NOSSAS REDES

ACRE

Rio Branco registrou 94 ocorrências de incêndio nos primeiros meses do ano, informa Corpo de Bombeiros

Contilnet, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

 

Incêndio de maior destaque ocorreu no mês de março, no Calçadão do centro da cidade, onde lojas foram atingidas causando prejuízos gigantescos aos comerciantes do local

No início deste ano, a equipe do Corpo de Bombeiros de Rio Branco vem tendo muito trabalho, principalmente com relação a incêndios em áreas urbanas. Só nos primeiro quatro meses do ano, foram contabilizados 94 ocorrências de incêndios.
Dentre o incêndio de maior destaque foi o ocorrido no mês de março, no Calçadão do centro da cidade, onde lojas foram atingidas causando prejuízos gigantescos aos comerciantes do local.

Incêndio destruiu mais de oito lojas no centro de Rio Branco/Foto: Juan Diaz

Segundo informações do Major Falcão, a equipe vem fazendo um trabalho de fiscalização contra esses incidentes. “Fazemos prevenção diariamente de várias formas, fiscalizações, normas contra incêndios e pânico e as mais diversas palestras”, disse.
Falcão ressaltou ainda que a maioria dos casos ocorrem por falta de observância das normas de segurança e prevenção.”Não são meros acidentes, geralmente estão aliados a falta de conhecimento e sua aplicabilidade”, explicou.
Prevenção e combate a incêndios
A prevenção de incêndios envolve as edificações e sua ocupação, o controle de manutenção de máquinas e equipamentos em geral e sistemas elétricos, controle de materiais combustíveis e inflamáveis, instalação de sistemas e equipamentos que permitam o combate rápido a princípios de incêndio, assim como, o treinamento de pessoas no uso desses equipamentos e nos procedimentos de abandono das edificações sinistradas.
Dentre as ações de prevenção de incêndio, pode-se destacar algumas simples que podem evitar desastres:
A proibição do fumo em locais onde existam grandes quantidades de materiais combustíveis;
Não armazenar materiais, sem que haja ordem e limpeza no local;
Utilizar a desenergização do ambiente, ao final do expediente, de todos os equipamentos elétricos utilizados em todos os setores da empresa;
Proibir a utilização de derivação tipo “T” e “extensões” elétricas, que são totalmente condenadas pelas normas técnicas e responsáveis por grandes incêndios;
Manter produtos voláteis, como álcool de cozinha e fósforos longe do alcance de crianças, em local ventilado e afastado de fontes de calor.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat