NOSSAS REDES

ACRE

Policial que se envolveu em acidente de trânsito que matou mulher não vai ser afastado das funções, diz PM

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O aluno sargento da Polícia Militar (PM-AC) Alan Martins, que se envolveu no acidente na Estrada Dias Martins, no último sábado (18), que vitimou Silvinha Pereira da Silva, de 38 anos, deve continuar exercendo as funções normalmente, segundo informou a major Martha Renata.
De acordo com a major, não há elementos que comprovem se o policial estava embriagado e ele não vai ser afastado das funções, neste primeiro momento, e deve continuar à disposição da Diretoria de Ensino.
“Hoje, por determinação do comando, foi aberto um procedimento administrativo para apurar toda a conduta do nosso policial. O aluno sargento está à disposição da DE da polícia. E, no momento, não há nenhum elemento que leve ao afastamento”, explicou.
De acordo com Marta Renatha, a prova, que seria o teste do bafômetro, ficou prejudicada e não foi possível fazer o teste por causa das condições em que as vítimas se encontravam.
“A prova ficou prejudicada, mas há outros recursos que podem apurar as causas do acidente. A perícia foi realizada no local e, daqui uns dias, certamente sairá o resultado do laudo”, disse.
Ainda de acordo com a major, a PM está dando apoio à família desde quando aconteceu o acidente, na tarde sábado (18), tanto através das viaturas operacionais, como acompanhamento no Instituto Médico Legal (IML).
Sobre o estado de saúde do policial, Marta disse que o quadro é estável. Ele sofreu um ferimento profundo na parte interna da boca, mas teve alta no mesmo dia.

Sobre o acidente

O acidente ocorreu na tarde do sábado (18), na Estrada Dias Martins, e os três envolvidos foram socorridos por viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levados para o hospital.
O PM dirigia um carro e o casal estava na moto. Silvinha teve fraturas em uma das pernas, não resistiu e acabou morrendo, na tarde de domingo (19), no Pronto-Socorro de Rio Branco.
A estudante Gabriela Amorim, sobrinha de Silvinha, contou que o casal ia ao supermercado fazer compras para comemorar o aniversário de uma das filhas, quando aconteceu o acidente.
“Era aniversário da filha dela no dia do acidente. De início, não parecia que a gente ia perder ela. A gente imaginou que fosse um acidente e, como tantas outras pessoas, ela fosse se recuperar. Mas, não”, lamentou Gabriela.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat