NOSSAS REDES

ACRE

Polícia Civil de Brasiléia prende dupla com dinamite que seria usada em banco

O Alto Acre, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Dupla detida é acusada de furtos de veículos na fronteira e outros delitos que estão sendo investigados.
Um trabalho de investigação por parte de agentes da Polícia Civil do município de Brasiléia, conseguiu evitar que um novo arrombamento contra uma agencia bancaria acontecesse a qualquer momento. Este seria a terceira agencia em menos de um ano na fronteira.

Delegado Luiz Tonini, que está à frente do caso.

Entrevista cedida ao jornalista Fernando Oliveira, enviado do jornal oaltoacre.com

O delegado responsável por parte da regional do Alto Acre, Dr Luiz Tonini, as investigações vinham acontecendo nos últimos dias, uma vez que furtos e assaltos, principalmente de veículos para serem levados para o lado boliviano.
Recentemente, dois veículos (um carro de passeio e uma pick-up) foram roubados pelos bandidos após entrarem em uma propriedade da cidade e já teriam levado a caminhonete para o lado boliviano, além de serem usado para a pratica de crimes diversos.
Com o trabalho de investigação, chegaram até dois indivíduos; Ismailton Leite (23) e Jeldemar Oliveira (21), que confessaram o envolvimento no arrombamento e furto dos veículos. Enquanto realizavam buscas em uma das residências dos detidos, foi encontrado ‘bananas’ de dinamite que seria usada em caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal, localizada em Brasiléia.

Dinamite que seria usada na agência da Caixa Econômica em Brasiléia.
Segundo o delegado, seriam um grupo de seis indivíduos que estariam diretamente envolvidos no arrombamento do Banco do Brasil, ocorrido na madrugada do dia 17 do mês em curso e até o momento, ninguém teria sido preso.
Os dois detidos seriam ouvidos no decorrer do dia e ficarão à disposição do delegado plantonista. Segundo o Artigo 251 do Código Penal – Decreto Lei 2848/40; “Expor a perigo a vida, a integridade física ou o patrimônio de outrem, mediante explosão, arremesso ou simples colocação de engenho de dinamite ou de substância de efeitos análogos: Pena – reclusão, de três a seis anos, e multa”.

Mais informações a qualquer momento

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat