NOSSAS REDES

ACRE

Sindmed-AC entrará com ACP por mais segurança nos hospitais

PUBLICADO

em

O setor jurídico do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) protocolará uma Ação Civil Pública (ACP) para pedir na Justiça que o governo do estado seja obrigado a disponibilizar segurança nos hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). A proposta da diretoria da entidade é que os servidores possam trabalhar em paz, sem ameaças, sem agressões e sem invasões de membros de facções.

O presidente do Sindmed-AC, Guilherme Pulici, afirmou que a medida será adotada depois de diversas tentativas frustradas em negociar com os gestores para que haja maior vigilância. Para piorar, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) deixou de pagar o contrato com a empresa de segurança patrimonial, no último mês, resultando na demissão coletiva de trabalhadores, o que agravou ainda mais a crise.

“Queremos a resolução imediata do problema! Tivemos as agressões por membros de uma facção aos trabalhadores do hospital de Xapuri, e situações como essas não podemos mais tolerar”, criticou o representante dos médicos.

Como parte das atividades sindicais, Guilherme Pulici reuniu-se com o presidente do Sindicato dos Vigilantes do Acre, Nonato Santos, para traçar estratégias de atuação nos próximos dias, o que poderá incluir protestos. É aguardada a adesão dos sindicatos da saúde.

“Os pacientes e os servidores são vítimas dessa violência, então é preciso união de todos para obrigar o governo a oferecer uma resolução para o problema. Não é possível que tenhamos uma resposta apenas após a morte de mais um trabalhador”, finalizou o presidente do Sindmed.

 

Comentários

Comente aqui

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS