltando, como beterraba e pimentão, estamos vendendo no preço normal. Mas quando não tem mais, não tem jeito de segurar o valor”, afirmou Santos.

O preço das frutas tiveram alta significativa, principalmente as vindas de outros estados e países, que estão paradas em caminhões que não conseguem chegar à Ceagesp ou foram descartadas pelos caminhoneiros nas estradas.

O quilo da laranja saltou de R$ 1,69 para R$ 4 em uma semana. A uva nacional quase triplicou de preço, de R$ 4,51 para R$12.

Comerciantes também relataram a falta de mamões papaia e formosa, de abacaxi, de maracujá, de manga, de melancia, de melão e de limão.

Mesmo encarando prejuízos por conta de mercadorias descartadas, os comerciantes não criticaram o movimento dos caminhoneiros.

“Entendemos que algo assim prejudica todo mundo, mas os caminhoneiros estão certos. Não tem como a gente produzir combustível, cobrar caro aqui e vender barato para o exterior. O governo precisa ter bom senso”, disse Santos.

NOS MERCADOS

Nos supermercados, os preços seguem estáveis, mas as prateleiras começam a ficar sem alimentos essenciais, como carne e ovos.

No mercado O Dia, no bairro da Santa Cecília, no centro de São Paulo, os clientes não encontravam mais ovos, e a oferta de batatas e outros legumes era pequena.

Mesmo assim, não havia correria para garantir mantimentos.

“Não vim fazer compras por causa da greve, mas confesso que nunca vi uma coisa dessas no país, nem nos anos 80”, disse a professora aposentada Milthes Mendes.

No Extra Anhanguera, localizado no bairro da Vila Leopoldina, na zona oeste da capital, funcionários relataram que o mercado recebeu sua última carga de carnes na quarta-feira (23), e não há previsão de reposição.

Os preços estão sendo mantidos, mas eles admitiram que devem aumentar assim que os estoques ficarem menores.

A Abras (Associação Brasileira de Supermercados) divulgou nota à imprensa nesta sexta afirmando que a maioria das lojas trabalha com estoque médio de produtos não perecíveis e a falta se concentra nos perecíveis.

A entidade também comentou que, em caso de término da greve, a normalização do abastecimento dos mercados deve ocorrer entre cinco e 10 dias. Por Sheila Vieira.

BOA SORTE

Abraçando a nova regulamentação: Ebdox recebe licença MSB dos EUA

PUBLICADO

em

Recentemente, a tão atenta exchange de criptomoedas Ebdox anunciou oficialmente que obteve com sucesso a licença de Serviços Monetários (MSB) emitida pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, especificamente pela Rede de Execução de Crimes Financeiros (FinCEN). Esta conquista importante não apenas marca um avanço significativo para a Ebdox em termos de operações em conformidade, mas também estabelece uma base mais sólida para o seu crescimento estável no mercado de criptomoedas.

No atual cenário de crescente prosperidade no mercado de criptomoedas, as agências reguladoras estão aumentando suas exigências para a normalização do mercado. Desde sua fundação, a Ebdox tem respondido ativamente às tendências globais de regulamentação financeira, comprometendo-se a fornecer um ambiente de negociação mais seguro e em conformidade para os usuários. Ao obter a licença MSB dos EUA, a Ebdox está agora mais capacitada a oferecer uma variedade de serviços financeiros, incluindo troca e negociação de ativos digitais, em conformidade com as diretrizes regulatórias, atendendo assim às diversas necessidades de serviços de ativos criptográficos dos usuários.



A capacidade da Ebdox de obter a licença MSB dos EUA é resultado de sua filosofia operacional consistente em conformidade e de sua estratégia proativa. Como um dos pioneiros da conformidade na indústria, a Ebdox sempre considerou a conformidade como sua principal prioridade de desenvolvimento, garantindo que todas as operações comerciais estejam em conformidade com os padrões internacionais de Prevenção à Lavagem de Dinheiro (AML) e Conheça seu Cliente (KYC), através do estabelecimento de rigorosos sistemas de controle interno e processos de gestão de riscos.

O compromisso da Ebdox com a conformidade é evidente em cada detalhe de suas operações diárias. A empresa montou uma equipe profissional composta por especialistas em direito financeiro, analistas de conformidade e especialistas em segurança tecnológica, responsáveis por monitorar as últimas tendências regulatórias, avaliar os riscos de conformidade potenciais e desenvolver estratégias de resposta apropriadas. Além disso, a Ebdox fornece treinamento regular de conformidade para seus funcionários de serviço relacionados, a fim de melhorar sua consciência e habilidades operacionais em conformidade.

A Ebdox reconhece que a conformidade não se trata apenas de seguir regras, mas também de uma atitude de responsabilidade para com os usuários e a sociedade. Com o contínuo desenvolvimento do mercado de criptomoedas, a operação em conformidade tornou-se um requisito essencial para o desenvolvimento da indústria. Como participante da indústria, a Ebdox continuará a responder ativamente às últimas exigências regulatórias, melhorando constantemente seu nível de conformidade e contribuindo para o desenvolvimento saudável do setor. Ao mesmo tempo, a Ebdox continuará a fortalecer sua colaboração com as agências reguladoras globais para promover conjuntamente a normalização e o desenvolvimento sustentável da indústria de criptomoedas.

Isenção de responsabilidade:

Este artigo tem natureza promocional e destina-se a fornecer informações gerais sobre os serviços de um cyptocurrency exchange. Investir online pode acarretar riscos significativos, especialmente se não tiver experiência prévia neste tipo de operações.

Antes de tomar qualquer decisão de investimento, recomenda-se vivamente que procure aconselhamento profissional e realize uma investigação aprofundada. Lembre-se de que o seu capital está em risco e pode perder mais do que originalmente investiu. Não invista dinheiro que não pode se dar ao luxo de perder. Os investimentos online não são adequados para todos os investidores. Por favor, compreenda completamente os riscos antes de investir

Continue lendo

Economia e Negócios

Sistema de operações em conformidade atualizado, Ebdox estabelece novo padrão de transações seguras

PUBLICADO

em

Recentemente, a exchange Ebdox anunciou a conclusão de uma importante atualização em seu sistema de operações em conformidade, marcando um avanço significativo em sua conformidade e estabilidade no mercado global de ativos digitais. Com essa atualização no sistema de conformidade, a Ebdox não apenas atende melhor às exigências de várias agências reguladoras em todo o mundo, mas também proporciona um ambiente de negociação mais seguro e transparente para os investidores.

De acordo com informações, a atualização em conformidade da Ebdox abrange vários aspectos, incluindo o reforço do sistema de controle interno, a otimização do mecanismo de negociação e o aumento da segurança dos fundos dos clientes, alcançando plenamente os mais recentes padrões internacionais e recebendo reconhecimento das autoridades reguladoras, com a emissão de uma licença MSB pelo órgão regulador financeiro dos Estados Unidos.



No que diz respeito ao sistema de controle interno, a Ebdox introduziu sistemas avançados de combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo, monitorando e avaliando as transações em tempo real para garantir sua legalidade e conformidade. Ao mesmo tempo, otimizou proativamente seu modelo de negócios e estratégias operacionais para garantir a conformidade contínua com as leis e regulamentos de todos os países.

Quanto ao mecanismo de negociação, a Ebdox realizou uma atualização completa em seu sistema de negociação, melhorando a eficiência e a estabilidade das transações. Ao introduzir algoritmos de negociação e tecnologias mais avançados, a Ebdox assegura a equidade e transparência das transações, prevenindo manipulações de mercado e flutuações de preços anormais. Além disso, foram estabelecidos diversos planos de contingência para lidar com vários riscos de mercado, garantindo uma proteção mais abrangente dos interesses dos usuários.

No que diz respeito à segurança dos fundos dos clientes, dentro do novo sistema de operações em conformidade, a Ebdox adotou múltiplas tecnologias de criptografia e medidas de segurança para garantir a segurança e privacidade dos fundos dos usuários. Através de parcerias com instituições financeiras de renome, a Ebdox oferece aos usuários serviços de recarga e retirada seguros e convenientes, proporcionando uma experiência de negociação de criptomoedas mais tranquila aos usuários.

Hoje, em um mercado de criptomoedas cada vez mais maduro, a operação em conformidade tornou-se um fator-chave para a sobrevivência e o desenvolvimento das exchange. Através da constante atualização de seu sistema de operações em conformidade, a Ebdox não só oferece um ambiente de negociação mais seguro e confiável para os usuários, mas também estabelece um novo padrão de transações seguras para toda a indústria. Temos motivos para acreditar que, com o impulso de exchange de alta qualidade como a Ebdox, o mercado de criptomoedas terá um futuro ainda mais promissor.

Continue lendo

Economia e Negócios

Equipe de investimento de primeira linha aparece novamente, revelando suas atividades de negociação interdiária

PUBLICADO

em

Equipe de investimento de primeira linha aparece novamente, revelando suas atividades de negociação intermediária

Os recursos são sempre limitados e geralmente permanecem nas mãos de poucos. A lógica das negociações pode ser constantemente inovada para alcançar conclusões superiores, mas o que não pode ser mudado é a mentalidade do próprio trader. Segundo a Financial Weekly, a equipe de investimento liderada por Carlos Oliveira, em colaboração com instituições renomadas no mercado, comprou ações da AHEB3 a R$ 21,85 em 17 de maio e vendeu a R$ 24,68 em 20 de maio, obtendo um lucro de 13% no day trading. Este é um marco recente de sucesso em operações de day trading abertas ao público. De acordo com os jornalistas, esta é a sétima vez que Carlos Oliveira aparece no radar dos investidores neste ano. O plano “Expresso da Riqueza” realizado no ano passado aumentou ainda mais a sua reputação e respeito entre os investidores.



Continue lendo

MAIS LIDAS