NOSSAS REDES

ACRE

PM ACABA COM FESTA DO B13 REGADA A DROGA E CERVEJA, PRENDE OITO E ENCONTRA ARMAS E FARDAMENTO DA CÍVIL

Ac24horas, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

 

A polícia Militar do Acre acabou com um festa de membros da facção criminosa Bonde dos 13, que ocorria em uma residência próxima a um terreno baldio no Loteamento Aroeira, que forma o Complexo de bairros da região do Calafate, em Rio Branco. A ação ocorreu no final da tarde deste domingo, 10, e contou com apoio do Grupo Raio, Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e de Militares do 4º Batalhão.

Segundo apuração do ac24horas, a polícia foi informada da existência de uma motocicleta abandonada em um terreno baldio cuja a placa apresentava restrição de roubo. Chegando ao local, rapidamente os militares fizeram o cerco pois perceberam que havia uma festa próximo do terreno em uma casa com som em volume alto, bebidas e consumo de drogas. De acordo com a PM, as pessoas que estavam na casa pertenciam a Facção Bonde dos 13 e enquanto se divertiam, comercializavam drogas e ainda portavam armas de fogo.

A motocicleta que levou a Polícia até o bando havia sido furtado no sábado, dia 9, no bairro Mocinha Magalhães. Após render as oito pessoas que estavam dentro da casa, a polícia encontrou drogas, material para embalar, uma arma calibre 22 com munições e luneta, produtos para recargas de cartuchos e roupas da Polícia Civil possivelmente utilizadas para a prática de crimes.

Ao receberem voz de prisão, Francisco Delcivan da Silva, Thiago Ribeiro Tuesta, Thalysson Jesus da Silva, Elias Pereira de Castro, Francisco Costa da Silva, Ragner dos Santos Araujo, Romário da Silva Souza e Lucilene da Silva Araujo foram encaminhados a Delegacia de Flagrantes. O bando deverá ser autuado por Associação Criminosa, tráfico de drogas, receptação e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

ACRE

Professores e alunos do Ceja entram em pânico após homens em motos fazerem ameaças

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Centro de referência na educação de jovens e adultos acreanos que por alguma razão estão buscando recuperar o tempo perdido, o Ceja, instalado no centro nervoso de Rio Branco, a capital do Acre, tinha tudo para se transformar no palco de uma carnificina. Informações obtidas pela Polícia Militar davam conta de que, num dia qualquer e sem hora marcada, pistoleiros a serviço de facções iriam invadir o local e executar professores e alunos.

O tal dia parecia ter chegado na noite desta terça-feira (23). Alunos que haviam deixado as salas de aulas, muitos para fumar sobre o ar livre (afinal, os alunos que ali estudam em sua maioria são adultos), perceberam que um grupo de rapazes, pilotando motos ( eram pelo menos quatro pessoas, em duas motos), pararam em frente à escola e, por acenos, diziam que pessoas iriam morrer. Os acenos eram de que cabeças seriam cortadas, com gestos em relação ao pescoço.

O pânico foi geral. Mesmo com o portão de acesso à escola fechado, professores e alunos, alarmados, procuraram se refugiar. Ali estudam pelo menos 200 pessoas e lecionam mais de 20 professores.

A Polícia foi avisada e os ameaçadores fugiram. O Centro de Educação de Jovens e Adultos, o Ceja, está localizado no centro de Rio Branco, na Rua Epaminondas Jácome, ao lado do prédio da Maçonaria e a poucos metros do prédio da Polícia Rodoviária Federal ( PRF). O problema é que estas instituições, embora localizadas no centro de Rio Branco, estão instaladas no bairro da Base, território livre e em disputa pelas facções rivais que atuam na Capital.

Continue lendo

ACRE

Diarista é preso suspeito de estupro após menina de 9 anos gritar por socorro no interior do AC

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Um diarista foi preso suspeito de estuprar uma criança de 9 anos em Brasileia, interior do Acre. O homem estava bebendo na casa do pai da menina no domingo (21), quando houve o crime.

O suspeito foi preso após a criança gritar por socorro. Familiares chamaram a Polícia Militar do Acre (PM-AC), que foi até o local e fez a prisão do homem.

O delegado responsável pelo caso, Luiz Tonini, falou que, em depoimento, o suspeito alegou que passou a mão apenas no corpo da vítima.

“Foi para casa dos parentes da menina, que estava com o pai. Em determinado momento, o pai foi comprar cerveja e ele aproveitou que a menina estava na cozinha”, afirmou.

A criança rebateu a versão do suspeito e contou para a polícia que ele tentou beijá-la e ainda passou a mão nas partes íntimas dela.

“Se trata de uma criança, ele foi enquadrado no crime de estupro de vulnerável. Ele disse que foi abraçar, passou a mão nela sem interesse, mas a menina começou a gritar”, frisou.

Continue lendo

VOTE NA ENQUETE

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco